Método Kumon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Método Kumon.
Logotipo do Kumon. A letra "O" é a sua cara de não sei nada após entrar no curso

Cquote1.pngVocê quis dizer: Cu BomCquote2.png
Google sobre Método Kumon
Cquote1.pngVocê quis dizer: Cu Na MãoCquote2.png
Google sobre Kumon
Cquote1.pngVocê quis dizer: Lavagem CerebralCquote2.png
Google sobre Kumon
Cquote1.pngVocê quis dizer: InfernoCquote2.png
Google sobre Kumon
Cquote1.png Fez a lição de casa? Cquote2.png
Orientadora satânica toda nova aula
Cquote1.png Eu amo fazer Kumon ! Cquote2.png
Nerd sobre Kumon
Cquote1.png É uma cilada, Bino! Cquote2.png
Pedro sobre Kumon
Cquote1.png Eu sei o que é isso! É nome de comida japonesa, né? Cquote2.png
Carla Perez sobre Kumon
Cquote1.png Na União soviética, VOCÊ faz lavagem cerebral no Kumon! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Kumon

O Método Kumon consiste em introduzir os conhecimentos para dentro de nossos cérebros, pois os "caixões" têm de suportar altas doses de introdução de conhecimento. Este grupo, além de querer Dominar o Mundo, ajuda as crianças no tortuoso aprendizado de como virar Computeiros. Para quem não sabe, era mais ou menos esse tipo de método que o Geraldo Alckmin queria levar para os presídios hoje dominados pelo PCC na eventualidade de ser eleito para a Presidencia da República. Método demoniaco de tortura usada pra estimular o ódio de crianças inocentes e deixar as mães com a sensação de dever cumprido ( ou simplesmente a sensação de: - tirei o fedelho de casa).

Alunos após uma lavagem cerebral passagem no Kumon

Tabela de conteúdo

[editar] Como surgiu?

O método Kumon surgiu em 1954, na terra do sushi e do anime (quem descobrir de que lugar estou falando, vai ganhar um biscoito da sorte). Seu criador, Toru Kumon, estava cansado de ver seu filho (o mais burro da classe) se fuder na escola, tirando notas extremamente baixas (as mesmas notas que a grande maioria dos estudantes brasileiros tiram em todas as matérias), principalmente em matemática. Logo, num ataque de fúria, Toru encheu o muleque de porrada e o obrigou a ficar no seu quarto fazendo uma série de exercícios de matemática, desenvolvidos pelo próprio Toru, pra vê se o muleque tomava jeito. Após algum tempo fazendo os entediantes exercícios, conseguiu melhorar as suas notas. Vendo os resultados, Toru acreditou que, se o seu capetinha filho conseguiu melhorar as suas notas com esse método, por que os dos outros não conseguiriam? E com esse raciocínio, Toru Kumon fundou o Método Kumon. E com o passar do tempo, o método começou a se popularizar, e Toru percebeu que tinha nas mãos muito mais do que um sistema de melhoramento intelectual para retardadas como eu, ele tinha desenvolvido um método de dominação mundial através de lavagem cerebral. A partir daí, Toru começou a introduzir o seu diabólico método em vários países do mundo. Seu método continuou se tornado cada vez mais popular, e se espalhou rapidamente pelo globo. Tecnicamente as pessoas que fazem Kumon, viram mentirosas, devido a tanto mentir no tempo, dizer que esqueceu as tarefas em casa ou falar que não sabia fazer (entre outras desculpas como 'o cahorro comeu' 'esqueci na casa da vovo' 'não levei tarefa para casa'). E ele AINDA DIZ QUE ADIANTA! Como adianta você ficar repetindo a porra do bloco sendo que você já sabe fazer? NÃO INTERESSA SE DEMOROU OU NÃO, O QUE INTERESSA É QUE SEI FAZER, PORRA! E na maioria das vezes, o mais nerd nem consegue terminar o Kumon, pois perde todo o seu tempo fazendo isso e tem que matar implorar pra mãe ou o pai tirarem ele daquele inferno.

