Land Rover

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Morte 2.jpg Gostou? Só achei na Harrold´s em NYC...

Este artigo é rico e seu autor só compra coisa chic. Seus advogados estão de olho em você, então não vandalize! Pobre? Tenho nojo de pobre, tudo o que tem é feito de prástico...

Vamos, meu bem, tenho uma reunião com Coco Chanel.

Num carro desse tamanho, o melhor lugar que os engenhosos engenheiros da Land Rover arranjaram para colocar o pneu de estepe foi esse? Não, é carro de rico, então tem que atender às frescuras de rico.

Cquote1.png Você quis dizer: SUV de rico? Cquote2.png
Google sobre Land Rover
Cquote1.png Experimente também: Jeep da Inglaterra Cquote2.png
Sugestão do Google para Land Rover
Cquote1.png Vendo Land Rover Discovery 4 modelo 2014 por aproximadamente R$ 52.900,00. Motivo: minha esposa se desinteressou e vamos comprar o modelo novo! Cquote2.png
Faria limer vendendo seu Land Rover.

Land Rover é uma fabricante de carros inglesa subsidiária da indiana Tata Motors (sim, aquela do Tata Nano) e o nome pelo qual é normalmente conhecido o primeiro veículo todo-terreno (por isso, land) para uso civil, construído pela Rover em 1948. Apesar de uso civil, custa atualmente entre 550 e 600 MIL reais, preço inconcebível para um civil gastar com um carro... Aliás, nem mesmo uma casa ou uma conta no hospital (exceto nos EUA) de um civil ia custar essa fortuna. Por isso, é bem óbvio que somente ricassos tem um desses na garagem, ou melhor, em uma DAS garagens...

História[editar]

Não deixe a lateral enganá-lo, este carro custa mais que seu rim.

O primeiro Land Rover foi desenhado em 1947, no País de Gales, aquele membro do Reino Unido que ainda tem idiota que pensa ser onde moravam Asterix e Obelix, pelas provavelmente não tão lindas e delicadas mãos de Maurice Wilks, o director de design da Rover, sob ordens do auto-proclamado rei da empresa, um tapado chamado Julien.

Mais tarde, a divisão Land da Rover ganhou autonomia e mudou sua sede para Madagascar, mas após 30% dos funcionários serem devorados por fossas, crocodilos e plantas carnívoras gigantes, eles voltaram pra Inglaterra, onde os únicos animais selvagens comedores de gente eram mendigos bêbados e hooligans. Desde então, ela passou a desenhar e construir uma vasta gama de veículos todo-terreno, além de deixar ser controlada por diversas empresas do ramo automóvel, como a British Leyland, a British Aerospace, a BMW e a Ford, provavelmente por motivações sadomasoquistas. A última empresa a ser dominatrix da Land Rover está sendo a Tata Motors, que comprou a Land Rover da Ford por um milhão de operadores de telemarketing.

Os veículos são fabricados em Solihull, um lugarzinho menor que Resende que fica perto de Birmingham, e em Halewood, que fica perto de Liverpool e volta e meia recebe algum imbecil procurando por Hollywood, sendo exportados para todo o mundo.

Conceitos[editar]

Fiat Elba, fonte de inspiração para o design dos carros da Land Rover.
  • Faixa Stormer: primeiro Land Rover veículo conceito, revelado no 2004 North American International Auto Show, mais tarde tornou-se o Range Rover Sport. É o mais procurado por caipiras analfabetos que enriqueceram por herança, estilistas de moda e empresários do ramo dentário.
  • Land Rover LRX: segundo veículo conceito, o primeiro apresentado no Detroit Auto Show 2008 e o terceiro a atropelar uma velhinha no Leblon. Originalmente um veículo com tecnologia ERAD, a versão de produção não a incluiu devido a testes inconclusivos e uma aposta feita no refeitório da empresa. O carro foi então lançado em 2011 como o Range Rover Evoque e foi a primeira gama de produtos de marca Rover a ser oferecida com tração dianteira, sem caixa de transferência baixa relação e com mais apelação aos públicos LGBT e satanista.
  • Land Rover DC-100: terceiro veículo conceito, revelado pela primeira vez no Salão do Automóvel de Frankfurt 2011 e pela segunda em uma reunião de executivos da DC Comics. Foi projetado para ser um substituto para o Land Rover Defender e uma alternativa ao Batmóvel, embora conceitualmente fosse pouco provável que a substituição desse certo e que o Bruce Wayne fosse comprar um Land Rover pra fazer merchandising.

Habilidades[editar]

Um Land Rover capaz de voar. Literalmente um Land Hover...

Os carros da Land Rover têm o poder de atrair olhares inconformados de pessoas comuns quando perambulam em bairros ricos. A tomada de força (PTO) era parte integrante do conceito Rover Terra de 1948, permitindo que máquinas agrícolas e muitos outros itens fossem executados com o veículo parado, ou seja, dava pra usar um Rover Terra pra arar a terra, colher feno e servir de clipe de funk com ele parado. Segundo as instruções originais de Maurice, era para ter tomadas de força em todos os lugares.

Um relatório de 1949 feito pelo Instituto Britânico de Engenharia Agrícola e uma cambada de escoceses descreveu o mecanismo de ação da tomada de força: ela é conduzida através do fogo e das chamas de um eixo da hélice Hardy-Spicer da saída da caixa principal, com dois pinhões intercambiáveis ​​dando duas razões. Esses pinhões não eram comestíveis e muito menos poderiam ser removidos da caixa principal para serem levados ao micro-ondas para que a radiação os fizessem girar como no especial do Zangief. A caixa de velocidades é aparafusada ao chassis traseiro para dar uma vibe de monstro de Frankestein e uma polia quadrada de 200 x 200 mm conduzida do eixo de PTO através de duas engrenagens cônicas pode ser aparafusado à caixa de velocidades pra enfeiar ainda mais.

Os PTOs permaneceram regulares nas series I, II e III da Land Rover até o fim da série em 1985. Um agrícola PTO em um Defender é possível, tornando a compra de um pelo Batman ainda mais improvável, já que seria o carro perfeito para o Espantalho.

Uso militar[editar]

Land Rover Discovery classic modificado por militares para se camuflar em uma apresentação tosca de PowerPoint.

Vários modelos da Land Rover têm sido usados ​​por militares, principalmente os exércitos britânico e australiano. As modificações incluem:

  • Suspensão heavy-duty (pois dever é muito coisa de militar);
  • Freios uprated;
  • Luzes de comboio;
  • Supressão eletrônica do sistema de ignição;
  • Cortinas opacas (já que rico é extravagante e curte cortina transparente pra gentalha vê-lo peladão);
  • Suportes para equipamentos especiais e armas de pequeno porte, como canhões sem recuo e metralhadoras;
  • Pneus que pagam flexões;
  • Vidros laminados altamente afiados pra descascar batata.

Os usos militares incluem infiltrações em bases inimigas sem empacar no meio do caminho e ficar vulnerável à chuva de chumbo grosso, ambulâncias para feridos em combate, oficinas de armas e lembrancinhas de sabonete para relaxar e não ficar com estresse pós-traumático, e veículos de ligação, caso algum combatente queira ligar para o cônje e o fiote e dizer que os ama.