Luiz Carlos Prates

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Luiz Carlos Prates.
O Delegado da Delegacia do Prates
Prates após a aprovação do AI-5
Delegacia de Prates
A infância de Prates

Cquote1.png Você quis dizer: Luiz Carlos Prestes Cquote2.png
Google sobre Luiz Carlos Prates
Cquote1.png Hoje qualquer miserável pode comprar um carro, culpa do PT Cquote2.png
Prates sobre o crescimento econômico do Brasil
Cquote1.png Na delegacia dele eu trabalho! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Prates
Cquote1.png Este é o meu discípulo! Cquote2.png
Chuck Norris sobre Prates
Cquote1.png E meu também Sr° Norris e ainda é o meu vizinho catarinense. Cquote2.png
Alborghetti sobre Prates
Cquote1.png Se eu estivesse vivo, ele seria jornalista do III Reich! Cquote2.png
Hitler, falando do inferno, sobre Prates
Cquote1.png Eu faria o mesmo no Brasil, caro colega! Cquote2.png
Emílio Garrastazu Médici, respondendo a Hitler, sobre Prates
Cquote1.png (pausa) Em Chapecó, foi encontrado um porco mutante... Cquote2.png
Mário Motta, com cara de assustado, dando uma notícia depois do Prates
Cquote1.png Se fosse meu filho, eu matava essa bicha enrustida! Cquote2.png
Pensamento de Prates durante a apresentação de Cacau Menezes
Cquote1.png Nazista! Cquote2.png
Esquerdista revoltado sobre Prates
Cquote1.png Falou bonito! Cquote2.png
Jorge Bornhausen ou qualquer outro direitista sobre Prates
Cquote1.png Na União Soviética nós criticamos VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Prates
Cquote1.png Deste eu não tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte aprovando Prates
Cquote1.png Perdi meu tempo lendo este artigo! Cquote2.png
Prates, o próprio, sobre este artigo
Cquote1.png VAI PRA CASA PELÉ! Cquote2.png
Prates quando era narrador da Rádio Gaúcha, após um gol do Grêmio num jogo contra o Santos, nos anos 70.

Luiz Carlos Prates é um radialista, comentarista, matador de comunistas, psicólogo e psicopata brasileiro.

Infância e juventude[editar]

A infância de Prates foi marcada pelos exercícios militares e pelos militares se exercitando nele. Aos 5 anos de idade, enquanto as outros pequeninos viadinhos do interior do Rio Grande do Sul faziam guerra de bosta e tentavam domar potrinhos xucros, nosso personagem brincava com fuzis (Freud Explica!) e dedicava-se a dar ordens, sob ameaças de surra, para seus coleguinhas de classe.Frequentemente promovia entre os coleguinhas o tradicional troca-troca(prática comum de grupos direitistas conservadores.Ex:Opus Dei), porém evitava dar alardes para não denegrir sua reputação viril.

Sua doutrina escolar.
Além da educação austera que recebeu em casa (tratado na base da vara), de ser obrigado a ajoelhar-se no milho diante da imagem de Hitler (ou de Médici, seu ídolo) e a tomar oleo de rícino todos os dias, Prates também estudava no Colégio Militar. Lá, recebeu nas guampas desde cedo a doutrina que guiaria sua vida intelectual e lhe inspiraria a enveredar pelo jornalismo: os ensinamentos da Revista Veja.
Neste lance, Prates vibrou escondido.

Prates, antes de virar especialista em bradar contra as sirigaitas, os vadios, os esquerdistas, os defensores dos direitos humanos, os alunos preguiçosos, os professores desinteressados e outras nulidades do mundo, também trabalhou como jornalista esportivo. Mandava, aos berros, paulistas, cariocas, mineiros, baianos e pernambucanos, entre outros menos cotados, para casa, nas vitórias do Inter da dupla Gre-Nal sobre times de qualquer um desses estados, em atos veementes de xenofobia.
Sendo colorado, é um amante do estilo Dunga (de futebol e comportamento), mas nutre uma paixão escondida pelo ex-gremista Dinho.

Prates em Florianópolis[editar]

Seu ídolo na política
Apesar da manezada não gostar de gaúchos, os ilhéus gostam muito de um direitista conservador! Não é por acaso que se eternizaram na capital catarinense figuras como Jorge Bornhausen e família, Esperidião Amin e esposa, Dinastia Berguer e outras estirpes de safados que habitam alguma mansão irregular, construída irregularmente sobre algum mangue em algum recanto da ilha. Afinal, província é província, e nada mais provinciano que adorar figuras ignaras como Prates, Cacau Menezes e outras porcarias da ilha da maconha.
Prates na BR-101 migrando para a ilha.

Prates, por sua vez, compunha a direita pró-militar de Porto Alegre (reduto de esquerdistas gays e bobocas que imaginaram dar (ui!) sua contribuição ao socialismo mundial enquanto afundavam o Rio Grande nas mãos do PT). Seu prestígio na capital gaúcha durou enquanto durou o governo militar, pois Prestes foi , é e sempre será um baba ovo de milico. Com a redemocratização, foi expulso de Porto Alegre pela turma do PT. Como gaúcho, não poderia escolher outro destino senão o litoral de Santa catarina!


Uma vez em Florianópolis, Prates foi naturalmente acolhido pela grande agência de propaganda das direitas do Sul: A RBS TV - defensora de estupradores!

Os Sonhos de Prates[editar]

Prates, como todo ser humano (embora haja quem duvide que ele seja um ser humano) também tem seus sonhos. Vamos expor alguns deles:
Rotina na sua delegacia.
  1. Tornar-se presidente dos Estados Unidos do Sul, criando um super-potência
  2. Deportar nordestinos
  3. Instaurar nova ditadura militar de direita no Brasil;
  4. Abolir os direitos humanos;
  5. Aplicar o ensino militar e nacionalista nas escolas;
  6. Largar o jornalismo e ser nomeado Delegado de Polícia;
  7. Quando morrer, jogar um pôquer no inferno com Mussolini, Médici e Castelo Branco;
  8. Acabar com o PT;
  9. Matar, nessa ordem: Olívio Dutra, Tarso Genro, Lula e Ideli Salvatti;
  10. Se filiar no Democratas;
  11. Ser ditador treinador do Inter ou da Chapecoense;
  12. Transformar os colégios em reformatórios militares;
  13. Deixar crescer um bigodinho a la Hitler (mas a RBS não deixa);
  14. Capar o Cacau Menezes;
  15. Matar o Roberto Alves e o Miguel Livramento (mas já desistiu pois destes a natureza em breve se encarrega);
  16. 13 é PT, Prates é de direita e não aprova este número!;
  17. Revelar ao mundo que foi abusado sexualmente na infância!;
  18. Casar-se com Arnaldo Jabor;
  19. Acabar com todos os pobres do país matando-os de fome, tirando-lhes o pouco que conseguem;
  20. Ser bailarina;
  21. Curar sua demência que não tem cura com a sua demonstração de arrogância em rede nacional.

Sou vizinho de Prates há 15 anos, o que mais me impressiona é que ele vive metendo pau nos pobres e pessoas que não tem um emprego fixo, mas seu próprio filho jamais fez um trabalho remunerado em sua vida, ou seja é um VAGABUNDÃO de primeira, percebo que Prates se inspira na própria família quando faz seus comentários.

Ligações externas[editar]