[editar] O Método Kumon hoje

Infelizmente para o pobre senhor Toru, ele e seu método nunca conseguiram dominar e mundo, afinal, embora seja poderoso, o Método Kumon não era forte o bastante para competir com outras empresas de dominação mundial, como a Coca Cola, a Microsoft, o Google e o Cartoon NerdWork. E infelizmente para ele, acabou morrendo sem realizar o seu maior sonho. Mesmo assim, Toru pediu em seu leito de morte, que o Kumon continuasse a existir, com a esperança de algum dia, seu método chegue até o controle do mundo. Atualmente, mesmo com a impiedosa concorrencia, o método Kumon está presente em 45 países, fazendo lavagem cerebral em mais de 4 milhões de alunos, sempre com o sonho de Toru como objetivo.

[editar] Processo de Desenvolvimento do aluno

O aluno do método Kumon vai até a unidade (nome formal dado às instituições escravistas), onde a orientadora irá indicar o lugar para o aluno. Assim que a mãe orgulhosa do filhinho tiver ido embora, a orientadora fechará a porta e tirará o chicote do armário. O aluno então será levado para um quartinho escuro para ser interrogado. Ocasionalmente, quando as orientadoras são muito cruéis ou simplesmente tem pressa, elas interrogam os alunos dentro da própria sala de aula. Durante a interrogação, o aluno será repetidamente chicoteado até que diga se realmente fez ou não as lições. Se sim, o aluno será então mandado de volta à sala de aula para, ele será submetido a um processo de lavagem cerebral envolvendo técnicas de tortura e persuasão mais complexas para só então voltar à sala de aula e estudar.

Dentro da sala de aula, as orientadoras não admitem que os alunos conversem, sob punição de ser chicoteado e ter que refazer os exercícios em velocidade máxima até que as juntas dos dedos estejam danificadas o suficiente para que não consigam escrever mais. Quando isto ocorre, a orientadora então dá risada e o força a escrever de qualquer forma. Toru Kumon então dá risada na cova.

Mesmo assim, a maioria dos alunos deixam pra fazer a tarefa de casa no dia anterior ou no próprio dia, algumas horas antes da aula. Muitas vezes esquecem e colocam a data atrasada nos bloquinhos, quando não esquecem de colocar a hora e ter de refazer o maldito bloco!

[editar] Etmologia

O nunca tem seu nome derivado da própria prática de internalização dos conhecimentos no aluno pela via mais acessível, o ku do otaku, e, como a terminação de qualquer monstro Japonês (ver Pokemon e Digimon), o "mon" se aplica como regra. Método que não faz efeito algum, já que entre 10 crianças, 11 escondem ou rasgam o bloquinho, gastando árvores. Os únicos alunos dedicados são os masoquistas.

[editar] O que acontece de VERDADE no Kumon

Ocorrem humilhações diárias, Choro, mais humilhações, dedos quebrados, Cheiro de cocô... Enfim, tudo o que tem no INFERNO tem no Kumon. É simples, você entra lá naquela sala, e a Tia já chega falando " FEZ O BLOQUINHO?"... Se sim (ou seja, se você for mazoquista) ela vai ficar feliz e vai te abraçar fedendo a cocô (como todas as orientadoras...) e se não, Ai, corre que a coisa tá preta!!! Geralmente a "Tia" Mor é gorda (experiência própria) e as auxiliadoras são um pouquinho mais legais... Quando tem reunião, não leve os seus pais, por que a Tia esculaxa com TODOS os alunos, menos aqueles que estão lá desde que nasceram e que não fazem mais nada na vida além de bloquinhos e mais bloquinhos e que já estão adiantados 5 anos nessa porcaria... Uma coisa báscia que acontece diariamente naquele ambiente pesado do CUmon é a Loucura... Sim, é o enlouquecimento dos alunos... A Tia fala uma coisa para você, e você (ÓBVIO) fixa o que ela disse. 10 minutos depois, você (todo orgulhoso tadinho) mostra o bloquinho e ela diz para você "ESTÁ TUDO ERRADO!" e você diz "não, você que me mandou fazer assim" E ela olha para você e diz que você terá que REPETIR o bloquinho tooodo, e você começa a chorar :/ Além disso existem também apelidinhos (todos contra o ECA) como por exemplo o Bloquinho do RESMUNGO, nome dado por uma orientadora Kumônica após uma aluna fazer o bloquinho com um pouco de má vontade.


