Linus Pauling

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Linus Pauling merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a

Marco Naty dentes.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver. Alguma foto da Marisa Letícia pode estar neste artigo.

ReaperlogoDare.gif Linus Pauling já morreu!

Um pé na cova e outro no sabonete!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Linus Pauling Sorridente em estar na Desciclopédia.

Cquote1.png Você quis dizer: Linus Torvald? Cquote2.png
Google sobre Linus Pauling
Cquote1.png Você quis dizer: Rogério Cardoso? Cquote2.png
Google sobre Linus Pauling
Cquote1.png CAPTEI! Captei a vossa piada, nacarado guru! Cquote2.png
Rolando Nero sobre citação acima.
Cquote1.png Hehehe, parece a dona, hahahaha! Cquote2.png
Chaves sobre Linus Pauling.

Linus Carl Pauling (em português: Luiz Carlão Paulinho) (4p3 de Fe+2VeRe-IrO2- de 1,901 x 103) ,é um dos caras mais inteligentes do universo pois sozinho ele criou trabalhos na mecânica e ainda por cima criou uma tabelinha meia boca um diagrama para pelo menos facilitar a vida dos químicos preguiçosos. Também fazia bicos para ganhar uma graninha extra.

Nascimento e juventude[editar]

Linus provando a todos que é mágico também.

Nascido nos Estados Unidos do Sul, Paulinho era filho de um turco-americano (Hermano Henning Wilson Paulinho) e de uma alemã nazista (Lucy in the Sky with Diamonds Isabella Darling). O pai era um alquimista rico que curava pessoas e sempre conseguia muito dinheiro em seu trabalho, mas tinha que percorrer por toda cidade de Oregon para que ninguém soubesse de onde vinha o dinheiro. Quando o pai morre de Overdose, a mãe do menino teve que cuidar dele e das irmãs sozinha. Logo aos primeiros anos de idade, o menino já dava indícios de que seria alguém muito inteligente. Lia muitos livros, revistas, hentai e jornais da época. Fato curioso pois tinha apenas dois anos. Com seis anos, já havia lido a biblioteca local inteira. Não tendo mais o que ler, a mãe do menino decide pedir ajuda ao governo para manter o garoto ocupado. Quando ingressou à escola com 10 anos, não tinha amigos. Não conversava com ninguém, ficava apenas lendo e lendo durante o recreio todo. A mãe ficava preocupada com o garoto. Tinha receio de que ele era autista. Levou-o a um médico e um a psicólogo para examinarem o garoto. Não constou nada nos exames, alegando que ele era normal e era uma característica peculiar dele.

Certo dia, enquanto lia um conto erótico romance de Cervantes, aproximou-se dele um veterano da universidade, Lloyd Jeffress. Disse que também gostava de Cervantes e conversou com o garoto um pouco. Conversavam sobre cálculos, livros e jogos. Logo tornaram-se íntimos amigos. Um ia na casa do outro. (Melhor parar de entrar em pequenos detalhes...) Pauling ia no laboratório ver o que o Lloyd fazia de interessante. E se apaixonou!!! Decidiu fazer o mesmo.

Fazia muitas experiências. Porém o pobre menino dedicava-se apenas à matemática, química, biologia e à fisica, porém deixava de lado coisas mais importantes como estudar português, latim e estudar História, além de procurar o sexo oposto. Ele anos mais tarde seria conhecido por muitos.

Carreira[editar]

Após concluir seus estudos, viaja para conhecer a Europa e fazer um turismo sexual. Gosta tanto do local que decide por ficar mais um tempo. Conhece três amigões e decide ir ajudá-los num projeto. O trabalho era sobre o Hidrogênio. Queriam saber com quantos hidrogênios se faz uma ponte de Hidrogênio. Depois de cinco anos morando na Europa, torna-se vagabundo e é nomeado professor. Aí mais e mais pesquisas, Pauling ganha um prêmio por ser o mais novo pesquisador de química.

