Magic: The Gathering

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mr. M.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, a Dona... fará você desaparecer.

60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Magic: The Gathering.
Fatos.png
Conheça os fatos sobre Magic: The Gathering
Fatos.png
O Deslistas tem uma lista sobre
Magic: The Gathering


Na União Soviética, as cartas de Magic jogam VOCÊ!!

Cquote1.png Você quis dizer: Nerdgic? Cquote2.png
Google sobre Magic: The Gathering
Cquote1.png Você quis dizer: Yu-gi-oh? Cquote2.png
Google sobre Magic: The Gathering
Cquote1.png Baixa a mana primeiro porra!!! Cquote2.png
Jogador estressado sobre N00b
Cquote1.png Você traiu o movimento RPGista véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Magic: The Gathering
Cquote1.png Quem te mandou ser burro demais para jogar Magic? É um jogo para mentes sofisticadas, então para de reclamar! Cquote2.png
Nerd
Cquote1.png Truco!!! Cquote2.png
Yugi Muto, reconhecido jogador de Magic: The new way of trucking
Cquote1.png Se eu pudesse matarra mil!!! Cquote2.png
Jeremias sobre Magic
Cquote1.png Nunca na hiftória desse paíf exiftiu um joguinho tão legal! Cquote2.png
Lula sobre Magic
Cquote1.png Aquele jogo de poker misturado com Harry Potter? Cquote2.png
Guria retardada sobre Magic
Cquote1.png Esse jogo imita Pokémon TCG! Cquote2.png
Fã De pokémon sobre Magic
Cquote1.png Sas Poha Toda é igual Super Trunfo Cquote2.png
Hater sobre Magic

Magic: The Gathering é um joguinho de cartas demoníacas, uma versão mais sofisticada de Yu-Gi-Oh!. Neste jogo politicamente incorreto dois jogadores duelam cada um com seu próprio baralho (deck) para ver quem mata mais criaturas, destrói mais terrenos, e no final vence aquele que matar o oponente (caramba! Hitler iria adorar esse jogo!).

História[editar]

O Magic foi criado em 1993 pelo Pegasus J. Crawford Henrique Iglesias, e desde então faz parte da vida fecal de todos os obesos com acne e magrelos com miopia. Acredita-se até que um dos pré-requisitos para ser considerado imbecil é gostar de Magic.

Henrique Iglesias, aidético, latino americano, portador do vírus da Ebola, desenvolveu esse jogo especialmente para viciar as crianças do Haiti a fumar pedra, o seu formato inofensivo de cartinhas não despertam qualquer suspeita em seu país, que após alguns anos afundou em terremotos e no vício em metanfetamina.

Esse jogo demoníaco repleto de mensagens subliminares sempre incitou violência sexual a gatos domésticos, sendo um dos principais objetivos mandar criaturas para o cemitério (isso porque existem cartas que ressuscitam criaturas como se fossem Jesus Cristo), fazendo apologia ao satanismo feudal.

Por ser colecionável e a cada ano aparecer 500 novos tipos de cards, essa porra vicia, sugando o dinheiro dos playboys que perdem tempo, esforço e dinheiro jogando esse treco.

Cada pedaço de papel dessas merdinhas de cartas pode valer um absurdo de dinheiro. Existem cartas que custam até 1 milhão de reais em barras de ouro que valem mais do que dinheiro como por exemplo o mítico-raro Planeswalker Sílvio Santos, o Dono do Baú SBT. Claro que somente o Seto Kaiba jogador mais viciado aficionado e rico será capaz de comprar todos os pacotinhos possíveis e ter um desses.

Um fato interessante sobre o magic é que certa de 17,89% dos jogadores tem problemas familiares e problemas intestinais múltiplos comuns, como crise do intestino preso. Outros 12,4% dos jogadores tem uma certa aversão ao sexo anal, masturbando-se vendo vídeos de mulheres japonesas defecando na boca uma das outras. Fato que chamou a atenção do embaixador da Ucrânia.

Jogo[editar]

Joguinho de cartas inspirado por Belsebu onde quem gasta mais ganha os jogos. Para tentar ser mais descolado, o Magic tem uma série de nomenclaturas próprias para o ambiente do jogo:

  • Planeswalker - É você, que joga essa merda. (Também foram criadas cartas de "Planeswalker". Para reduzir a sensação de solidão dos gordinhos tristes, eles fingem que o card é um outro jogador).
  • Grimório - É o seu baralho (não aquele do truco).
  • Cemitério - É onde estão as criaturas mortas e todas cartas já utilizadas.
  • Mão - A mão no Magic na verdade não é a sua mão propriamente dita, mas as cartas em sua mão.
  • Booster - Um pacotinho caro pra cacete. Só verdadeiros trouxas gastam dinheiro com esse negócio que traz 15 cartas aleatórias. (Se pronuncia "BÚSTER", não, não está errado).

