Lester City

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Leicester City Football Club
Escudo do Leicester City.png
Brasão
Hino What Does The Fox Say?
Nome Oficial Leicester City Football Club
Origem Leicester
Apelidos The Foxes, City
Torcedores Comprados
Torcidas Subornadas
Fatos Inúteis
Mascote Uma raposa de uma cauda
Torcedor Ilustre A banda Kasabian. Pera, eles são famosos?
Estádio King Power Stadium
Capacidade 32.200
Sede Leicester
Presidente Vichai Raksriaksorn (saúde)
Coisas do Time
Treinador William Shakespeare
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Muitos
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Jamie Vardy
Patrocinador King Power
Time
Material Esportivo Puta
Liga Liga Inglesa
Divisão Premier League
Títulos Uma Premier League (2015-16)
Ranking Nacional Primeiro lugar na sua cidade. Até porque é o único time de lá...
Uniformes Leicester1.jpg
Leicester2.jpg



Leicester City Football Club (pronuncia-se Lester) é um time de futebol de Leicester, Inglaterra, ao menos até que se prove o contrário. Já foi comprado por mais de oito mil pessoas mas até hoje não sai da infame segunda divisão da Terra da Rainha. Vendas de CD's da banda Kasabian são a maior forma de geração de receitas do clube. Por isso que vive sem muito dinheiro...

História[editar]

Fundação[editar]

Era 1900 e guaraná com rolha e no meio de um campo de trigo, na pequena (nem tanto) cidade de Leicester é noticiada a queda de um meteoro. Fazendeiros da área foram pesquisar o que era, e, quando viram que era só uma bola de futebol que foi isolada por Roberto Baggio na final do Mundial de 1994, a bola entrou num lopping temporal e foi parar em Leicester em 1884. Interpretando aquilo como sinal divino, os fazendeiros locais criaram um time de futebol usando raposas super desenvolvidas vindas direto de Marte cuja especialidade maior era jogar futebol, e ainda de quebra manter uma estratégia de business. Logo, conquistaram a simpatia dos fazendeiros e outros habitantes da área e rapidamente ergueram um estádio e uma sede social para o time.

Com muita esperteza, as raposas decidiram esconder num dos cantos dessa sede um baú com ouro vindo direto do planeta vermelho, segundo muitos, seria para qualquer investimento posterior no clube, uma quantia que em dinheiro poderia fazer dessa bosta um novo Chelsea FC. Um desses fazendeiros ficou sabendo disso e logo decidiu tentar comprar o clube junto as tais raposas.

Bom, elas só foram vender o clube alguns anos depois, quando viram que essa bosta não tinha muito futuro, mas esqueceram-se totalmente do investimento emergencial que ali deixaram. Estavam tão irritadas com outra derrota que decidiram voltar pra Marte e abrir um time de futebol de lá, que atualmente é composto por ET's cujo nível de futebol é altíssimo. Fontes seguras indicam que Wayne Rooney na realidade é de lá, o que explicaria a cara feia pra caramba, e que o Manchester United comprou ele de lá, mas nada disso é confirmado.

Claro que pra conseguir comprar o time, esse fazendeiro fez que nem você faz e correu pra filial autorizada do Banco BMG mais próxima para pegar rios de dinheiro emprestado que não conseguiria pagar. Claro, ele já contava que com aquela montanha de ouro poderia não só pagar o empréstimo depois como também comprar o próprio Banco BMG. Mas algo deu errado...

Ele comprou o clube, e, foi procurar feliz e contente o tal baú. Não achou. Entrou em desespero, visto que aquele time não ia ganhar dinheiro por si só nunca e o nome dele já estava sendo um forte candidato pra entrar no SPC. Desde então ele decidiu re-vender o time e aí já chegava a primeira dívida do Leicester. O principal merchandising para conseguirem vender esse time tão bem várias vezes na realidade é esse, pois você corre o sério risco de achar tal baú em algum lugar.

Bom, como ficam mais tempo ocupados tentando achar tal baú ao invés de investir no time, dá pra se perceber porque esse timeco não sai da segunda divisão. O último grande investimento feito no time foi ainda na época das tais raposas, que, segundo contam algumas más línguas, chegaram a dar uma passadinha no Brasil e criar um time chamado Cruzeiro, propositalmente ali criado mais para mostrar que uma raposa é capaz sim de comer um galo, e, isso não é só nas historinhas infantis.

Bom, se isso deu certo ou não, ninguém sabe, só se sabe que, segundo os mesmos fazendeiros que teriam recebido de braços abertos as raposas do Leicester, elas nunca mais voltaram. Alguns delirantes afirmam que elas queriam que os fazendeiros fizessem uma revolução anárquica e fizessem igual no Crystal Palace, tomassem o poder e dirigissem o clube, mas esses delirantes também são oportunistas. Não seria de todo mal assumirem o poder, ao menos se matariam brigando e seria um estorvo a menos no Leicester.

