Leatherface

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Michaelmyers.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO!

Este(a) louco(a) sadomasoquista provavelmente esquarteja suas vítimas, sofre de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Dexter virá atrás de você!

Família Sawyer.jpg Este artigo é CANIBAL!

Este artigo está relacionado com canibalismo. Isso significa que ele(a) se
alimenta dos seus semelhantes e provavelmente é um Serial Killer.

Cuidado, ou a Família Hewitt/Sawyer lhe transformará em sopa!

Desentrevistasminibox.PNG
O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Leatherface
Leatherface
593ef911756938a7aa0992f3b4e95bd5.jpg
Nascimento Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos, Texas
Ocupação Vocalista do Slipknot
Altura 1,98
Cabelo Depende da vítima

Cquote1.png Experimente também: Corey Taylor Cquote2.png
Sugestão do Google para Leatherface
Cquote1.png Tira o máscara só um pouquinho, pra eu ver o que posso fazer! Cquote2.png
Doutor Hollywood atendendo ao chamado de Leatherface
Cquote1.png MEU DEUS!!! COLOCA DE NOVO!!! POR FAVOR!!! VOCÊ SER MUITO FEIO! Cquote2.png
Doutor Hollywood ao ver o rosto do Leatherface

Leatherface não é uma pessoa, é uma ideia. Este é o nome dado para um nada seleto grupo de assassinos açougueiros esquizofrênicos desfigurados quase imortais com força sobre-humana armados com marretas e motosserras, que saem por aí fatiando e picando figurantes para ter o que comer no jantar e conseguir alimentar a sua família, ele é praticamente um heroi sem capa, mas ainda assim com máscara,

Até o momento, confirmadamente fazem parte desta seita, que segundo o Guardião Universal é chamada de satânica, seis indivíduos igualmente dementes e manipulados por sua família, os quais são conhecidos como Thomas Brown Hewitt, Bubba Sawyer, Junior, Leather, Jedidiah Sawyer e Hildebrando Pascoal.

Características[editar]

Aquela hora em que sobra apenas mais um adolescente pra fatiar.

Leatherface é um cara deformado, demente, mudo, gordo, fedorento, canibal, travesti e criado a leite com pera, que por não conseguir comer ninguém pelos motivos citados, rouba a cara dos outros para ver se diminui pelo menos um pouco o seu combo da desgraça, mas acaba falhando.

O prato favorito de todos os Leatherfaces são as coxinhas de carne humana que a mamãe Verna Sawyer faz para os almoços de domingo.

Leatherface pode se considerar um homem de verdade, pois é feio, forte e formal, na verdade não muito formal, mas passa. Que ele é feio pra caralho ninguém duvida, e que ele é forte também não, haja visto que ele é do tamanho de um armário e consegue matar figurantes com apenas uma marretada na cabeça.

Apesar de ser o orgulho da família, por ser o único que consegue botar comida na mesa, Leatherface vive no sótão, para espantar os ratos e baratas e garantir que eles não irão comer a fundação do casebre dos Sawyer.

Atualmente possui um vasto currículo em filmes de terror, tendo matado cerca de vinte figurantes e até alguns protagonistas, e usando nos assassinatos marretas, ganchos e motosserras, demonstrando versatilidade. Ainda precisa comer muita carne humana com feijão para chegar a mesma quantidade de vítimas que os principais serial killers das outras séries, como Jason e Freddy, porém considerando que Leatherface é apenas um humano, não parece mas é, o seu KDA de vítimas está de bom tamanho.

Leatherfaces[editar]

Thomas Brown Hewitt

Tom, o único com boas habilidades de costura pra fazer uma máscara de pele humana decente, além de ser uma puta torre de força que mata figurantes com uma única marretada certeira. Pena que não existe na cronologia canônica.

A vida de Tom, o Leatherface dos fillers, sempre foi uma merda, assim como ele.

Tua mãe era uma prostituta cachaceira, gorda e canibal, que quando não tava dando o cu, fazia bicos empacotando salsichas numa fábrica do Texas. Em mais um dia de trabalho, no momento em que tava bebendo uma branquinha em horário de serviço, a velha espirrou e pariu Leatherface, e logo após morreu com câncer no cu. O bebê Thomas sobreviveu, mas como era feio pra caralho, os outros funcionários da fábrica pegaram ele e tacaram na lixeira, pois era dia de coleta mesmo.

Antes do lixeiro passar pedindo caixinha, uma velha catadora de lixo passou pela fábrica para procurar por chapéus, sapatos ou roupas usadas, porém encontrou apenas o bebê Thomas abandonado para morrer. Achando aquilo a criança mais bonita do mundo, por conta da cegueira causada pelo consumo excessivo de carne humana contaminada, a catadora levou Thomas para casa, adotando-o. Teu marido, ainda são, achou aquele bebê o próprio rascunho do diabo, mas como não queria passar por um período de greve de sexo, aceitou criar aquela criatura mirim.