[editar] Cursos Oferecidos

O Kumon oferece cursos como:

  • Português: voce é obrigado a ler uma história para criança de 1 aninho, e copiar uma parte do texto exatamente igual. Resumindo: voce não aprende nada que não seja óbvio de saber!
  • Matemática: Ensina de um jeito torturoso como somar, dividir, multiplicar. Com a matemática seu ódio que já era grande se expande e voce já esta pronto para dominar o mundo (ou largar mão de vez dessa ciência).
  • Japonês: Ensina as crianças a serem dementes e demoniacas, a escrever em palitinhos, e a fazer armas para a guerra.
  • Ingles: Idioma gringo e pobre usado até no Acre (por poucas pessoas), também é usado para Dominar o Mundo. O curso alarga os horizontes do aluno ao inserir CDs em seus cus. Apesar de não possuir acentuação, os alunos são violentados torturados castigados censurados admoestados humilhados repreendidos pelos escragiários subempregados pelos auxiliares por não colocarem pontos finais nem letras maiúsculas. E depois são passados por uma lavagem cerebral fazendo lições todos os dias, inclusive em férias e feriados.
  • Espanhol: O sistema de dominação mundial método Kumon também dispões de aulas de espanhol nos países onde é a língua pátria (ou seja, todos os páises da América do Sul, menos o Brasil...)

[editar] Pessoas que fazem Kumon

[editar] Limitações do método

Por mais que voce faça seu kumon certo, aquela tiazinha chata e bocuda que tortura as criançinhas, vai te passar para traz te fazendo repetir a porra do bloquinho pra ela ganhar mais dinheiro,claro que sim pois ela precisa de no minimo uns 30.000.000 pra tira a verruga da bunda dela. E ela ainda reclama dos supostos alunos para seus pais, dizendo o quanto ele erra e não se dedica ao 'método maravilhoso do japa' kid bengala

[editar] Auxiliares

Os auxiliares são um pouco menos severos que as tias. As vezes eles podem ser um pouco zueiros. Se você escrever uma piada no bloquinho, talvez eles rirão, mas se for dedo duro... FUDEU Alguns auxiliares são maneiros. Outros são dedo-duros, outros são totalmente centrados no que fazem e geralmente viram tios ou tias do kumon. Tambem há estagiarios a auxiliar. Algumas até podem ser gostosas ter sua idade, porém já tem namorado. Os auxiliares as vezes são novos, porem se na sua unidade tiver japones terá uma vovó simpática (japonesa claro) para te ensinar. Auxiliadores não são maus, porém as tias são.

[editar] Métodos de Enrolar o tempo no Kumon

Bem, como todos sabemos (e não interessa), as aulas do Kumon tem um tempo de 1h duas vezes por semana. Se bem que existem alguns "métodos" para enrolar.

