Magh Sleacht

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Night creature.JPG Magh Sleacht surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Puro osso.gif
21892694.jpg HA HA! SAVE THE LEPRECHAUNS!!

Este artigo é irlandês. Ele mora no fim do Arco-Íris, resistiu aos vikings e aguenta chuva o ano inteiro. O autor é um católico fanático que fala galês misturado com inglês e bebe cerveja até desmaiar.

Magh Sleacht também é conhecido como O Açougue de Hannibal Lecter, devido à alta quantidade de carne humana de primeira qualidade que era produzida em seu interior.

Magh Sleacht é uma simpática construção, que fica situada no Condado de Cavan, uma região esquecida da Irlanda. Destaca-se das outras construções irlandesas porque possui um aspecto arquitetônico modernista, muito provavelmente bolado por Oscar Niemeyer, durante o período cretáceo. Ou talvez em um período anterior... Bem, não podemos afirmar qual é o período exato em que Magh Sleacht foi construído, pois as análises de carbono-14 ainda não são tão eficientes. A única coisa que podemos dizer com toda a certeza é que Magh Sleacht foi construído em homenagem à Onan Crom Cruach, um Deus irlandês satanista que foi o precursor dos contos sobre duendes.

História[editar]

A agradável decoração de Magh Sleacht, que faz as criancinhas se sentirem menos mal antes de serem enviadas para o colo do capeta Crom Cruach.

Durante a antiguidade, toda a população mundial, em especial os povos que moravam na Europa, acreditavam cegamente em todos os contos de fadas que eram passados de geração em geração, como Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Acre e na existência de duendes. Em meio à todas essas lendas, existia uma irlandesa que se destacava das demais, pois era um tanto quanto... Sangrenta (para não dizer que era completamente demente). Esta lenda dizia que, se os irlandeses sacrificassem pelo menos um de seus filhos para o Deus Crom Cruach, este iria garantir um ano de muita felicidade para o povo, com muita comida, cachaça, bebida, cachaça, prosperidade, cachaça, potes de ouro dos duendes, e, principalmente, cachaça. Como os irlandeses adogavam uma cachaça, eles não pensavam duas vezes, e sacrificavam os seus filhos em rituais que beiravam o sadomasoquismo.

Alguns anos após terem começado os massacres, os irlandeses que residiam no Condado de Cavan decidiram arrumar uma maneira de simplificar os sacrifícios de seus filhos, pois achavam que era uma puta falta de sacanagem ficar matando os próprios filhos bem no meio dos matagais. Então, eles convocaram o maior, o lendário, o estupendo arquiteto Oscar Niemeyer, que era um dos mais renomados arquitetos da época, para construir uma espécie de "templo para sacrifícios". Como Oscar Niemeyer nunca temeu a morte, pois sempre ganha dela no truco (e continua ganhando até hoje), ele aceitou construir um templo para sacrifícios, baseando-se nos conceitos modernísticos da época. Assim, dias depois, estava terminado Magh Sleacht, exatamente do jeito como é hoje.

Atualmente[editar]

Nos dias atuais, como os irlandeses não acreditam mais em Crom Cruach, Magh Sleacht virou apenas uma construção esquecida no meio do Condado de Cavan, que serve apenas como enfeite para atrair turistas que não tem mais o que fazer da vida. Para atrair ainda mais turistas, os matutos que moram no Condado de Cavan inventaram mais uma lenda em torno de Magh Sleacht: Eles dizem que, nas proximidades da construção, ainda pode-se sentir o cheiro de sangue, além de um agradável odor de carne, que deixaria Hannibal Lecter com água na boca. Mas é óbvio que tudo isso não condiz com a realidade - Ou sim? Ah, sei lá! Mas por via das dúvidas, eu é que não vou pra lá! Vai que ainda tem algum irlandês louco querendo empalar as criancinhas...

Ver também[editar]

Giroletta 01.jpeg
v d e h
Lendas Urbanas