Jedidiah Sawyer

Jed com sua máscara de carne costurada a mão, o primeiro da linhagem de carniceiros.

Tecnicamente Jed é o Leatherface original, o primeirão dos doidos a usar máscara de pele humana e a correr atrás de figurantes com uma motosserra. Assim como seu futuro descendente Leather, Jed é um grande fã da Princesa Demacol e de suas habilidades de maquiagem, curtindo passar batom na máscara de pele humana que fez com os restos mortais não comestíveis de alguma prostituta que ele comeu mais cedo, literalmente.

Assim como mostrado no filme que retrata seu passado, Jed inicialmente não era um doido esquizofrênico e violento, ele era apenas um rapaz pueril amigo de um gordo e apaixonado por uma enfermeira de pornô, que mais pra frente ele iria comer, com batatas.

Ao ver seu melhor e único amigo morrer ao levar um tiro de Beretta do Resident Evil, Jed ficou demente, essa morte desencadeou uma sequência de bugs na matrix do cérebro já não muito bom da criança, fazendo com que ele adquirisse um gosto em usar motosserras para fazer cirurgias em policiais, especialmente naqueles que lhe dão um tiro de .12 que rancam metade de sua cara.

Após matar sua ex-paixonite sem razão alguma, Jed cortou a cara dela e passou a usá-la, pois queria ser sexy também, uma dama fatal. E assim ele virou o doido que conhecemos, formando com sua família canibal um grupo de extermínio em massa perigosíssimo, que enfrenta qualquer coisa, a não ser que essa coisa seja uma loira ninja velocista conhecida como Sally Hardesty, esta é a kryptonita deles.

Bubba Sawyer

Cauby Peixoto usando a máscara feita com o rabão da Conceição, sucessor do Leatherface original.

Tem quem diga que este ser é um descendente direto do primeiro Leatherface, o Jed, apesar do mesmo negar ser pai de uma criatura tão bosta e idiota quanto Bubba. Enquanto que o Leatherface original era um carniceiro doido que matava qualquer um com marretadas, Bubba demonstra sentimentos, flertando com a banshee Vanita 'Stretch' Brock, negando-se a matar seu primeiro amor, e pior, até dançando coladinho com ela ao som do Cleiton Rasta.

No fim, ele foi desafiado para uma batalha de motosserras pelo tenente Enright, o tiozão cachaceiro de Sally e Franklin, e levou uma surra de pau mole e motosserra dura do mesmo, que dominou a arte de usar duas motosserras ao mesmo tempo e não deu chances para Bubba, que foi posto no cantinho da disciplina.

Após esta humilhação para o nome dos Sawyer, o irmão demente de Leatherface explodiu uma bomba e soterrou seu próprio irmão junto com Enright, imaginando que isto iria apagar este episódio vergonhoso da história de sua família, o dia em que Leatherface perdeu em seu próprio jogo.

Mas para a sorte dos Sawyer, antes de partir desta para uma pior, Bubba teve um filho, Junior, que seria seu sucessor na arte de caçar adolescentes e alimentar a sua família com a carne dos glúteos dos mesmos.

Junior

Junior com sua filha, puxou o pai, com certeza.

Mais um retardado inútil que desrespeita a memória do Leatherface original. A única coisa boa que ele fez foi uma filha loirinha, a Little Girl Sawyer, que futuramente será contratada pela Brazzers pra dar o cu pro Johnny Sins.

No fim, tomou uma surra de pau mole do Benny, o irmão ilegítimo do Negão que atropelou Hitchhiker e enfrentou Leatherface, e levou um Fatality da protagonista Michelle, tomando mais de setecentas pedradas na cabeça. Seu corpo foi jogado na lama, onde afundou como o monte de merda que é.

Leather

O perigoso Leather, do qual os figurantes se protegem com lâmpadas fluorescentes.

A ovelha negra da família, ou seria ovelha rosa? O último Leatherface da família é retardado, feio, virgem, vegetariano, baixinho, não usa máscara de pele humana e é travesti, um degenerado que não presta nem pra botar carne humana na mesa de sua família. Ele é mais ou menos como você, com a diferença de que ele respeita os pais e não dá o cu pra negões enquanto dá um tapa num baseado gigante de maconha babado. Pra piorar, ele nem consegue manusear direito a motosserra, por isso apanhou da protagonista Jenny, que matou Leather com uma lâmpada fluorescente.

Leather era tão bosta que nem foi o principal vilão deste filme, deixando este posto para seu irmão psicopata doidão que cheira carreira de cocaína no rabo de travecos, Vilmer Sawyer.

Hildebrando Pascoal

Hildebrando usando a máscara que fez com a carne da rola do Baiano.

