Luiz Fernando Ribas Carli Filho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Propaganda elaborada por um Publicitário honesto, imediatamente vetada pelo deputado nas próximas eleições. Uma vez que contraria seu "arrependimeto" como estratégia de marketing...
Deus disse; "Seu filho da puta! Não ponha a culpa no meu rabo, pois não dei o arbítrio para você encher o cu de vinho e dirigir alucinadamente como o Senna. A sua sobrevivência é obra do capeta! Pois é ele quem defende bastardos como você"...

Cquote1.png Você quis dizer: assassino Cquote2.png
Google sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png Você quis dizer: deturpado Cquote2.png
Google sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png É um filho da p#$%@&*!!! Cquote2.png
curitibano sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png É um pássaro? Um avião? Não!!! É mais um deputado sem noção!!! Cquote2.png
curitibano sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png Vagabundo!Vagabundo!vagabundo!!! + 800x Cquote2.png
Gilberto Kassab sobre Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png É você quem financia esta merda! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre eleitores do Luiz Fernando Ribas Carli Filho
Cquote1.png Vamos tesouro, não se misture com essa gentalha! Cquote2.png
Dona Florinda sobre Autoridades que investigam Carli Filho


História[editar]

NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Luiz Fernando Ribas Carli Filho.
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Que o deturpado voador em depoimento disse que não se lembra de nada. Mas que anunciou que irá escrever um livro de memórias sobre a trajédia?

O deturpado deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho é um inútil jovem como tantos outros playboys, filho do prefeito de Guarapuava, situada no centro-sul no estado do Paraná, na qual sem ocupação na sua triste vida de menino rico desocupado, e como típico filho de político, ingressou na política aos 24 anos (uí) no seu primeiro “emprego”, ou melhor, ocupação como deputado. Até aí tudo bem, afinal, nenhum brasileiro espera qualquer coisa dos políticos, com a diferença que Carli Filho além de fazer merda no legislativo paranaense, também se propôs a fazer merda nas ruas de Curitiba, após beber (e segundo pessoas próximas, tomar uns “doces”), e dirigir a 190 km/h, pois ao tomar posse, sua família e pessoas próximas lhe disseram que seria “poderoso”, mas não lhe informaram de que teria “super-poderes” como os do Super-Homem, da qual (obviamente) causou um grave acidente, vitimando duas vítimas CUritibanas, com repercussão nacional. Mais recentemente, agora que a poeira começa a baixar, circula a teoria de que Carli Filho apostava um racha com o playboy Marcello Richa, filhinho do papai privatizador governador Beto Richa. Afinal, antes queimar um deturpado deputado que o futuro senhor feudal herdeiro da família RAcha Richa.

Como típico político, Luiz Fernando Carli Filho fez promessas que jamais cumpriria. O carro preto é o seu passat alemão, já o cinza é o que sobrou do honda fit que ele passou por cima, alegando que fez isso por ser carro de pobre que precisava de teto solar, ou deveria ser conversível...

Lamentávelmente o deturpado sobreviveu, e nisso resultou em diversas piadas promovidas pela equipe de socorro, pelas autoridades políticas e policiais envolvidas no caso. Os primeiros humoristas foram a imprensa do Paraná que inicialmente afirmaram que tratava-se de um racha, promovido entre um passat alemão blindado, 3.6, V6, 250cv (sem contar o jegue que tava dirigindo) turbinado, que é o carro do deputado envolvido no acidente, com um honda fit 1.4 que pertencia ao gay e seu namorado que estava de carona. Outra piada contada foi a negação do Hospital Universitário Evangélico que constasse qualquer indício de consumo de bebida alcoólica pelo deputado, ao afirmar que este foi medicado sem uma avaliação prévia sobre obstâncias presente na sua corrente sanguínea, além da afirmação desta instituição de que este se encontrava em coma, mesmo agredindo uma enfermeira. Da qual a família do deputado decidiu transferir ele para São Paulo, por conta do “afeto” que a população curitibana destinou a esta obra promovida pelo deputado sem noção.

A polícia também fez sua parte, ao desmentir testemunhas que viram o velocímetro analógico travado em 190 km/h, afirmaram que este se encontrava zerado e de que o deturpado não estava correndo, como se um acidente desta proporção fosse causado até mesmo por uma pobre velhinha a 50 km/h, consistindo em uma dasmaiores piadas contadas sobre o caso, na qual os investigadores também possuem talento para desenvolverem artigos na Desciclopédia, ao afirmarem que existe gente com potencial para ser mais lento que o Rubinho Barrichelo, sendo que o piloto da Fórmula 1 quebra o carro no meio da pista, enquanto que o jovem político quebra dois carros, uma placa e mais a cabeça do condutor com velocidade inferior ao piloto no corredor dos boxes.

Piloto da Fórmula 1 imitando manobra do deputado Carli Filho para reduzir impacto da colisão em alta-velocidade, mesmo que isso custe a cabeça do condutor no carro da frente...

Apesar de todas as provas contra o deputado, como as filmagens da câmera do posto na esquina do acidente, das amostras de sangue coletadas que apontam a embriaguez do deturpado, das imagens do restaurante onde o dito cujo encheu a caveira ao consumir quatro garrafas de vinho, e da violência da colisão, além das testemunhas que presenciaram o carro voador, juntamente com o seu intenso saldo de multas na região que somam mais de 23 multas (com habilitação cassada), o deputado que preside a Assembléia Legilativa do Paraná, Nelson INJustus, fez uma declaração emocionada ao ler a sua carta de renúncia, afirmando que o deputado é um "jovem responsável e com maturidade acima da média", mesmo com toda a trajédia causada por este animal. Sem levar em consideração que o seu pedido de renúncia que em suas palavras foi causado para responder na "Justiça Comum", nada mais é do que uma esquiva contra a sua cassação em plenário da Assembléia, promovida pelo povo curitibano que pressionava pela sua exoneração, na qual se esta ocorresse por conta da quadrilha dos seus colegas de plenário, resultaria na perda dos seus direitos políticos, tendo em vista que logo a população de Guarapuava pode lhe reeleger para lhe dar novamente o foro privilegiado.

Atualmente se diz arrependido, tanto que foi prestar depoimento após um mês depois do acidente, e tudo o que disse foi que "não se lembra de nada", mostrando a sua vocação nata para a política brasileira, ao mentir descaradamente e utilizar o típico argumento do presidente Lula e do senador José Sarney para justificar suas besteiras, ou pelo menos para chamar o povo de idiota, uma vez que ainda sequer foi indiciado para prestar depoimento, atualmente em plena liberdade atuando em uma emissora de rádio em Guarapuava, ou seja, é mais um pilantra beneficiado pela "Justiça" da Republiqueta de Banana...

Apesar da ampla repercussão nacional, difundido por quase toda a imprensa nacional, a Folha de São Paulo e a revista Veja, ambos ligados ao Grupo Primeiro de Abril, foram os únicos órgãos de imprenssa que não noticiaram este episódio, sendo uma "coincidência" (bota aspas nisso) muito evidente no processo de promoção da impunidade do deturpado por conta do seu partido, pois se fosse um político do PT, até o Lula seria responsabilizado por este episódio.

Galeria de imagens (clique para ampliar)[editar]

Ligações Externas (vídeos e reportagens)[editar]

Fontes[editar]