Anos 2000[editar]

Cquote1.png Que diabos estou fazendo aqui? Cquote2.png
Pensamento comum de todo jogador do Leicester

O número de donos e ex-donos que o time têm é exatamente o mesmo número de namoradas e ex-namoradas que Charlie Sheen tem, e, talvez, até um pouco mais que isso. Se o time tivesse ações na bolsa de valores o acionista majoritário não teria nada além de 1% das ações do time, tamanha quantidade de acionistas que essa bosta teria. Se cada um dos ex-donos depositassem 1 real na conta bancária do time é capaz de virar enfim o tão sonhado novo Manchester City da Inglaterra.

Aliás, por falar em Manchester City, o time era mais conhecido antigamente pela banda Oasis torcer por eles do que pelo futebol propriamente dito. Bom, depois disso ficaram milionários e hoje brigam por título da Premier League. Vendo que esse mantra deu certo uma vez, hoje eles tentam dfazer igual explorando ao máximo outra banda de indie rock e britpop, o Kasabian, que de vez em quando vai ao estádio do time com o intuito de atrair mais gente mas eles cantam tão mal que até afastam.

Por isso o trabalho de exploração da marca do time passou a ser longe, bem longe do estádio. O sonho é que um dia eles acertem ao fazer um CD decente, fiquem famosos, os dois principais integrantes briguem, ameacem de morte os rivais e que enfim uma bela porcentagem de dinheiro que eles ganharem vá parar nos cofres do clube. A maior expectativa do time é essa, tanto que os (poucos) torcedores dessa bagaça não param de comprar CD's dessa banda.

O título inglês de 2015-16[editar]

Jaime Verde, o grande ídolo e herói do maior título do Leicester

Como todos sabem, os times ingleses são irregulares, repletos de estrelismos, recheados de jogadores multi-bilionários frescos que não tem coragem de dividir uma bola e preservar suas respectivas canelas. Esse tipo de cultura de futebol jogado na Inglaterra, que parece ser jogado por moças, cria um precedente perigoso que não existe nos países de elite da Europa onde o domínio é bem absoluto dos times tradicionais. O Leicester, um time acostumado a ser um mero figurante, do nada ganhou o título inglês de 2015-16, e com duas rodadas de antecedência, tudo porque os supostos clubes tradicionais pareciam estar bêbados ou algo do tipo perdendo pontos para equipes nada a ver (tipo Swansea City).

Como o Leicester sempre foi ruim, durante toda a competição os outros clubes nem se importaram com a liderança do time, e até a 25º rodada todos ainda apenas esperavam que fosse só um cavalo paraguaio e deixaram pra lá o Leicester. Mas aí o time começou a dar cagada, vencer jogos por 1x0 com gols no fim de bola desviada, e quando todos se deram conta, os únicos com chance de alcançar o Leicester eram as porcarias do Tottenham que são tão secundários quanto o Leicester, aí ficou fácil para o time da raposa conquistar seu inédito título da Premier League, iconicamente após um empate da porcaria do Tottenham e não após alguma vitória do próprio time de Leicester.

Rivalidades[editar]

Na verdade o meteoro foi infeliz de cair no meio do nada. Literalmente, pois nenhum outro time de futebol fica por ali. Os torcedores do time então decidiram ir para o Google Maps e pesquisar algum time de futebol que ficasse próximo dali. Bom, acharam um que na verdade ficava em outro mundo dentro da Inglaterra, mas, como era o que tinha menor distância em relação à sede do Leicester, decidiram tirar um dia para xingar os torcedores do Coventry City e assim iniciar uma rivalidade para ao menos se sentir melhor que algum outro time inimigo.

Na verdade queriam mesmo um time maior que o Coventry, tentaram Derby County e Nottingham Forest, mas tentaram só usando argumento da distância, chegaram a tentar xingar torcedores desses times, que, já percebendo que este era um time com bela chance de ser forever alone, deixaram só xingamentos de volta pro povo do Leicester e seguiram suas vidas. Na verdade era só porque viviam na mesma liga e divisão que o Leicester, mas, como viram que não ia dar certo mesmo tentar rivalidade com esses dois times, correram pra xingar a turma do Coventry mesmo.

Títulos[editar]

  • Premier League (1): 2015-16 (por incrível que pareça)
  • Segunda Divisão inglesa (6): 1924–25, 1936–37, 1953–54, 1956–57, 1970–71, 1979–80
  • Terceira Divisão inglesa (1): 2008–09
  • Copa da Liga inglesa (3): 1964, 1997, 2000