Laranjal (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Centro de Laranjal... Não, ele está aí, só que está debaixo d'água.

Laranjal (Minas Gerais) é uma cidade em Minas Gerais empoeirada e minúscula. Laranjal possui vários filhos "sub-sub-celebridades" de tão desconhecidos que são, o mais famoso é um Deputado que foi assassinado e que não sabe-se o motivo era nobre ou não. Como em toda cidade pequena, só acontece acidentes automobilísticos lá, porém, mais nada.

Cidade[editar]

Em uma breve olhada a cidade é uma chatisse só. Há o famoso "time de Laranjal" cujo mascote é uma lanterninha, atual e permanente posição do time na divisão especial do campeonato estadual de Minas Gerais. O time serve mais como um consolo já que nunca ganhou nenhuma partida desde sua fundação, talvez porque os jogadores não saibam sequer chutar a bola direito e o goleiro tem medo da bola.

Cquote1.png AI! Cquote2.png
Goleiro do Laranjal F.C se defendendo de uma bolada

Além do time, que é só um aspecto, há os carolas que são as pessoas que dão valor moral ao time e ficam reclamando "não era assim o laranjal na minha época" e fala o nome de um jogador que não era tão perna de pau, a verdade é que os idosos só sabem o nome daquele cara mesmo. Eles também dão "audiência" para a igreja.

Outra divisão é a população local que são os chamados caipiras, as pessoas que ficam em frente as varandas de cara emburrada. Estão nos alertando: "Essa cidade é chata ao quadrado" e de fato estão corretos pelas caras emburradas e pela TV sempre sintonizada na Record, que é o canal dos velhos depressivos.

Enfim, tirando a "infra-estrutura" e a prefeitura anexada a uma pizzaria, visitar Laranjal é como visitar a casa de uma velha de 80 anos que fica de cara emburrada o tempo inteiro e só reclama da vida. A cidade é tão desimportante que para ser notada colocaram na sua entrada o parque de exposição, já que ninguém iria lá se fosse visível. Como a feira de animais ocorre somente uma vez no ano, o restante dos dias o espaço serve para estacionamentos das carroças da prefeitura municipal (os burros e outros animais ficam guardados dentro da cidade, por precaução).

Filhos ilustres[editar]

Em ordem de importância, o primeiro é um deputado que foi assassinado chamado "Sérgio Naya" morto talvez por ter pagado a propina atrasado, mas tirando esse atraso da propina ele foi o responsável por um edifício acabar desabando "sem querer".

Outro "filho ilustre" é o professor pachecão. Quem raios é esse cara? Sabe-se que ele era um professor que ajudava os caipiras e analfabetos mais espertos da cidade a fugir dela e passar no vestibular, realmente é um filho "ilustre" e "memorável". Luiz Preto é outro cantor que começou a carreira por lá e quando saiu ele acabou fracassando, indo ao fundo do poço.

Já escutou alguma música desse tal de Luiz Preto? Eu não. Por último e menos importante um cara que se candidatou a prefeito e vereador após ter trabalhado duro pela secretaria de saúde do estado que não existe, Kalé... Que ninguém se importa.

Festa[editar]

Há uma festa realizada há 20 anos em Laranjal que é a da agropecuária, já recebeu várias bandas como o Titãs, Aviões do Forró, Zé Ramalho e Erasmo Carlos. Atualmente ninguém mais vai até Laranjal para fazer esses shows mesmo.