Loki

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura pelo personagem da Marvel Comics, consulte Loki (Marvel Comics), mas procura pela versão otaku pesquise Loki (Saint Seiya)
Quevedo25on.gif Este artigo se trata de coisas que nón eczisten!!

Este artigo se trata de algum mito, lenda, conto, história de pescador ou desculpa esfarrapada. Tome cuidado, pois você pode espirrar e ter sua alma levada pelo capeta caso alguém não fale saúde.

Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Loki.

Cquote1.png Cê tá pensando que eu sou Loki? bicho. Cquote2.png
Arnaldo Baptista sobre Loki

Loki é o Jotun mais desgraçado da mitologia nórdica, fica sempre procurando uma forma de fazer uma nova sacanagem. Ruim até o osso, ele é o capeta e quer mais é foder com a vida de todo mundo. Um grandissíssimo filho da puta. Ele também é um baita traveco e transformista. O tarado teve filhos com tudo que existe: deusas, gigantas e alguns animais.

Loki, o mentiroso.

A Grande Muralha de Asgard[editar]

Colocando o plano AB em prática. Não foi bem assim que Loki conseguiu que os pedreiros trabalhassem, então ele teve a ideia da égua.

Asgard precisava de defesas contra os gigantes, e Loki ficou encarregado de conversar com a máfia dos centauros sobre fazer um muro em volta do reino. Contraindo dívidas enormes e usando o dinheiro do estado, a obra superfaturada terminou com os empreiteiros exigindo a vagina de Freya, a deusa mais gostosa. Loki, para distraí-los, transforma-se em uma belíssima égua e passa a satisfazer todos os pedreiros centauros que ali estavam. Alguns meses depois Loki dá a luz a Sleipnir, o cavalo de oito patas e três pênis de Odin. (como ele sobreviveu ao trauma ninguem sabe, mas deste então, Loki anda como se estivesse todo gagado.).

Castle of Illusion[editar]

Um dia, Thor foi pegar seu martelo quebrador de hímens Mjolnir, mas achou um recado no lugar:

"Vem pegar, viado! Ass: Gigantes"

Thor, famoso por comer a bunda de gigantes, ficou muito irritado. Pegou Loki e seu ajudante e amante Þjálfi e foi atrás dos filhos-da-puta. Quando o trio chegou ao mundo dos gigantes já era noite e, sendo o mito nórdico, estava um frio desgraçado. Eles procuram abrigo e encontram uma caverna. Entrando nela, sentem um cheiro insuportável de merda, mas em compensação estava extremamente quente e confortável. Ao amanhecer, emergem da caverna e olhando para trás descobrem que passaram a noite no cu de um gigante. Quando o ser gigantesco acordou, ele acaba fazendo xixi, provocando um tsunami na tailândia.

Os três seguem o mijão até o enorme castelo do rei dos gigantes, que era tão imenso que não dava para ver o topo nem olhando pra cima. já que o gigante fechou a porta, o trio acabou entrando pela fechadura, onde Thor exigiu seu martelo de volta. O monarca propôs um desafio para cada um em troca do objeto. Thor teria que esvaziar o cálice real, que é do tamanho de uma casa e está cheio de esperma. Loki teria que enfiar o máximo de bananas no rabo que ele puder. E Þjálfi teria que vencer num concurso de punheta.

Por mais que tente, mesmo entupido de porra Thor não conseguiu esvaziar o cálice. Loki também não teve sorte, o seu adversário Logi enfiou todas as bananas e uma melancia assim que foi iniciado o desafio. Þjálfi tentou, mas não conseguiu gozar mais rápido que seu competidor. Ao perder, eles tiveram que dar uma sentadinha e uma chupada nos membros descomunais dos gigantes, um por um, e com direito a repeteco.

Thor e seus companheiros voltaram para Asgard capengando e com um gosto amargo na boca, só para encontrarem o martelo na porta com outro bilhete dizendo:

"Valeu, cu de veludo! Não fique triste, vocês não tinham chance! Era tudo uma ilusão para enrabar vocês! O cálice na verdade era a piscina olímpica de um banco de esperma, onde os médicos gays tomam banho! Loki estava competindo contra um emo com fogo no rabo! E Þjálfi nunca venceria um nerd tetudo em masturbação! XOXOXO Gigantes"

Sinead O'Connor[editar]

Freya, apesar do nome, era a mais bela das deusas. Também era a mais puta. Ela era a alegria de Asgard, todos os deuses caiam de boca nos seus melões encantados. Ela era a guardiã do pomar dos pepinos da juventude, inseridos diariamente no ânus pelos asgardianos para ter vida eterna. Seus pentelhos dourados e perfumados eram seu orgulho.

Certa vez, Loki encomendou um vibrador mágico cravejado de pedras preciosas para os anões judeus. Os narigudos fizeram-no prontamente, já de olho no lucro. Quando foi buscar, Loki quase se borrou quando viu a conta. Os anões tarados concordaram em trocar o vibrador por um favor especial.

Pelado, Loki entra no quarto de Freya no meio da noite levando uma gilete nos lábios. Quando esta acorda, descobre que está careca como o Espiridião Amin. Ela corre chorando por Asgard até descobrir que Loki havia prometido sua bela cabeleira para os anões. Viaja furiosa até o reino dos anões, onde exige seus pêlos de volta. Os anões sacanas pedem em troca que ela faça sexo com todos eles ao mesmo tempo. A vadia concorda.

Creme & Castigo[editar]

O martírio de Loki.

Depois de assassinar Balder, Loki dá no pé e se esconde na floresta. Mestre dos disfarces, ele se transforma em um tatu. Os deuses, que adoravam Balder, estavam cheios de raiva e querem o couro de Loki. Certo dia o deus maneta Týr, cuja mão foi destroçada por um Juicer Philips Walita, estava passeando pela floresta quando avistou o traseiro de Loki-tatu saindo da toca. Exímio e experiente caçador de tatus, Týr enfia imediatamente o dedo indicador da mão sobrevivente no ânus de Loki. Esse não tem outra opção a não ser soltar um grito e revelar sua verdadeira identidade.

Preso, ele é amarrado nas pedras de Stonehenge com três linguíças feitas do prepúcio de um de seus filhos. No topo das pedras um cientista maluco fica derramando ácido fervente em seu rosto até o fim dos tempos.

Crepúsculo dos Deuses[editar]

No fim dos tempos, o lobo gigante Fenris devora Luana Piovani, e Loki junta-se aos gigantes e os mortos-vivos da deusa do inferno Hell Hel contra os deuses de Asgard. Ele acaba morrendo na luta contra o corneteiro Heimdall, guardião do pedágio, mas consegue transmitir o vírus da AIDS antes, matando todo mundo e destruindo tudo.

Ver também[editar]



Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!