Protagonista do filme da vida real "Acre Chainsaw Massacre", Hildebrando é o único Leatherface que não comia suas vítimas, fatiando as mesmas com sua motosserra apenas para alimentar os seus cachorros, que por conta de sua prisão alguns anos mais tarde, seriam adotados pelo goleiro Bruno.

Diferente dos outros Leatherfaces, Hildebrando não era controlado pelo seu irmão doidão, até porque o mesmo foi morto por dezoito disparos acidentais na testa. A principal característica dos Sawyer é o amor pela família, então para se vingar da morte de seu mano, este Leatherface foi atrás do cara que fez os disparos acidentais, sem querer querendo, e cortou seus braços, pernas, pau, furou os seus olhos e pintou "quero uma piroca negra" em seu torso, transformando o cara num peso de papel de carne.

Relacionamentos afetivos[editar]

Lead chegando por trás em Pam, demonstrando o que é ser um cara de pegada.

A primeira punheta de Jed foi dedicada a uma enfermeira de um hospício onde estava internado, pois a mesma era a única que não o tratava como algo inferior ao monte de bosta do caixão do Papaco, mesmo ele sendo isso mesmo. No fim, Jed realizou seu sonho e comeu a enfermeira, dividindo-a com seu irmão... no almoço de domingo, comendo ela com batatas inglesas.

Mas a primeira namoradinha de Jed só apareceu alguns nos depois, sendo Pam, a maçaneta de gnomo que fazia filmes amadores com seu namorado maconheiro para botar na categoria "petite" do Pornhub. Com essa Leatherface mostrou sua pegada de amante texano, chegando por trás e fazendo a mina gritar como um porquinho, e até por isso que Lead botou ela no gancho.

No segundo filme, Bubba, após ler os livros de Marcos Oliver, e de assistir todos os seus testes de fidelidade, aprendeu que deve se chegar nas minas com jeitinho, e foi isso que ele fez com Vanita 'Stretch' Brock, até dançando tango com ela, imitando os passos de Jailson com o seu mecânico favorito, achando que iria relaxar com ela após a dança. O problema é que este Leatherface era molóide demais, e antes de conseguir perder o cabaço, levou uma surra e foi morto pelo xerife Enright, e depois foi soterrado pelo seu próprio irmão, que não suportava a ideia de ter um irmão escravoceta.

No terceiro filme, Junior, o filho de Bubba, prova que não possui um pau, e sim um pincel, ao comer uma mina em todos os sentidos e fazer com ela uma filha loirinha, a Little Girl Sawyer, que é quase como uma Larissa Manoela dos americanos, só que sem a testa de outdoor.

Para a decepção de seus antecessores machos, o último membro do clã, Leather, não curtia muito as novinhas, preferindo sentar na própria motosserra. Por isso que ele foi o último da linhagem, não conseguindo reproduzir e assim não passando seu DNA de açougueiro para a próxima geração, cravando a extinção dos Sawyer, que não teriam mais ninguém pra botar carne na mesa.

No filme de 2013, que ninguém sabe exatamente onde diabos que se encaixa na cronologia, Leatherface volta as origens, e mesmo sendo um eremita recluso, no fim acaba brincando de casinha com sua prima gostosa, a Alexandra Daddario.

Recepção[editar]

A máscara preferida de Leatherface, feita com material orgânico.

Todos amam ver maconheiros e punheteiros sendo serrados ao meio como em um show de mágica, por isso Leatherface faz sucesso até os dias atuais, e as produtoras continuam fazendo filmes lixo sobre ele com o único intuito de ganhar dinheiro em cima de nerds virjões que não comem ninguém nos sábados a noite, e por isso sentem prazer ao verem adolescentes morrendo bem na hora do coito.

Até o momento, já foram feitos oito filmes sobre este doente, mas a maior parte deles é pior do que merda, filmes que fedem mesmo, de tão ruins que são. Depois do primeiro filme, único bom de todos, a série foi descendo mais rápido do que cadeirante na ladeira, até chegar ao ápice da ruindade, ao retratar a versão do Leatherface vegetariano, travesti e chorão, em O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno, que apanha até dos figurantes, o que foi o fundo do poço completo, até por isso o filme nunca foi dublado e nem legendado, existindo apenas no original em inglês.

Nos dias atuais, estão tentando resgatar a imagem de maníaco retardado do Leatherface do primeiro filme, mas sem sucesso. O filme de 2013 é razoável, não chega a possuir um roteiro forte como o de Pai de Família, mas dá pro gasto. Já o filme de 2017 contradiz completamente o filme de 2006, cagando na linha do tempo original e fazendo com que ninguém saiba qual caralho é a verdadeira origem do carniceiro Leatherface.

Ver também[editar]


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...
Leatherface montagem 2.jpg


v d e h
Logo Terror.png
Boris-Karloff.png