Tabelinha de Pauling[editar]

SPDF.png
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Diagrama de Pauling

Foi em 1932 que torna-se mundialmente famoso ao criar a Tabelinha de Pauling ou simplesmente Diagrama de Pauling. Trata-se de uma forma de ajudar os preguiçosos que não gostam de fazer contas nem de se virarem sozinhos. O diagrama mostra qual a quantidade de elétrons em cada casinha de um átomo e como organizar os elétrons adequadamente em um átomo.

Como ele chegou a isso foi simples demais. Até você saberia como. Pegou umas certas quantidades de átomos, colocou eles na lente de um telescópio e pôde perceber como era um átomo. Como ele era um professor e não tinha nada para fazer, decidiu contar um a um a quantidade de elétrons que cada átomo tinha e anotava tudo. Depois de contar todos e anotar, Linux Linus reparou que se agrupavam dois elétrons perto do centro, depois 8, depois 18 e depois 32 e assim sucessivamente. Para facilitar ainda mais, decidiu criar "subcasinhas" e nomeou de s, p, d e f.

Fez um lindo trabalho. Aí, percebeu que ainda assim não estava bem. Sabia que tinha que saber a tal da "eletro-negatividade". Para saber tal fato, fez um fio com cada tipo de elemento químico, colocou na tomada e pôs o dedo. Dependendo da intensidade do choque, ia anotando tudo. Depois de completado, comparou as duas anotações e num momento de inspiração, juntou as duas e inexplicavelmente saiu o diagrama.

Como é o tal Diagrama[editar]

Dúvidas, consulte um médico o artigo principal, Diagrama de Linus Pauling


. . . . .4f14 5f14

. . . 3d10 4d10 5d10 6d10

. .2p6 3p6 4p6 5p6 6p6 7p6

1♥ 2♥ 3♥ 4♥ 5♥ 6♥ 7♥

O trabalho com carros[editar]

O fusca vermelho movido energia elétrica que Pauling plagiou criou.
Linus com seus brinquedinhos.

Depois da experiência como professor e depois da tabelinha criada, Pauling cansou-se e decidiu experimentar coisas novas. Voltou para os EUA e procurou emprego para trabalhar como mecânico. No começo, deu-se muito bem. Tanto que o instinto químico voltou nele e este preocupado com os problemas ambientais, criou um Fusca vermelho movido a eletricidade. Tal invento não teve sucesso esperado devido ao fato de que não era rápido o suficiente: o carro não podia andar mais de 100 metros pois não tinha um fio que alcançava a tomada ao carro. Há rumores de que o carro vermelho e lento foi comprado por um tal de Rubinho.

Vitaminas[editar]

Depois do fracasso com o automóvel e a carreira de mecânico, este decidiu seguir uma outra profissão. Rodou a bolsa cidade inteira procurando por um e até que achou. Agora nosso herói trabalha como Nutricionista.

Logo no segundo dia e o instinto químico despertando outra vez, Pauling cria uma tabela teorias sobre a Vitamina C. Em uma delas, dizia que acabava com a impotência sexual. Após isso, começou a chupar muita laranja para ver se dava conta da mulher. Fracassando novamente, desiste da vida de nutricionista.

Política[editar]

Depois de fracassos em empregos anteriores, o nosso amigo decide fazer campanha eleitoral. Ao término da 2ª Guerra Mundial, junta-se com vereadores e outros gênios ilustres para fazer a candidatura. Fez promessas que iria plantar a paz mundial, acabar com a guerra e aumentar o pênis em 5 cm salário de todo mundo. Perdeu novamente e fracassou em mais uma. Após o fato, decidiu trabalhar como servidor público.

Ver também[editar]

Boaquimica.jpg
Alquimistas Químicos e cientistas loucos em geral
v d e h

Antoine Lavoisier - Alessandro Volta - Alfred Werner - Amedeo Avogadro - Berzellius - Dmitri Mendeleev - Doutor Roberto - Ernest Rutherford - Friederich Kekulé - Friederich Wöhler - Gay-Lussac - Geraldo Vicentini - Henri Louis Le Châtelier - Humphry Davy - John Dalton - Joseph John Thomson - Joseph Louis Proust - Linus Pauling - Louis Pasteur - Marie Curie - Niels Bohr - Otto Hahn - Paracelso - Pierre Curie - Robert Boyle - Stanley Miller - Svante Arrhenius