Médico

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Um médico no exercício de sua profissão.

Cquote1.pngVocê quis dizer: MérdicoCquote2.png
Google sobre Médico
Cquote1.pngVocê quis dizer: Medi CuCquote2.png
Google sobre Médico
Cquote1.pngVocê quis dizer: CurandeiroCquote2.png
Google sobre Médico
Cquote1.pngVocê quis dizer: AssassinoCquote2.png
Google sobre Médico
Cquote1.png A diferença entre o médico e o advogado? Advogado "acha" que é Deus, Médico tem certeza, Deus nem CRM tem! Cquote2.png
Piada velha de médico

Cquote1.png Fornecedor é na porta dos fundos! Cquote2.png
Satã sobre Médico
A terrível caligrafia de médico.

Cquote1.png É gripe! Dois AAS e cama! Cquote2.png
Médico do SUS sobre paciente gripado, ou atacado por leão, ou atingido por um raio
Cquote1.png Não tem! Cquote2.png
SUS sobre Médico
Cquote1.png Sabe com quem você está falando? Cquote2.png
Médico sobre confusão

Cquote1.png É uma cirurgia simples! Cquote2.png
Médico sobre Cirurgia
Exemplo de um médico altamente conceituado.

Cquote1.png Era uma cirurgia muito complexa! Cquote2.png
Médico sobre cirurgia acima que era simples e matou o paciente
Cquote1.png Licença para matar. Cquote2.png
Hollywood sobre Médico
Cquote1.png É uma virose! Cquote2.png
Médico sobre qualquer espirro

Médico é um ser humano (Hommo humildis) que você odeia ou adora (especialmente se o mesmo é fornecedor de gatinhos ou outras substâncias edulforantes).

O Médico é um técnico que lê a cartilha do laboratório farmacêutico para receitar cegamente e pensa que é pesquisador. É o técnico mais caro que existe. Este profissional se acha um gênio, pena que tempos um atrás um robo universitário superou facilmente a média de acertos desses profissionais.

Tabela de conteúdo

[editar] Contradições

Seu paraproctologista

Médicos são os filhos ricos que o papai pagou uma faculdade e/ou cursinho pré-vestibular. No curso você aprende como se vestir elegantemente, andar com carros caros e luxuosos e usar dorgas (muitas drogas, muitas mesmo!). No primeiro ano você aprende a fazer partos... os que querem ganhar mais dinheiro fazem uma especialização em abortos.

A faculdade de medicina existe ha muitos anos, mas nem sempre os médicos foram formados em grandes faculdades... existem relatos de que o jogador de futebol Ronaldo (o gordo) brincou tanto de médico em sua adolescência que trouxe à vida mais de 200 crianças. Seguem os indícios do primeiro médico legista do mundo: Hannibal Lecter. Com uma faca ele averiguava se as vítimas de acidentes tinham morrido por morte matada ou morrida. Ocasionalmente, também utilizava-se de seus conhecimentos para constatar se a vítima ainda encontrava-se viva (neste caso, o laudo final sempre aparecia como esfaqueamento).

Quanto ao seu paradeiro atual, nunca mais foi visto; dizem que perdeu a licença de medicina para um jogador NERD de Tibia que mesmo tendo apenas 16 anos, realizou uma complexa operação em um amigo: a amputação de suas duas pernas.

[editar] Quanto maior a experiência, maior o latrocínio

Uma teoria muito simples é que, quanto maior for a experiência do médico, mais ladrão ele vai ser:

Cquote1.png Quanto deu a consulta doutor? Cquote2.png
Paciente
Cquote1.png R$150. Cquote2.png
Médico
Cquote1.png Mas só 15 min de conversa?! Cquote2.png
Paciente
Cquote1.png É o meu preço. Cquote2.png
Médico
Cquote1.png Caramba! E pra colega de trabalho? Cquote2.png
Paciente
Cquote1.png Ah! Você é médico também?! Cquote2.png
Médico
Cquote1.png Não, sou ladrão! Cquote2.png
Paciente

[editar] A profissão na História

Prova de um futuro médico

O primeiro médico da cultura ocidental foi Hipócrates. Como todo bom hipócrita, afirmou que o principal era não fazer o mal, mesmo que se tenha de esvaziar a carteira da pobre vítima (paciente - já naquele tempo o sujeito já esperava 8 horas na fila do SUSión em Cós só para ouvir "isso vai passar logo").