  • Faça a mesma coisa abaixo, só que de 5 em 5 minutos fique pedindo pra ir nao banheiro
  • Quando estiver na sala, finja que está pensando, pensando, pensando, como se você não soubesse a resposta. Se uma daquelas galinhas chegarem em você e perguntar "Tá conseguindo?" aí tu fala "tô". Mas não fique "pensando, pensando, pensando" durante muito tempo, lembre-se que infelizmente você terá que fazer a lição.
  • Erre algumas folhas...Você vai passar seu tempo fazendo correções, e não as lições. (Bem, isso já num é método de enrolação).
  • No tabuleiro enrole o maior tempo possível, e naquela leitura infernal diga que não consegue entender as palavras .
  • Quebre a ponta do lápis toda hora e fique pedindo o apontador.
  • Suma com a borracha da auxiliar, ou com a sua mesmo, e fique pedindo outra.
  • Distraia os colequinhas e quando a tia olhar finja que está concentrado.
  • Se finja de louco e saia da sala arrastando a perna e gritando: "A Rutinhaaaaa é boa...."
  • Se a tia esquecer o gabarito aberto leia as respostas
  • Tome cuidado para ela não lhe fazer voltar alguns bloquinhos, por não saber as respostas.
  • Fique indo no banheiro para se masturbar quando tá no tédio, pois fapar pensando numa gostosa isso ajuda no tempo. E fique dormindo por lá algumas horas...
  • Um método que as putas orientadoras fazem pra você ficar mais tempo: você entrega um folheto sobre lavagem cerebral bloquinho com toda a certeza de que as respostas estão certas. Quando você vê, a vaca das mulheres que corrigem colocou um errado na porra do cálculo que você achou certo. Daí você fica 3 horas discutindo com ela e vai pedir pra orientadora quando ela fala que foi erro da mulher que corrigiu. Ou seja, gasta mais tempo corrigindo do que fazendo alguma merda coisa que preste.

[editar] Lições de Férias

Já não basta quererem tranformar seus dias letivos nos piores possíveis, o KUmon tenta também aniquilar suas ferias e uzurpar toda a sua alegria natalina. Porem, nós dos Desservissos de (in)unilidade pública temos algumas dicas para você!!

  • Nas Férias você geralmente recebe uma verdadeira Biblia de exercícios para fazer em casa, porem quase nehuma fiscalização. Não seja estupido de cair na cagada de deixar acumular todas as folhas para fazer no último dia!! Justo ou não elas precisam ser feitas (a não ser que você seja masoquista a ponto de entrar no Kumon e ficar de castigo no mesmo período de sua curta vida), sobre pena de tortura.
  • Fale para sua "orientadora" que você vai viajar, e diga que NÃO terá como fazer os bloquinhos... Claro que você vai ter que dizer que essa viagem durará tipo, 3 semanas. Aí você está livre (bom, eu aqui faço CUmon e sei que é assim que funciona... haha) :P
  • Tente deixar de vadiagem e faça o maior número de folhas nos primeiros dias. se acabar vai estar morto livre o resto das ferias.
  • Peça, implore, SUPLIQUE à sua supervisora, o menor número possível de folhas para fazer por dia. Então dobre ou triplique o número designado por ela para fazer por dia. Por exemplo:

Você suplicou e sua surprevisora negou até que você ofereceu um suborninho basico de 250 reais e três balinhas de goma e ela liberou geral pra você fazer 2 folhinhas por dia. Você pega e faz 4 ou 6 por dia (até mais quanto sua doença mental permitir). Você poderá ficar sosegado e livre para não fazer o Kumon em dias que você não está afim. Ou se for tão nerd e fizer isso todos os dias, passará metade das férias livres no mínimo.

  • Caso você seja incrivelmente preguiçoso, vagabundo e um pouquinho gay, e aos seus olhos essas dicas exigem muito sacrifício a sua pessoa e seu traseiro gordo fedorento e flácido, ainda há a possibilidade de queimar seu dever, mastiga-lo (e dizer que seu cachorro ou peixe comeu), ou até mesmo dar uma boa descarga nele.
  • Você também pode ser um pouco mais inteligente e usar a calculadora para fazer o Cú-mon de Matematica, e procurar as respostas no google do Cú-Bom de português!!!:)

Resumindo, nada que alguém com um fragmento de cérebro já tenha percebido, Idiota!!!

Atenção: Esse é um artigo secreto! Ninguém sabe a verdade sobre a porra do Kumon, então, seu reatardado, trate de não contar pra ninguém!

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas