Lavínia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Lavínia é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
A pastelaria tem 5 mesas... às vezes lota, por incrível que pareça!

Sciences de la terre.svg.png
Lavínia Capitar da Cebola
[[Arquivo:bandeiraImagem:Imagen:96954.jpeg|150px]]
Bandeira
Uai sô
Hino "Quanta Gente Feia"
Local Bandeira do Brasil Brasillink={{{3}}} São PauloInterior de São Paulo
Idioma Caipira, caipira-mineiro
Geografia
Clima Tropical
Locais de referência Casas de Tiro (Cocaínodromo), Spas
Economia Tráfico de Drogas e Lavagem de dinheido
Produtos exportados Cebola
Política
Governo
Nuvola apps core.png
PSDB
Atual prefeito
Nuvola apps core.png
Zé Roberto Mazzaropi PSDB
Vice-prefeito
Nuvola apps core.png
Zé Lelé PSDB
Mídia
Cidadãos ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Catumbi
Esporte símbolo Futebor
Santo local Santo Expedito

Cquote1.png Você quis dizer: A cidade dos Presídios Cquote2.png
Google sobre Lavínia
Cquote1.png Experimente também: Avril Lavigne Cquote2.png
Sugestão do Google para Lavínia
Cquote1.png Conhece Araçatuba? Fica uns 90 quilômetros depois. Cquote2.png
Qualquer um sobre onde fica Lavínia
Cquote1.png Pelo menos tem o Rodeio. Cquote2.png
Laviniense sobre Mega evento da cidade
Cquote1.png Taarde!!. Cquote2.png
Laviniense dando boa tarde a alguém
Cquote1.png Ô Cumpadi. Cquote2.png
Laviniense cumprimentando alguém
Cquote1.png Ôooo. Cquote2.png
Laviniense respondendo ao cumprimento
Cquote1.png Vai ter o quê?. Cquote2.png
Laviniense perguntando das baladas nas cidades vizinhas
Cquote1.png Nossa! A cidade já acabou?. Cquote2.png
Visitante sobre tamanho da cidade
Cquote1.png Cadê o dinheiro?. Cquote2.png
"turista" sobre fim de cédulas no ÚNICO caixa eletrônico da cidade
Cquote1.png Coisinha Linda!!. Cquote2.png
Hebe sobre pracinha da Prefeitura de Lavínia
Cquote1.png É tão quente que você queima a rosca andando na rua. Cquote2.png
Clodovil sobre calor de Lavínia
Cquote1.png Dá 1,00 real aí? Cquote2.png
Catumbi sobre cidadão Laviniense

Sobre[editar]

Lavínia, também conhecida como a Capital Nacional das Penitenciárias ou ainda O Lugar antes do Fim do Mundo (Mato Grosso do Sul). Na verdade, o que poucos sabem é que Lavínia era uma fazenda pertencente a Mirandópolis que posteriormente adquiriu sua independência, bem, até hoje Lavínia é dependente de Mirandópolis em termos financeiros. Outra coisa é que Lavínia pertence à categoria Sítio Urbanizado, e não município.

Localização[editar]

Sabe onde é o fim do mundo, pois então, Lavínia está depois disso... Pontos de referência são as cidades de Valparaíso e Mirandópolis, porém, como são cidades desconhecidas também, diz-se que está entre Araçatuba e Andradina, mas como essas duas cidades são distantes, os pontos de referencia não serviram de nada.

História[editar]

Entrada da cidade.

A história dessa cidade se confunde, alguns dizem que foi fundada pelo Cel. Joaquim Franco de Mello e que o nome da cidade foi uma homenagem desse Coronel à sua então esposa; outros dizem que o irmão do Samurai que fugiu do Japão e fundou Mirandópolis, quis uma cidade só para ele e fundou Lavínia, porém veio para plantar cebola nos vastos campos de relva verde dessa cidade.

Economia[editar]

Conhecida antigamente como Capital Nacional da Cebola, atualmente tem sua economia girando em torno dos "turistas" (diga-se, visita de fim de semana da penitenciária) que visitam essa cidade e principalmente da produção de cana-de-açúcar para usinas produzirem açúcar e a famosa branquinha, item de extrema necessidade para as pessoas se manterem calmas a ponto de não fugirem dessa cidade. A cidade é constituída por fortíssimo comércio, composto por dois supermercados, três lojinhas de R$1,99, cinco botecos e 20.798.532 penitenciárias.