Descobertas recentes mostram que já havia outro grande médico antes do Hipócritas; o Imhotep. Após conseguir uma forma de os faraós continuarem afanando o tesouro áureo egípcio após a morte, obteve sua parte do dindim com uma vaga vitalícia (ou eternalícia?) no pandeião nilótico. Parece que Hipócritas, invejando o sucesso do seemita (sentido amplo), reescreveu a estória (assim como fez Heródoto, Platão, Sócrates,Garrincha e outros enroladores de histórias helenos) e tomou para sí a profissão dos sacerdotes; gerando uma luta pelo poder que perdura até hoje.

A falecida funesta ferrada famosa filha-da-mãe ovelha Dolly foi uma das mais recentes vítimas desta guerra, já que os médicos disputam com padres e outros sacerdotes que podem produzir vida e cobrar vultuosos Royalties por isto.

[editar] Os médicos atualmente

A medicina moderna surgiu ou foi inventada com fins lucrativos em meados do século XIX, quando um polonês na Alemanha – ou um alemão na Polônia – chamado Virchow concluiu que todas as doenças ocorriam nas proximidades de células (bolhas de sabão que liberam detritos e que não servem para lavar sua boca suja). Na mesma época, um alemão de verdade (um francês que vivia próximo do Reno, mas que gostava de cerveja) chamado Bayer inventou uma bala redonda que aliviava dor de cabeça – mas ferrava o rim e sangrava o estômago – para lucrar muito e ver os outros golfarem sangue até a morte; além de juntar recursos para invadir a Alsácia, onde estavam suas plantações de loló e suas dezenas de amantes.

Uma paciente de um médico Bêbado, que fez a cirurgia após cheirar gatinhos.

A quantidade de médicos gays na atualidade é bastante expressiva: talvez pelos ânus anos de faculdade, onde apenas se relacionam entre si, os médicos tendem ao boiolismo exacerbado.

Outro grande problema encontrado entre os médicos é aquele ligado ao uso de substâncias entorpecentes, as mais utilizadas por eles são metadona, anfetamina, codeína e dramin.

Todas as profissões precisam defender uma tese para obter o título de doutor, mas os médicos, como se acham melhores do que os outros, se auto intitulam Dr antes mesmo de terminar a graduação.

Médicos se acham deuses. Acham que qualquer outro profissional da área de saúde o inveja. Segundo calouros burros de medicina, estudantes de enfermagem, nutrição, odontologia e farmácia são médicos frustrados. Se isso é verdade, ninguém sabe. O que sabe-se é que tal afirmação os conforta de alguma maneira.

Esta autoimagem de deuses faz com que os médicos se acha tanto, mas TANTO, que muitos vivem de imagem. Uma pesquisa realizada pela American Motherfucker Association (AMA) prova que 98,4% dos médicos não sabem receitar corretamente, os outros 1,6 não sabem nem recitar erradamente.

A mesma instituição chegou, também, a outra incrível marca: 108,5% dos diagnósticos médicos são virose ou estresse. De acordo com a AMA, o principal fator para o médico decidir qual desses 2 doenças o paciente tem é o poder aquisitivo do indivíduo. Ricos têm estresse e pobres, virose.

Por fim, a AMA comprova que 99,999839% das prescrições médicas são amoxicilina. Inclusive para tratamento de câncer.

[editar] A famosa BENZETACIL

A invenção da anestesia, por um dentista, colaborou em muito para que a profissão da medicina fosse menos impopular

Benzetacil é uma medicamento administrado por injeção que dói pra caralho e deixa a bunda dormente!!

Todo médico que se prese tem que receitar Benzetacil pelo menos 22 vezes por dia, conforme as recomendações da Sociedade Brasileira de Merdicina!

Doenças que com certeza serão receitadas benzetacil:

  • Gripe ou resfriado
  • Renite
  • Beribéri
  • Câncer
  • AIDS
  • Hemofilia
  • TDAH
  • Lúpus
  • Alcoolismo
  • Cheiramento de Gatinhos

[editar] Ver também


Dr procto.jpg
   
v d e h
Médicos e Coisas Relacionadas
Alunos de Medicina - Cardiologia - Cirurgia Plástica - Dermatologia - Endocrinologia - Gastrologia - Geriatria - Ginecologia - Medicina - Medicina Alternativa - Médico - Nefrologia - Neurologia - Oftalmologia - Oncologia - Ortopedia - Otorrinolaringologia - Pediatria - Psiquiatria - Urologia


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas