Lavrinhas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Galinhacaipira.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Gnome-searchtool blue.png Lavrinhas é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Bois são mais comuns que carros aqui.

Sciences de la terre.svg.png


Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Lavrinhas.

Cquote1.png você quis dizer: dependente de Cruzeiro/SP? Cquote2.png
Google sobre Lavrinhas
Cquote1.png você quis dizer: ouro de tolo dos dos Irmãos Ribeiro? Cquote2.png
Google sobre Lavrinhas
Cquote1.png você quis dizer: sustentada por Pinheiros e Capela do Jacu? Cquote2.png
Google sobre Lavrinhas
Cquote1.png você já foi minha!!! Cquote2.png
Queluz/SP sobre Lavrinhas
Cquote1.png minha também!!! Cquote2.png
Pinheiros sobre Lavrinhas
Cquote1.png minha também!!! Cquote2.png
Areias/SP sobre Lavrinhas
Cquote1.png crianças fiquem atentas e não pisquem, se piscarem o ônibus passará e não verão a cidade! Cquote2.png
guiasexualturístico alertando algum grupo de turistas sobre Lavrinhas
Cquote1.png cadê tia, não estou vendo Lavrinhas! Cquote2.png
guri retardado sobre a frase acima
Cquote1.png Já passou, já passou!!! Cquote2.png
guia sexual turístico sobre a pergunta acima
Cquote1.png não perdeu nada!!! Cquote2.png
parceiro sexual ao lado tentando conformar o coleguinha sobre Lavrinhas
Cquote1.png você bem que poderia ter reduzido a marcha para apreciarem a cidade Cquote2.png
guiasexualturístico reclamando ao motorista
Cquote1.png Reduzir o que? Passei pela cidade em primeira marcha! Cquote2.png
motorista "puto" com a reclamação da guia sexual turístico
Cquote1.png então depois de saquearem as igrejas levaram consigo uma maldição Cquote2.png
livro de história sobre Lavrinhas
Cquote1.png Icsto nom ecziste!!! Cquote2.png
Pe Quevedo sobre lenda acima
Cquote1.png Existe sim!!! se não, não estaria na merda Cquote2.png
você sobre Lavrinhas
Cquote1.png Vagabundos, vagabundos, vagabundos (1000x) Cquote2.png
Gilberto Kassab sobre fundadores vagabundos de Lavrinhas
Cquote1.png Lavrinhas fica no centro do eixo RJ-SP!!! Cquote2.png
algum lavrinhense tentando explicar onde fica a cidade
Cquote1.png oça, oça, oça Lavrinhas é roça Cquote2.png
grito de guerra cantado na Gincana Valeparaíbana sobre Lavrinhas
Cquote1.png Os Lavrinhenses fugiram para não defender SP na Revolução de 32, quem lutou foram os Pinheirenses. Por isso, Lavrinhas não receberá verba para construção de Portal na entrada da cidade! Cquote2.png
Assembléia de Deus Legislativa do Estado sobre Lavrinhas

A Cidade[editar]

Lavrinhas é uma panela cidade do interior do estado de São Paulo no Vale do bostaíbaParaíba, teve de passar a perna em outras demais para se emancipar município. Seu auge foi quando o Brasil seguia no progresso da Maria Fumaça, pois cortou todas suas árvores para fornecer carvão às locomotivas que transitavam pela Estrada de Ferro D Pedro II que por lá ainda passa. Com isso ela ganhou uma pequena estação onde hoje funciona a puteiro prefeitura municipal. Após a prefeitura invadir a estação, a linha do trem correu e se afastou da estação, passando a ficar do outro lado da unica rua da cidade. Sua economia gira em torno de... de nada Lavrinhas vive nas custas da cidade de Cruzeiro e de Pinheiros já que as industrias do município estão instaladas todas lá inclusive a nova Hidrelétrica do Rio Paraíba. Lavrinhas hoje é aquele seu tio velho que torrou toda a grana da família em putaria e agora fica enchendo o saco toda hora chamando para ir limpá-lo ou que cousa ruim está vindo buscá-lo. Se um dia seus bairros se rebelarem, Lavrinhas se foderá morrerá à mingua. Um detalhe importante é que não existe nenhum Lavrinhense, pois a cidade não possui maternidade própria e precisa usar a de Cruzeiro.

História[editar]

árvore disfarçada em Lavrinhas para não chamar atenção dos ambientalistas.

Lavrinhas foi fundada por dois irmãos vagabundos que não queriam trabalhar e foram deserdados da familía Ribeiro (Areias/SP) que não era lá grande coisa, no caminho assaltaram as igrejas de Queluz/SP e Pinheiros/SP levando a esmola do santo e alguns ornamentos em ouro. Sabendo que a polícia viria atrás deles, estavam vadiando por uma região chamada Vale da merdaGrama e inventaram a história de que lá encontraram algumas pepitas de ouro, pois tiveram essa mirabolante ideia para se livrarem da culpa dos roubos, derrentendo assim os ornamentos da igreja e fingiram garimpar o Rio bostaíba Paraíba encontrando pequenas "lavras" de ouro, daí o nome Lavinhas.

