Leis de Jesus

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Da mesa do senador Roberto Mensalão[editar]

Se a gente não prevenir, ele vai nos explodir - Slogan da Campanha da Regulamentação dos Milagres

Congressistas do Brasil...

Por anos, nós temos ouvido as testemunhas de Jeová e os católicos falarem da segunda vinda do messias; "Jesus salvará!", eles dizem, "Arrependam-se de seus pecados", completam. Não me levem a mal, eu estou de boa com a segunda vinda de Cristo, paraíso eterno e todas essas paradas, mas se Jesus se decidisse por voltar agora, nós estaríamos encrencados. Como sociedade, nós não estamos preparados para a chegada de um convidado com tais poderes sobrenaturais - sua mera aparição poderia pôr a perder tudo pelo qual trabalhamos. Eu propus uma série de regulamentos sobre todos os 'milagres' de Jesus, baixando restrições específicas para os milagres referidos, para quando ele voltar. Esses regulamentos propostos são as Leis de Jesus.


Milagres de Jesus: uma lista[editar]

A seguinte lista contém alguns dos exemplos de milagres e de seus efeitos sobre nós agora, acompanhados de explicações sobre como As Leis de Jesus poderiam resolver esse problema.

O milagre dos pães e peixes[editar]

Na segunda turnê de Jesus pelo Oriente Médio, tudo estava indo numa boa até os caras do bufê aprenderem de Jesus que eles estavam cozinhando para 5.000 ouvintes de um inspirado seminário. Quando Jesus ensinou isso, eles pegaram desesperadamente toda comida que eles poderiam achar: três pães, dois peixes mortos e um pacote de Cream Cracker. Com uma rápida aplicação de seus poderes, Jesus chamou uma chuva de pães, peixes e bolachas-de-água-e-sal dos céus - comida o bastante para satisfazer o grupo inteiro por dias. Atualmente, se Jesus fosse usar seu poder de exportação em massa de comida, ele poderia inundar os mercados mundiais com o excesso de peixe e pão. Boas feiras e padarias iriam quebrar assim que os mercados mundiais, inflados de produtos baratos, mandassem milhares e milhares de pessoas ao desemprego e à pobreza. Se a criação dessa mega-indústria fosse permitida, talvez por causa de sua generosa política de responsabilidade social, os pescadores e padeiros perderiam seus direitos exclusivos de vender peixe e pão. Ultimamente, isso seria a causa da extinção de nossa cultura - com cópias piratas circulando por aí, não haveria incentivo para comer outras coisas!

  • Artigo 4, parágrafo 1, subseção 8 da Lei de Jesus define que "Todo peixe, pão e/ou cream cracker estará estritamente proibido de chover, cair dos céus ou ser extraído, de qualquer outra forma, do paraíso. Todo e qualquer ato de comida caída dos céus estará sob a jurisdição da República Federativa do Brasil e poderá ser limitada a arroz, feijão, batata-frita e bife, sendo estritamente proibida a queda de pepinos, cenouras e outros alimentos de procedência e, principalmente, de incidência duvidosa (exceto no Rio Grande do Sul)."


Transformando água em vinho[editar]

No casamento de seu melhor amigo, Jesus estava atento ao esvaziamento da tasca de vinho. Aparentemente, as duas garrafas de vinho tinto importado não dariam conta de toda congregação. Mais uma vez, Jesus usou seus poderes e a água se transformou em vinho.

Atualmente, transformar água em vinho não é uma ideia tão boa. Apenas pense sobre as pessoas que bebem só água - de repente, esta saudável e pacífica gente se tornaria um bando de pinguços barraqueiros. Nas escolas, os bebedouros e chafarizes iriam transformar crianças em alcoólatras, fazendo com que elas fossem reprovadas e estragassem toda uma geração de adultos. Produtores e fornecedores de vinho iriam falir com a grande quantidade de vinho grátis inserida no mercado,e a Itália poderia ir à bancarrota, já que 90% de suas exportações são de vinho (os outros 10% são de pizza e queijo parmesão).

  • Artigo 2, subseção 69 da Lei de Jesus define que "Nenhuma água será, mágica, tecnológica ou naturalmente, transmutada em vinho, rum, vodka, whisky, cachaça ou qualquer outra substância alcoólica. Todos os produtores e sommeliers estarão sob a estrita supervisão dos Alcoólicos Anônimos ou outra entidade credenciada para tal fim."


Trazendo Lázaro de volta dos mortos/ a ressurreição de Jesus[editar]

Era conhecido que Jesus tinha poderes de cura, e uma mulher numa cidade vizinha o chamou para curar seu irmão doente chamado Lázaro. O problema, porém, era ela ter usado um e-mail para comunicar ao Nazareno sobre o fato. Como a conta de e-mail de Jesus era no BOL, reconheceu a mensagem da mulher como spam, e sua mensagem foi parar no lixo. Jesus demorou um bocado para lê-lo e, quando finalmente foi realizar a cura, já era tarde: Lázaro tinha batido as botas! Então ele usou seus poderes para trazer Lázaro de volta dos mortos.

Mais tarde, após Jesus morrer na cruz, ele trouxe ele mesmo de volta à vida, na sua tumba.

Nos tempos modernos, todavia, a super-população é um problema devastador. Se Jesus se decidisse por trazer qualquer um que ele queira de volta à vida, quando ele quiser, não seria muito funcional. Para começar, nem todo mundo gostaria de receber versões zumbi de seus entes queridos, sendo trazidas do além. Nós definitivamente não precisamos disso. Ademais, não há à disposição cérebros sobrando para preencher a cavidade craniana dos zumbis. Jesus podia estar preparado para ressuscitar e conjurar pão e vinho, mas alguém já ouviu falar sobre ele fazer cérebros caírem dos céus? Eu acho que não!

  • Artigo 7 º, subseção 42 da proposta de Leis de Jesus afirma que "nenhuma pessoa deve ser devolvida à vida uma vez falecido pelo sobrenatural, divino, ou de outra forma não natural. Meios elétricos, como desfibriladores, também não estão a ser utilizados, e todos os dispositivos, tais devem ser ilegal a própria para outros fins que não cozinhar ".


Conclusão[editar]

ENFIM, eu quis dizer que nós precisamos de um regulamento que aponte quando, onde e como Jesus poderá usar seus poderes encantados quando voltar, até porque 2 milânos se passaram e as coisas mudaram muito. Então quando o Apocalypso Apocalipse chegar, pra escolher essa lista de restrições regulamentadas, escolha SIM para ativar Regulamentação dos Milagres e NÃO para a Prática Sem Vergonha Descuidada dos Poderes Divinos!

Senhor, tende piedade de nós!
Com todo interesse amor do mundo,
Senador Roberto Mensalão (AC, Brasil)
09 de novembro de 2009