Machado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viking dinamarca.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Para outros machados, clique aqui
Este machado é o sonho de consumo dos decapitadores de cabeças

O machado é uma ferramenta que serve como arma, ou vice-versa. Formado por um cabo (pode ser de vassoura), e uma lâmina achatada, o machado é ainda usado hoje por lenhadores e decapitadores.

Machado na história[editar]

O machado foi inventado por Omar Duma Chad, um soldado do exército da Pérsia, para servir como cotonete. Ao usar o machado em seu ouvido, Omar percebeu que aquilo era perigoso demais para enfiar em qualquer lugar, e usou sua invenção para batalhar. Sua invenção foi levada para a Europa, e virou uma ferramenta para cortar árvores, e também uma arma pesadona, para cortar cabeças. Com a invenção da serra-elétrica, o machado foi perdendo o espaço no mercado, e hoje apenas algumas pessoas saudosistas usam esta ferramenta/arma.

Utilidades[editar]

O machado servia para muitas coisas, mas hoje serve apenas para cortar coisas. Quando ainda não existia bastões de beisebol, as pessoas usavam o machado. O mesmo para o golfe. Na esgrima, ao invés de espadas usavam machados. Para se coçar, as pessoas usavam machados também. Somente para cortar árvores o machado não servia. Ele usavam facões naqueles tempos. Depois que o machado perdeu todas estas utilidades, ele começou a ser usado para cortar árvores. Depois para cortar pescoços de galinhas, até chegar aos pescoços humanos. E de um tempo para cá, usam machados para cortar pescoços de mexilhão. O machado era também usado por vikings, tal como Erik, o Machado Sangrento. Eles tinham uma paixão especial com este acessório.

Ver também[editar]