A própria bandeira mostra que Lavrinhas é um município quebrado e remendado.

A fama do ouro de tolo logo se alastrou e vários desocupados como eles se alojaram ali, até mesmo um colégio de padres fora fundado naquele ermo local. Mas o que eles não sabiam é que reza a lenda de quem rouba o santo tem seus dias fudidos atrasados pelo resto da vida e com Lavrinhas não foi diferente.

Depois que os idiotas mineiros viram que a história do ouro não passava de uma conversa furada dos dois irmãos e que ali não havia ouro porra nenhuma, começaram a cortar suas árvores para fazer carvão e abastecer as “marias fumaça” que passavam pela D Pedro II, o Cel. Horta que se intitulava dono das terras comprava por merreca as toras dos lenhadores para se satisfazer sexualmente para transformá-las em carvão e revender a preços exorbitantes às locomotivas. Com o dinheiro do carvão trocou de sexo mandou construir uma ponte de ferro para chegar em sua casa e como o castigo naquela época vinha de Maria Fumaça, viu-se sua ponte destruída com uma nova locomotiva.

Revolução Constitucionalista de 1932[editar]

Durante a Revolução, Lavrinhas que era formada por vadios e covardes viu seus filhos fugirem das obrigações militares deixando sua terra mãe São Paulo se ferrar sozinhanas mãos. Eles jurão que isso é mentira e estampam em sua secretaria de educação fotos de lavrinhenses lutando na batalha, mas o que eles não sabem ou sabem e fingem não saber, é que as fotos tiradas estão em terras queluzenses e pinheirenses sendo esta em frente a igreja matriz.

A Economia[editar]

Lavrinhas não possuí indústria em sua sede municipal e nem atrativos turísticos ou seja tudo o que ela arrecada vem de seu bairro Pinheiros e Capela do Jacu onde estão localizadas as indústrias e seus recursos naturais.

Assim como seus fundadores os gatunos moradores jagavam óleo sobre a rodovia Presidente Dutra para saquearem a carga dos caminhões que por ali tombassem tudo acobertado pelo prefeito e delegado municipal, já hoje não o fazem mais, o que fazem é ficar o dia inteiro à beira do poluído Rio bostaíba Paraíba pescando, estima-se que o lavrinhense come merda ou sonha que há lá um Dourado muito grande que ainda não foi capturado.

A Fama[editar]

Lavrinhas também é conhecida como a cidade que mais teve policiais militares expulsos de suas corporações tudo por acobertarem saque de mercadoria dentre eles está o ex delegado “Leandro Roubovanni” e o hoje atual prefeito municipal “Bebum Luiz da Cunha”.


A Atração da cidade é ficar sobre o Rio bostaíba Paraíba para fotografar um jacaré que fora solto por lá por algum vadio morador.

Fora isso, nada mais pois com a praga sobre o local pelo fato dos vadios irmãos terem saqueados as igrejas, “Lavrinhas nunca irá pra frente e nunca se fará riqueza, pois o que ganhar será repassado para outro lugar”. Isso até hoje acontece, nem mesmo cemitério municipal a cidade têm mais, pois fora interditado pela Defesa Civil por estar muito próximo ao Rio Paraíba e até serviços básicos como fármácia, supermercado, banco, posto de gasolina, lojas em geral, o lavrinhense precisarás recorrer a Cruzeiro/SP.

A própria entrada da cidade já mostra o matagal que é Lavrinhas.

*

A Gastronomia[editar]

O prato típico de Lavrinhas era o pirão de peixe servido principalmente em festas e eventos, mas como a praga foi tão grande os peixes morreram com a poluição do Rio bostaíba Paraíba.

Hoje o que faz sucesso por lá é um quiosque que se vende omeletes onde o prazer é degustá-lo ouvindo o ensurdecedor barulho do trem que passa ao lado e sentir o agradável cheiro de esgoto exalado do rio.

Coisas que faliram em Lavrinhas[editar]

Laticínio Lavrinhas;

Auto Posto Lavrinhas;

Quimilavra;

Fábrica de santos;

Santander Banespa

Sorveteria Savana's

Teatro;

Santa Casa de Misericórdia;

Cemitério Municipal;

Colégio de Padres São Manoel;

Cadeia Municipal;

Fármácia;

Borracharia do Zé Luiz;

Recanto dos Pampas;

unidade de atendimento da SABESP;

unidade de atendimento da ELEKTRO;

Grupo de jazz “Sol Nascente”