Mãe Hillary Clinton de Ogum

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
EUA Falencia.jpg Powered by Chevrolet

Este artigo é gringo! Não tente usar armas químicas de destruição em massa ou jogar aviões contra ele, Tio Sam agradece.

Maezena.jpg Zé Pilintra aprova Mãe Hillary Clinton de Ogum. Saravá meu pai ê-ê!

Este artigo é piada de macumbeiro.

Nota: Não curamos políticos, apenas realizamos milagres.

O slogan da campanha:Etehe Unamarie: Mother Hillary for 2009

Mãe Hillary Clinton de Ogum (conhecida popularmente como corna Hillary Clinton) nasceu em Chi cagô, EUA, 26 de outubro de 1947 e é a nova mãe de santo do terreiro estadunidense. Entrou com tudo nesse cargo este ano, a convite do presidente Barack Obama.

Carreira de Mãe Hillary[editar]

Para quem não sabe, Mãe Hillary foi a primeira-corna dos Estados Unidos entre 1993 a 2001, na condição de esposa do traça-tudo Bill Clinton. No ano de 2000, foi eleita a primeira senadora macumbeira norte-americana pelo estado de Nova York.

Mãe Hillary fazendo seu despacho no Congresso

Em 2008 Mãe Hillary foi pré-candidata às eleições presidenciais dos EUA. O lema de sua campanha era Etehe Unamarie, Mizinfio, Viiixi, Pretos Véios pelo Progresso. Mas como quem tinha o Balacko era Obama, Mãe Hillary perdeu feio dentro do Partido Democratas.

Infância e Conversão[editar]

Hillary nasceu numa Santa Casa de quinta categoria em Chi cagô, Illinois, e foi criada em uma família metodista. Seu pai, Hugh Rodham, filho de imigrantes ingleses, era dono de uma micro-empresa que fazia minipizza na incrível George Foreman Grill, e sua mãe, Dorothy Rodham, era cafetina. Quando criança, Hillary participava de várias atividades na Igreja. Suas atividades favoritas eram recolher o dízimo e enxugar a vela de sete dias suada do bispo. Na escolinha, Hillary gostava de esportes radicais, como tênis, patinação artística, balé, natação, voleibol e softbol. Aos dez ânus ela ganhou o prêmio Esquilinho Feliz como melhor escoteira de 1957. Mãe Hillary, contrariando seus antecessores, não era nasceu num terreiro de macumba e nem se graduou na UFBA. A adolescente terminou o Ensino Médio nos Estados Unidos mesmo. Em 1965, fez uma viagem ao Haiti e se descobriu. Cansada de fazer preces e não receber nada em troca, Hillary descobre no Vodou Haitiano o seu caminho. Influenciada pelo lado macumbolístico, em 1968, Hillary viaja ao "Brazil" e se torna adepta do Candomblé Jeje. Ainda no "Brazil", a iniciante no Candomblé se especializa em Estudos Avançados em Galinha Preta pela Escolinha Acarajé Feliz, descobre ser filha por parte de pai de Ogum e por parte de mãe de Iemanjá e sobrinha de Exu. Realiza seu mestrado em Orixá Ogum pela Universidade Estácio de Sá. Nessa época estreita seus laços com Luciana Gimenez e Carla Perez, amigas de longa data que prometem ajudar Mãe Hillary em difíceis questões políticas.

Cquote1.png Vou ajudar, principalmente na Guerra do Iraque. Até hoje não entendi porque tantas pessoas são contra essa disputinha. O Iraque tem tantas chances de ganhar um título no Carnaval quanto uma Beija-Flor ou uma Salgueiro... isso é injustiça Cquote2.png, disse Carlinha na posse de Obama.

Cquote1.png Concordo, Carlinha. É uma injustiça. Só porque o Iraque sempre fica na segunda divisão... isso não quer dizer nada. Ano que vem, pra ajudar a escola, vou desfilar nela. Escrevam o que eu tô dizendo Cquote2.png, concluiu, emocionada, Luciana Gimenez.

O resto da vida dela[editar]

Mãe Hillary e seu amor Bill
Mãe Hillary assume seu posto de Mãe de Santo dos EUA

Na década de 70, Mãe Hillary conhece o grande amor de sua vida: Bill Clinton. Dessa união nasceu um bicho feio de doer chamado Chelsea Clinton (única filha do casal, graças a Deus). A menina é batizada tanto no terreiro quanto na Igreja Universal, da qual seu pai é adepto. Em 1993 seu marido é eleito presidentes dos EUA. Consequentemente, Mãe Hillary se torna a primeira-cornadama de seu país. Durante uma viagem ao "Brazil" para terminar seu doutorado em Formação Técnica para Mães de Santo pela UFRJ, Mãe Hillary leva um chifre gostoso. A vadia estagiária boazuda Monica Chupinski traça seu marido em cima da mesa de jantar de sua Casa Branca. Um trabalho é feito por Mãe Hillary. Então o pinton do Clinton caiu e não funciona desde então. Cquote1.png Melhor um marido brocha que uma gonorréia na bunda Cquote2.png, disse em entrevista à Folha de São Paulo. Em 2008, O Balacko do Obama, presidente dos Estados Unidos, anunciou que sua antiga rival na disputa para a Casa Branca vai ser a nova Mãe de Santo do terreiro norte-americano, substituindo Mãe Menininha dos EUA. Agora é esperar pra ver.


Precedido por
Mãe Menininha dos EUA
Departmentsealsmallsize.jpgHillary16.jpg
Mãe Hillary Clinton de Ogum

2008200-
Sucedido por
?