Mário Campos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mário Campos e sua avenida principal (ainda em processo de construção, como pode ver).

Mário Campos é uma cidadezinha que fica no meio do anda, a direita da puta que pariu e que faz divisa com o Acre e Marte. A cidade é conhecida por ter o nome de um anônimo na sua placa de "boas vindas". Alguns comentam que a cidade estaria em uma época de crise quando vendeu os direitos de pôr seu nome a um bêbado que pôs o próprio nome na cidade.

O bêbado é herói local desde então, conhecido por beber 5 barris de rum sem vomitar.

História[editar]

Depois de tanto trabalhar em uma fábrica de camisinhas, um empresário aposentado vai se instalar no meio do país para poder curtir os últimos momentos da vida vendo como os caipiras vivem sem TV e Rádio, coisas tão essenciais quanto pornografia e internet nos dias de hoje.

Isso fez o empresário valorizar mais a vida dele. O efeito foi tão bom que faz parecer que Jigsaw matou toda aquela gente em vão, quando podia ter feito eles verem como caipiras vivem por anos.

O empresário fundou uma cidade e nomeou ela como "Porto Pálido".

A cidade também e conhecida por características individualistas como tendo apenas uma rua,sendo que o restante de seu território e formado por becos os quais o esgoto costuma transitar livremente entre comunidades carentes.

Nomenclatura[editar]

O nome é a úncia coisa interessante na cidadezinha. O nome dado pelo empresário, "Porto Pálido" foi trocado para outro que fizesse mais sentido. Assim, rondam duas versões de onde surgiu o nome Mário Campos.

  • Versão 1: Conta que Mário era um bêbado que tomava todas e que dormia junto com os vira-latas que tinham sarna da cidadezinha. Mário era o mais revoltado com a situação da cidade que sequer tinha rum de qualidade. No dia em que o prefeito havia pegou uma dívida estratosférica, vendeu o direito de nomear a cidade com um novo nome para qualquer um disposto a pagar a dívida e virar prefeito no lugar dele. Assim, surgia o bebum que colocou o nome dele mesmo na cidade (e mais o tipo de relevo da região) ficando como, Mário Campos e que aumentou mais ainda a dívida da cidade.
  • Versão 2: Segundo os moradores mais antigos, Mário Campos seria um engenheiro muito competente, cheio de valores que era dedicado e que queria criar uma fábrica de licores para a cidade que após a fundação de sua fábrica, ficou tão grata que colocaram o nome dele na cidade.

Teoria[editar]

Algumas teorias circulam que o Mário bêbado seja o mesmo Mário Campos engenheiro que construiu a fábrica de licores. A explicação seria a seguinte: Mário era um engenheiro dedicado de dia e que de noite, enchia a cara para se esquecer da agonia de ser um engenheiro fracassado.

Enfim, ninguém deu muita importância mesmo para o nome, cuja origem é bipolar.