Macaé Esporte Futebol Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Macaé Esporte Futebol Clube
Escudo do Macaé.png
Brasão
Hino Macaé Esporte é campeão! E nosso hino é uma grande mentira!
Nome Oficial Macaé Esporte Futebol Atlético Clube
Origem Bandeira do estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro-Macaé
Apelidos Alvianil Praiano, o único apelido que ninguém conhece
Torcedores Nenhuma
Torcidas Nenhuma
Fatos Inúteis
Mascote Leão
Torcedor Ilustre MWAHAHAHAHAHA!
Estádio Gilete do Coutinho
Capacidade 16.000
Sede Macaé
Presidente Desconhecido
Coisas do Time
Treinador  ?
Pior Jogador Nuvola apps core.png O time inteiro!
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png MWAHAHAHAHAHA!
Patrocinador PCC
Time
Material Esportivo Super Bolla
Liga Campeonato Brasileiro
Divisão série D
Títulos MWAHAHAHAHAHA!
Ranking Nacional 325°
Uniformes Macae uniforme.jpg



Macaé Esporte Futebol Clube é um tradicional sem expressão time futebolístico de Macaé. Muito desconhecido na cidade, é conhecido apenas pelos outros times da terceira divisão do pseudo-futebol amador de várzea do Rio de Janeiro.

História[editar]

Fundação[editar]

Placa da entrada do centro de treinamento do Macaé.

Fundado como Botafogo Futebol Clube em 1990 para já desde o seu começo estar comprometido com derrota e fracassos até no nome, hoje é o clube de maior torcida em Macaé perdendo apenas para Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Bangu e Olaria.

O time passou vários anos fazendo figuração nas peladas cariocas e no futvôlei lá na Zona Sul do Rio de Janeiro durante seus primeiros anos de existência. Quando mudou o nome para "Macaé" passou a ganhar alguma coisa, pois passou a ser melhor respeitado, mas mesmo assim teve que se contentar com acessos à base de muitos vice-campeonatos.

Série C de 2003[editar]

Em 2003 o time pela primeira vez foi pagar vexame numa competição nacional, sem nem precisar ter jogado a primeira divisão carioca ainda, sendo eliminado rapidamente, quase instantaneamente, no campeonato brasileiro da série C de 2003. O time jogou contra outras porcarias e perdeu quase tudo.

Temporadas de 2005 a 2007[editar]

Após a chegada na segunda divisão estadual em 2005, o Macaé assumiu uma política de ser uma espécie de lixeiro do Rio de Janeiro, tornando-se tradicional em sempre comprar jogadores que deram errado, tiveram passagens frustradas ou foram jogados fora de um dos 4 times "grandes" do Rio de Janeiro. Estratégia esta que garantia boas posições abaixo da quarta colocação no campeonato carioca.

Temporada de 2008[editar]

Em 2008, quando a FERJ decidiu subir 200 times para a primeira divisão do campeonato carioca e obrigar todo mundo a jogar no Maracanã, claramente para beneficiar os 4 grandes com uma chance concreta de título, o Macaé subiu e mostrou a que veio após levar um 7X0 do mísero Botafogo que jamais ganhou uma Libertadores. Disputou a série C daquele ano quando conseguiu o impressionante resultado de conseguir ser rebaixado para a então recém-criada série D.

Temporada de 2009[editar]

Em 2009 continuou como figurante de merda no Rio de Janeiro. E no campeonato brasileiro da série D fez bonito entre os mais de nove mil times da série D, chegando à final após superar grandes potências tradicionais como o Fluminense de Feira, o Paulista, o Tupi, o Chapecoense, e só ter sido parado pelo São Raimundo na final, e apesar do vice, garantiu acesso à série C do brasileiro de 2010.

Temporadas de 2010 a 2013[editar]

No campeonato carioca o Macaé sempre foi uma bosta e sequer arranhou qualquer chegada numa semi-final. Precisou por 4 anos consecutivos se contentar em jogar só a Série C. Em três temporadas na série C do Brasileirão, nos anos de 2010,2012 e 2013 conseguiu perder nas quartas de final e não ser classificado para a série B conquistando 3 mortes consecutivas.

Série C de 2014[editar]

Entretanto, e finalmente, no ano de 2014, nosso querido time se sagra o incrível campeão da Série C de 2014 e passa para a série B do brasileirão. A classificação foi extremamente cagada, com vaga garantida na última rodada e a grande sorte de enfrentar o Fortaleza EC nas quartas-de-final, time cearense que se recusa em subir de divisão.

Hino[editar]

Vamos perder, numa só voz
Macaé Esporte é freguês
Com muita tristeza
Desesperança
Macaé Esporte é horrível
Não somos guerreiros
Tem vexames
Macaé é a vergonha brasileira

Desde 1990
Esse clube tantas derrotas conquistou
Dando tristeza a essa torcida juvenil
Com muita tristeza, muita vexame e muito amor gay

Nós vamos dar BUÁÁÁÁÁ!
Eu vou gritar: Que merda!
Macaé tá botando pra foder

Nós vamos dar BUÁÁÁÁÁ!
Eu vou gritar: Que merda!
Macaé, todo mundo vai te segurar, porra!

Nota: É a cópia do hino do América Mineiro.

Títulos[editar]

  • Campeonato Macaense disputado por um só time: 2 vezes (1994 e 1995).
  • Campeonato Carioca da terceira Divisão, Categorias Dente de Leite e Mirim, em futebol de botão, pebolim e Winning Eleven na dificuldade easy.
  • Campeão do Carnaval de Macaé: 2008.
  • Tri-mortes na praia na Série C (2010, 2012, 2013)