O comércio dessa pujante cidade gera cerca de 15 empregos diretos e 7 indiretos; porém a maior empresa da cidade, gernado cerca de 101.458.952 empregos diretos e 3.789.652.312 indiretos é a penitenciária, força motriz da economia laviniense.

O atual prefeito tem feito contatos com grandes empresas multinacionais, como Wall-Mart, Grupo Pão de Açúcar e Mercearia do Zé, com a finalidade de instalarem algumas filiais nesse município de imenso poder econômico, porém em assembleia com os empresários da cidade, convencionou-se que a vinda de grandes multinacionais traria também uma desigualdade socio-econômica nunca vista antes.

Fala-se até que existem contatos com a INFRAERO e algumas empresas como TAM, VARIG e American Airlines para a construção do mais novo aeroporto de Lavínia, com conexões para Tokyo, ... e três voos diários saindo de Lavínia com destino à Nova Iorque.

Geografia[editar]

A geografia laviniense se baseia principalmente em depressões e planaltos. A maioria de suas depressões são lombadas (1 para cada rua de cada quarteirão), garantem a total integridade e segurança de seus habitantes, não possibilitando que os veiculos cheguem a mais de 5 km/h sem que sejam danificados, e seus vastos buracos no asfalto que também contribuem muito com as depressões desta linda cidade, tb possui a conhecidissima Baixa da Égua, um lugar afastadissimo da cidade em que as pessoas vivem de maneira suburbana. Diz a lenda que Lavínia começou lá, por isto hoje ela é assim. Entre os planaltos o que mais se destaca é a Cohab também conhecida como Popular, todo mundo um dia já morou lá. É neste bairro que gira o centro da econômia do tráfico da cidade. O maior Bairro da cidade é o Centro, que liga a Baixa da Égua com a Popular e o Tabajara, uma grande cidade vizinha. Também existe o Nem que geógrafos ainda pesquisam para saber se pertence a Mirandópolis ou à Lavínia.

Demografia[editar]

A população de Lavínia é formada por 7.984 habitantes (censo 2007), desses, 5.131 moram na zona rural; para cada homem da cidade, existem 7 mulheres, 2 gays e1 que não sabe o que é.

A densidade demográfica é de 0,0001 hab/km² e a expectativa de vida é de 110,63 anos, com exceção de Chuck Norris que numa de suas andanças por onde atualmente se localiza Lavínia, há cerca de 2573d.r.c.(depois do renascimento de Cristo) teve de fazer suas necessidades fisiológicas(cagar) onde atualmente é o Recinto de Rodeio da cidade; tal fato ainda pode ser verificado qdo o rodeio ocorre em dias de chuva...

Existe também a população carcerária, formada pelos detentos das penitenciárias da cidade. Essaa população é formada por 89.654.365.954.321.369.854.001 detentos, porém não há dodos sobre os mesmos.


População[editar]

A população é caracterizada pela multietnia que a compõe, formada por Cowboys, bêbados, caipiras, "turistas" e algumas menininhas que se acham bonitinhas. Devido à sua economia pujante, sua população é dividida em duas classes sociais: Classe Alta(Pessoas que não tem dinheiro mas querem mostrar que tem, desfilando roupas e tênis de marca, mesmo que isso custe todo o salário do mês) e Classe Média Baixa(São os caras que não tem onde cair mortos)

Pontos Turísticos[editar]

A pracinha da Prefeitura, o Recinto de Rodeio, as penitenciárias e a Baixa da Égua(Vila das Flores)


Acontecimentos Inúteis[editar]

Evento Anual de importância Nacional, é o rodeio dessa cidade, ocasionalmete ocorre no mês de agosto/setembro. Movimenta milhões de reais todo ano e é conhecido por todo o Macrocosmo da região de Araçatuba-SP. Todo ano trás shows fantásticos, com artistas de renome nacional e internacional, como Rio Negro e Solimões, Ulisses & Moisés(Não faço ideia de quem seja) e Zé Henrique e Gabriel(Muito menos...). Outro evento que agita esse vilarejo é o Bon-Odori, evento promovido pela Sociedade Japonesa da cidade, é um evento que reúne toda a Japaiada da região.