Los Lagos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Los Lagos é uma região chilena responsável por separar o sul, partido em ilhas, e o norte. Com a maior concentração de lagos do país, nela se localizam as reservas de água doce do país caso pessoas como você poluam os rios e lagos. Especialistas acreditam que junto com a Amazônia e Los Rios, Los Lagos será futuramente invadida por causa das reservas de água, mas agora os países estão mais interessados em petróleo.

História[editar]

Turista visitando um dos belíssimos lagos de Los Lagos.

Los Lagos surgiu quando Deus estava muito puto com a humanidade (principalmente com você) e criou uma enchente, destruindo tudo, ou quase tudo. Depois que o dilúvio terminou, o Chile decidiu enviar todo o excesso de água para uma de suas regiões, mais precisamente Los Lagos. Esse lugar foi escolhido porque ele era e continua sendo uma região inútil, que não faria falta para o país. Isso deu origem aos lagos que dão nome ao local.

As tribos que viviam ao norte usavam Los Lagos para a realização de campeonatos de natação, onde o último a se afogar ganhava, pois não sabiam nadar. Os espanhóis, quando descobriram a região, não se interessavam por ela, pois lá só havia água, e o que eles queriam era ouro e índias para trabalharem nos bordéis. Por muito tempo Los Lagos ficou abandonada, servindo de criadouro para o mosquito da dengue, que usava a água parada dos lagos para sua reprodução.

Essa região só ganhou atenção dos chilenos quando ocorreu uma epidemia de dengue, causada pelos mosquitos que se proliferaram em Los Lagos. Vendo que aquele monte de água poderia gerar problemas no futuro, o governo enviou à força colonizadores para lá, que foram os primeiros habitantes. Los Lagos virou oficialmente uma região chilena, uma verdadeira conquista para um lugarzinho inundado.

Clima e economia[editar]

Para garantir que os lagos fiquem sempre cheios, o clima de Los Lagos é úmido, com muita chuva. Por isso, as enchentes por lá são mais comuns do que em São Paulo, algo inacreditável. A economia é baseada na venda de água para as pessoas que sobrevivem no Deserto do Atacama. Outra fonte de renda era a pesca, mas agora os reservatórios de água nessa região são usados para despejar o esgoto vindo de todas as áreas vizinhas.