Liga Depressiva Universiotaria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Futebolismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o Cruzeiro, o Atlético Mineiro ou o Ipatinga. Seja engraçado e não apenas idiota.
Liga Deportiva Universitaria
Escudo da LDU.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Liga Depressiva Universiotaria
Origem Bandeira do Equador Equador- Quito
Apelidos La Borradora, Palhacitos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Casa Púrpura
Capacidade 55,4 lugares
Sede
Presidente Jeremias José
Coisas do Time
Treinador Evita Peron
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo Umbro
Liga Campeonato Equatoriano
Divisão Primera División
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Cquote1.png Você quis dizer: Liga do Urubu Cquote2.png
Google sobre Liga Deportiva Universitaria
Cquote1.png Malandro és el curupira que solo faz gol de calcanhar! Cquote2.png
Guerrón sobre gols do curupira
Cquote1.png Mas, mas, mas, O Guerrón é editado! Ele tem speed 99, isso não pode! Cquote2.png
Luiz Alberto, quase chorando, sobre o cartão Vermelho em vão.
Cquote1.png Vocês viram que eles roubaram né?, mimimimi, mais uma vez a minha bola de cristal falhou T_T Cquote2.png
Renato Mãe Diná Gaúcho sobre Maracanazzo.
Cquote1.png O mais difícil foi a viagem de Quito até aqui. Fluminense? Que Fluminense? Cquote2.png
Guerrón sobre timeco que eles pegaram na final
Cquote1.png Quem fala demais dá bom dia a Cevallos Cquote2.png
Ditado popular
Cquote1.png Puta merda! De novo não! Cquote2.png
Torcedor do Fluminense sobre LDU em 2009

Liga Depressiva Universiotaria ou Liga Do Urubu é um clube de futebol de botão equatoriano que era totalmente anônimo até consagrar-se em 2008 (para sumir novamente poucos anos depois).

História[editar]

Fundação[editar]

Pilha utilizada pela LDU na lanterna do Campeonato Equatoriano de 2000.

A história do clube começa em 1900 e guaraná com rolha, quando calouros da Universidade Central del El-cu-há-dor , conhecidos como palhacitos, formaram um time de futebol de botão, ainda totalmente amador, chamado Calouro Playboys Universitarios, embrião do que viria a ser a LDU.

Já tendo vencido nove campeonatinhos do bairro, detém a marca de ter aplicado a maior goleada do pebolim equatoriano, ao vencer o América (RN) por 78 a 0, quando seu atacante, o mexicano Frederico Florindoni, fez 50 gols, com sua bola quadrada, outro recorde na Vila do Chaves.

Anonimato[editar]

Antes da Libertadores de 2008, as melhores colocações da LDU haviam sido o trigésimo-terceiro lugar no campeonato paralelo organizado pelos gandulas em 1976, o centésimo-quinto em 1975 e o quadragésimo-sexto em 2006, tendo sido eliminado pelo sênior dos gandulas Cruzeiro em 1976 e pelos juniores dos mascotes do Internacional em 2006, equipes que acabaram campeãs entre os amadores das respectivas edições.

Libertadores de 2008[editar]

Na Copa Libertadores da América de 2008, atingiu a sua décima-segunda participação no torneio (nas onze anteriores, o time participou com seus jogadores atuando como goleiros).

Na fase de grupos já enfrentaria o Fluminense, para quem já demonstraria sua falta de capacidade ao empatar em casa de 0x0 e perder no Maracanã por 1x0, demonstrando incapacidade na hora correta, classificando-se em segundo atrás de Arsenal Fútbol Club e Club Libertad.

Na fase mata-mata só empatou, sempre de 0x0 em casa e de 1x1 pra cima fora, assim avançando graças ao critério de desempate, porque por habilidade futebolística que não foi.

Na final, sagrou-se campeão num jogo histórico contra Fluminense. Após vencer o primeiro jogo por 24-2, em Quito (cidade mundialmente conhecida pelas suas montanhas de altitude absurda que matam qualquer visitante de insuficiência respiratória e tornam a seleção equatoriana uma das piores melhores da América do Sul), foi até o Rio de Janeiro para o segundo jogo, que terminou em 3-11 para o time brasileiro. Como o Guerrón, estrela da LDU daquela edição, havia sido o vencedor da corrida de 100 metros rasos contra Luiz Alberto e todo o resto do time do Fluminense, o critério de desempate favorecia a LDU que então ficaria com o título. Mas os equatorianos, com pena do pobre Fluminense, propõe: "Se vocês conseguirem marcar pelo menos 2 gols de pênalti, deixamos vocês ficarem com a taça".

Nas penalidades, o goleiro Cevallos entrou para a história, defendendo três cobranças e sofrendo apenas dois (sendo que um não foi contabilizado pela catimba do goleiro), enquanto a LDU, em quatro cobranças, marcou três gols. Assim, a LDU conquistou seu primeiro título de verdade de futebol. A LDU tentou de tudo para não ser campeã neste último jogo, não apenas jogou mal, como bateu pênaltis mal e desperdiçou inclusive uma cobrança, mas nem isso foi o bastante.

Com a vitória na Libertadores, a LDU não só tornou-se a primeira equipe equatoriana a conquistar uma competição qualquer (incluindo o próprio campeonato nacional), como o único time do mundo que conseguiu levar uma disputa com o Fluminense para os pênaltis (normalmente o time carioca perde bem antes disso).

¿Por que no te callas?.

Recopa Sul-Americana de 2009[editar]

O Brasil inteiro tirou onda com o Fluminense após a vitória da LDU na Libertadores de 2008, menos o Internacional, supostamente campeão de tudo, não foi campeão da Recopa de 2009. O LDU valoriza tanto esse jogo semi-amistoso que faz ele até valer uma estrela em seu escudo carente de estrelas.

Copa Sul-Americana de 2009[editar]

Após o título da Libertadores de 2008, foi jogar a Série B da Libertadores, ou mais popularmente a Copa Sul-Americana. E que surpresa, encontrou o Fluminense de novo numa final, e isso após uma campanha notável, primeiro vencendo - na falta de outro time equatoriano pra jogar - um mini-torneio argentino contra os Lanús e Vélez Sársfield, e ainda na semi-final eliminar o River Plate com um placar de 7x0, parece grandes coisas, mas foi o River Plate do Sergipe que foi eliminado assim pela LDU.

Na final venceu o Fluminense de Feira de Santana por 5x1, pois eu acho que o time do Rio de Janeiro seria tradicional demais para perder de tanto assim (ou não).

Recopa Sul-Americana de 2010[editar]

Era para enfrentar o Cruzeiro, mas graças ao Nappa a LDU também provou o gostinho de ganhar um semi-amistoso contra um time argentino, o Estudiantes, e poder lotar mais uma estrela em seu escudo.

Estádio[editar]

A LDU foi fundada semana passada, na cidade de Quito. Manda os jogos no seu Estádio Casa Branca, nos EUA, conhecido como Mulher-Maguavilla de Poncelana, com capacidade para 55,4 pessoas, fundado em ontem.

Hino[editar]

Tem o hino mais emo do mundo. O hino da LDU é FoFuXXXXOOOOO...... [1]