Míriam Lane

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
250px-Wario WWare.gif Este artigo é sobre um personagem secundário!

Quase ninguém sabe da existência deste zé ruela que só serve pra encher linguiça na trama e provavelmente está morto. Se bobear, nem no Google tá!

Clique aqui para ver gente que só fãs alienados conhecem.

Lois pesquisando na internet quem foram os filhos da puta que mudaram seu nome para Míriam.

Míriam Lane não é parente da Lois Lane, mas sim a própria personagem como era chamada em 1970 no Brasil, época em que os quadrinhos americanos estavam começando a ser publicados em solo tropical.

Mas por que picas Míriam? O que Míriam tem a ver com Lois? Se queriam tanto assim adaptar, que tivessem escolhido um nome parecido, como Luisa. Míriam Lane, pff...

Criação[editar]

Cquote1.png Meu nome não é Míriam! Cquote2.png
Lois Lane sobre Míriam Lane

Lois foi renomeada para Míriam porque os editores brasileiros acreditavam que a personagem poderia ser confundida com um homem devido à semelhança de seu nome original com Luis. Essa porra de adaptação acabou cagando a história do Superman, já que a intenção da DC Comics era fazer com que as pessoas mais próximas a ele tivessem as iniciais LL (Lex Luthor, Lana Lang, Lori Lemaris...).

A estreia de "Míriam" Lane foi na revista Os Amigos do Super-Homem Míriam Lane e Jimmy Olsen, que como o título já sugere trazia apenas HQs protagonizadas por ela e por Jimmy Olsen, que escapou de ter seu nome alterado.

Para combinar melhor com sua namorada, Clark Kent também foi rebatizado toscamente para Eduardo. E não parou por aí! Essa modinha sobrou até para o Homem-Aranha, que ao invés de Peter Parker passou a se chamar Pedro Prado e seu chefe J. J. Jameson virou J. J. Jaime.

Só nos anos 80 e nos anos 90 as nomenclaturas originais passaram a ser utilizadas.

História[editar]

Bem, Míriam Lane e Lois Lane são exatamente a mesma pessoa.

Mas para ter acesso a uma das raríssimas histórias com a porca tradução brasileira dos anos 70 em que ela é chamada de Míriam, só sendo um nerd em estágio terminal (o que eu não duvido nada que você seja, já que está lendo um artigo desses). Aqui vai o resumo da primeira delas:

Em um lindo dia de TPM, Míriam vai fazer uma reportagem sobre uma escola de formação de atores, e o professor a coloca numa peça em que ela encenará o papel de Dalila e Sansão será interpretado por ninguém menos que seu amado Super-Homem. O título dessa porcaria é Eu Traí o Super-Homem.

E como foi que reverteram o nome de Míriam para Lois? Fácil: aproveitaram a enrolação da Crise nas Infinitas Terras e passaram a grafar o nome dela corretamente.

Poderes[editar]

Ela tem o poder de causar nó na cabeça dos leitores e confundir a cronologia da DC sem nem precisar de um multiverso para tal. Mas só funciona em terras tupiniquins.

Ver também[editar]

v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!