Legia Warszawa Spółka Akcyjna

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Legia Warszawa Spółka Akcyjna
Escudo do Legia Warszaw.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Legia Warszawa Polska Alkalinas
Origem Bandeira da Polônia Polônia - Varsóvia
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Legia Warsaw Municipal Stadium of Marshal Józef Piłsudski Blablabla
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Polonês
Divisão Ekstraklasa
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Legia Warszawa Spółka Akcyjna, ou abrasileiradamente Legia Varsóvia, é um time de futebol destacado no campeonato polonês, e nada além disso. Está sempre atrás do rival Górnik Zabrze, até mesmo em quantidade de fiascos, já que o rival já perdeu pelo menos uma vez uma final de torneio internacional, e o máximo que o Legia conseguiu foi uma mísera semifinal.

História[editar]

Fundação[editar]

O time foi criado pelo exército polonês em 1916, quando o mesmo tinha que ficar se deslocando de leste a oeste sem parar confusos sobre quem poderia atacar primeiros, os alemães ou os russos. Para incentivar os soldados de correrem tanto, um time de futebol foi criado, focado em força física, velocidade e correria. Acostumados ao lamaçal do campo de batalha, os soldados ali treinados sentiriam-se em casa no vasto pasto do centro de Varsóvia onde o time mandava seus jogos.

Durante a Segunda Guerra Mundial passou a ser chamado de CWKS Warszawa para se camuflar de CSKA Moscow e tentar passar incólume. O plano deu certo, pois enquanto os times rivais foram estuprados e devorados pelos soviéticos durante a invasão, o CWKS Warszawa, cujos jogadores habituados a beberem cachaça, misturaram um pouco de baratas ressecadas na bebida para dar o odor característico de vodka, foram todos confundidos com russos e não foram estuprados. Incólumes, foram deca-campeões poloneses de 1935 até 1945.

Após a Segunda Guerra Mundial[editar]

Ao invés da incerteza entre ter que disputar o campeonato alemão ou o campeonato soviético. Ao invés da Prússia que sumiu do mapa, a Polônia continuou existindo e assim surgia o campeonato polonês, e a equipe do Legia Warszawa foi para a capital Varsóvia. Diferente dos anos anteriores amadores, com a criação oficial do campeonato polaco o Legia Warszawa tem como seu primeiro feito ter sido vice do rival Górnik Zabrze.

Década de 80[editar]

Considerado uma das fases mais fracassadas da equipe (e olha que já são 100 anos de fracassos), ao longo da década de 80 o Legia Warszawa teve uma diretoria preocupada em contratar praticamente quase todos jogadores que faziam parte da Seleção Polonesa de Futebol e isso refletiu diretamente no mal desempenho da equipe, afinal todos sabem que a seleção polonesa é uma das mais derrotadas e inúteis da história do futebol.

Taça das Taças de 1990-91[editar]

O seu melhor desempenho em qualquer competição europeia foi pela Taça das Taças de 1990-91, campeonatinho europeu que reunia as maiores zebras da Europa do ano, o Legia Warszawa, acostumado a ser mero figurante, dessa vez avançou na competição por se deparar com times ainda mais incrivelmente figurantes, como o Swift Hesper de Luxemburgo, o Aberdeen da Escócia e o Sampdoria da Itália. Obviamente não teve a menor chance contra o Manchester United para quem foi eliminado antecipadamente.

Liga dos Campeões da UEFA de 1995–96[editar]

Numa época em que o regulamento e tabela da Champions League era feito com a bunda dos diretores da UEFA, o Legia se beneficiou de uma tabela extremamente mal feita para ir longe na competição. Teve que enfrentar apenas IFK Göteborg, Rosenborg e Blackburn Rovers antes de atingir uma quartas-de-final. Sendo a vitória sobre esse tal de Blackburn Rovers a única vitória na história de um time polonês sobre um time inglês.

Ainda deu sorte de enfrentar o Panathinaikos, um time grego cujo nome significa "Fracassados", só que mesmo assim o clube polonês saiu derrotado, fazendo jus a sua vocação.

Liga dos Campeões da UEFA de 2002–03[editar]

Mais uma vez disputou uma Liga dos Campeões. Na primeira fase preliminar que reúnes os times café-com-leite, enfrentou o Vai Dar da Macedônia, um desses times que devemos vencer por pelo menos 10x0, mas o Legia venceu só por 4x2 no agregado.

Na fase seguinte teve que enfrentar nada menos que o FC Barcelona, e eu nem preciso escrever quem foi desclassificado e goleado sem fazer gols.

Liga dos Campeões da UEFA de 2014–15[editar]

Seguindo o seu costume de ganhar o campeonato polonês só de vez em quando, isso infelizmente custa à equipe participações na Liga dos Campeões, e assim jogou a edição de 2014-15. Na fase café-com-leite eliminou com facilidade o St. Patrick’s Leprechaun da Irlanda.

Na fase seguinte estava vencendo com folga o Celtic FC, quando descobriu que o adversário na próxima fase caso passasse seria o Maribor da Eslovênia. Como perder para times eslovenos é uma missão impossível, isso resultaria no Legia atingir a fase de grupos da Champions League, o que significaria tomar pelo menos umas 3 goleadas, e isso deveria ser evitado. Sendo assim, aind ano jogo contra o Celtic, o técnico do Legia escalou um torcedor da arquibancada para jogar, e como obviamente o suposto atleta não estava devidamente registrado, o time polonês foi punido e foi eliminado, livrando-se da chance de chegar na Fase de Grupos.

Polêmico mosaico[editar]

Torcida do Legia exibe o mosaico simbolizando como eles apanham para todos estrangeiros feito criancinha desde 1944.

Aceitando que seu time era um cu e que não ganharia nada em termos internacionais nem em 100 anos, a torcida do Legia Varsóvia, percebendo mais uma eminente eliminação em mais uma fase café-com-leite da Liga dos Campeões da UEFA de 2017-18, decidiu polemizar. No jogo decisivo contra o imponente FC Astana, os torcedores exibiram um mosaico onde mostravam um garoto polonês sendo surrado por um soldado alemão, em alusão ao que seu time sofreria caso fosse para a fase de grupos enfrentar o Bayern de Munique. A manifestação foi tão inútil quanto a Polônia na Segunda Guerra Mundial, a vitória por 1x0 não reverteu a derrota por 3x1 no jogo de ida, e o timeco acabou eliminado pelo Astana do Cagaquistão. A UEFA não gostou da atitude da torcida e ainda multou o clube.

Torcida[editar]

Os mais ardentes torcedores do Legia são jornalistas e comentaristas esportivos, todos moradores de Varsóvia. A maioria deles sabe o nome de todos jogadores do Legia (e olha que saber nomes de polonês é tarefa árdua), enquanto confundem os nomes dos jogadores de todos outros times poloneses e agem como se o Górnik Zabrze e a cidade de Zabrze nem existisse.

Títulos[editar]