M-preg

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
É assim que começa...
M-preg é coisa de viadinho!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.

Edward mordake.jpg Este artigo trata de uma ABERRAÇÃO!

Ele(a) provavelmente possui membros a mais e/ou com tamanhos fora do comum e foi usado(a) em circo para satisfazer o ego das pessoas.


Cquote1.png Gravidez masculina NON ECZISTE! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre M-preg
Cquote1.png Porra meu! O cara vai, dá o rabo e engravida?! Como que é isso?! A criança vai ser cagada depois ou como que é?! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre M-preg
Cquote1.png Vai contra o princípio primordial da anatomia humana Cquote2.png
Médico sobre M-preg
Cquote1.png Puxa! Tu é feia! Cquote2.png
"Caçadores" sobre Dona Gigi, fundadora do M-preg
Cquote1.png Você quis dizer: Yaoi escroto? Cquote2.png
Google sobre M-preg
Cquote1.png Bom, eu não sou a favor. Apenas simpatizante. Cquote2.png
Arnold Schwarzenegger sobre M-preg
Cquote1.png Como deixam uma pessoa dessas procriar?! Cquote2.png
Psiquiatra sobre Dona Gigi, ela de novo
Cquote1.png Você traiu o movimento das gestantes, véio! Cquote2.png
Dado Dolabela sobre M-preg
Cquote1.png Nem eu sou chegado nisso... Cquote2.png
Oscar Wilde sobre M-preg, apesar de ser gay assumido
Cquote1.png Dois iguais não fazem filho e órgão excretor não reproduz Cquote2.png
Levy Fidelix sobre M-preg

Definição[editar]

M-preg (sigla vinda do inglês, "men pregnancy") é mais um fruto da loucura dos dias atuais. Vertente do yaoi, o M-preg é uma das coisas mais bizarras que já apareceu em

um típico caso de M-preg.

fanfics, fanarts e afins: é quando um homem tem intercurso sexual com outro e, sem motivo aparente ou sob uma explicação bem ruinzinha, engravida. E vem a dar a luz de uma forma mais complicada ainda: pelo cu! E a melhor parte disso e que muitas vezes ninguém sabe, é que isso é um fetiche criados para satisfazer homens de respeito e donzelas com integridade mental sã

um belo homem grávido usufruindo de seu dia

Como essa merda história começou[editar]

Tudo se iniciou quando uma otaka baranga, gorda, espinhenta e mal-comida começou a se rejeitar como mulher. Dado que sua repugnância pelo (próprio) sexo feminino cresceu a níveis absurdos, ela passou até mesmo a repudiar a maternidade nas mães. E passou-a aos homens!

Um típico M-preg,passeando com seu "filhinho".

Como essa otaka era também, como já dito, mal-comida, ela cismou de começar a escrever fanfics onde era gostosa e casava com um famoso cantor(???) de funk. O tal ficou indignado ao saber que tamanho tribufu andava espalhando por aí que era sua esposa e resolveu se vingar. Estava criado o funk da Dona Gigi.

Dona Gigi, a nossa otaka baranga, resolveu processar o sujeito. Mas o juiz deu ganho de causa ao cantor de funk e condenou ela (por calúnia e difamação, e por feiura também, claro!) a escrever histórias de homens grávidos por todo o resto de sua miserável existência.

Conta-se que Dona Gigi conseguiu fazer sexo e, finalmente, engravidar sendo mulher. Só não se sabe quem foi o herói que conseguiu tal proeza de chegar junto dela...

Tipos de M-preg[editar]

São os mais diversos. Tem M-preg onde:

- O homem dá, engravida e pare pelo cu;

- O homem dá, engravida, ganha periquita (lico de cair pinto faz milagres) e tem parto normal;

- O homem dá, engravida e pare por cesariana;

- O homem não dá, engravida de formas assexuadas (o caso de Schwarzenegger em "Junior"; não é muito apreciado pela Dona Gigi nem por suas seguidoras barangas, por não ter fudelância);

- O homem não é homem: é uma mulher com pinto engravidando outra mulher (não, não é travesti, é futanari mesmo);

- O homem vira mulher, dá e engravida (yattai);

Anatomia ciêntificamente aceitável de um M-preg tradicional (nascimento pelo antônio)

Tipos de escritores/desenhistas/leitores/paga-paus de M-preg[editar]

Noventa por cento são mulheres. Os outros dez por cento são gays que juram ser héteros e apenas apreciam a "arte do M-preg" com "outros olhos" mais liberais. Até o dia em que liberarem outras coisas...

É tudo um bando de sequelado ou tribufu. Qualquer pessoa com Q.I. acima de 20 já não lê ou escreve uma coisa dessas.

Atualmente, Dona Gigi tenta conquistar o mundo com o M-preg através do FF.net e um séquito de retardados que calcinaram o cérebro e não conseguem mais distinguir o que é um "bom texto" e uma merda na frente deles.

Ligações externas[editar]