Existem também os acessórios (hm, boiola!):

  • Dados - Para saber quem começa o jogo primeiro. (não serviria um par ou ímpar? Aliás, você tem dado em casa?)
  • Cases - Caixinhas utilizadas para guardar o baralho, pois é claro, não se pode deixar jogado em qualquer lugar um baralho que custa mais de quinhentos reais.
  • Shields - Envolopinhos individuais para cada carta, tipo camisinha, que serve para não estragar as cartas, nem sujar, nem cair poeira, nem ter o contato com microorganismos, MUITO MENOS cair nas mãos daquele seu amigo que esteja jogando Magic e comendo um Cheetos ao mesmo tempo.
  • Marcadores de vida - PORRA, uma pessoa normal não consegue ir diminuindo seus pontos de vida na memória? Tá certo que de 0-20 são muitos números, mas MARCADORES DE VIDA?
  • Playmates - São toalhinhas de proteção, se já não bastassem os cases e os shields ainda existem umas toalhinhas um tanto boiolas com desenhos (de diversos modelos, de cavalo de fogo, teletubies, bananas de pijama, etc), que servem para esticá-las na mesa e colocar suas cartas em cima dela, tipo piquinique, isso mesmo! E ainda existem os PLAYBOYS POBRES que não tem dinheiro para comprar suas toalhinhas personalizadas e usam flanelas mesmo, parecendo assim que a qualquer instante podem começar uma faxina.

Cartas[editar]

Existe basicamente dois tipos de cartas:

As permanentes, que são as criaturas utilizadas para ficarem virando, os encantamentos, os artefatos satânicos e os terrenos. Essas cartas ficam em jogo virando e desvirando.

As não-permanentes são as mágicas instantâneas e feitiços (repare como esse jogo é pagão). Esse tipo de card quando realizado vai direto para o cemitério.

Regras[editar]

  1. Você deve primeiro arranjar algum amigo que também jogue essa merda (com um baralho pior que o teu, para você ganha dele óbvio).
  2. Embaralhe seu grimório de modo que você convencionalmente tire 3 terrenos e 4 cartas boas em sua primeira mão.
  3. Você começa comprando 7 cards, mas você pode roubar e comprar 8 ou 9 cartas, ninguém nunca confere, e caso confiram você se desculpa falando que as cartas estão colando.
  4. O mecanismo é sempre o mesmo, ficar descendo terrenos e com eles poder descer as cartas de sua mão.
  5. No Magic, praticamente tudo envolve virar e desvirar, mais uma demonstração de boiolice crônica. "Eu vou te atacar, então tenho que Arrebitar Virar".
  6. Ambos jogadores começam com 20 pontos de vida e um tem que matar o outro, nem que seja de verdade.
  7. Se você xingar seu amigo emo de filho da puta ele pode responder te chamando de viado desgraçado, onde no final os dois emos trocam tabefes entre si até a vida de um deles chegar a 0.
  8. A carta mais cara ganha sempre.
  9. Todo ano, lançam uma carta mais cara que a anterior, garantindo uma renda infinita de dinheiro.
  10. É impossível tirar esta carta cara comprando boosters. Mas as lojas sempre tem elas as centenas, e estão dispostas a te vender facilmente em troca da chave do seu carro.

Cores[editar]

  • Branco - Como em tudo na vida, o branco é o melhor. Representado pelas planícies, o seu jogo baseia-se em ficar prevenindo, ganhando pontos de vida e colocando criaturas 0/10 barreira no campo de batalha, para tentar vencer o oponente na base do cansaço e desistência. Evita o contato com os demais. A soberania é o objetivo desta cor.
  • Azul - Representado pelas ilhas, se baseia no milenar princípio de que "se ninguem jogar, eu não posso perder", cancelando qualquer ação de alguem que queira jogar de verdade (o que resulta em ematomas gaves aos jogadores dessa cor, principalmente quando seu 15/15 com atropelar é anulado). Mesmo 90% das cartas azuis fazem coisas como "compre 2 cards e descarte 4" ela é tida como a cor mais odiada. Sabe-se que jogadores de decks azuis treinam 3 gerações de seus descendentes para que jogos de azul contra azul possam ser levados até o fim.
  • Vermelho - Representado pelas montanhas, normalmente chamada pelos iniciantes de "carta de fogo", esta cor é a que possui o maior número de criaturas inúteis, sendo apenas suas mágicas de dano direto e tática suicida kamikaze que fazem o gosto dela.
  • Preto - Preto é a pior cor de todas. Representada pelos pântanos, mágicas e criaturas que ficam destruindo, e demônios que atacam com amedrontar fazem do preto a cor para os café-com-leite. Demônio, exu, lixo e até mesmo coco fazem referência ao preto. Ninguém quer se envolver com o preto, e até mesmo o preto gostaria de ser outra cor. Como todos querem se livrar do preto, são as cartas mais baratas.
  • Verde - Representado pelas florestas, é marcado pelas criaturas 6/6 que descem por menos de 6 manas, e pelos elfos 1/1 com habilidade de adicionar mana. O verde praticamente só se baseia nessa desgrama.

Como se tornar alguém no Magic[editar]

Quando você começa a jogar esse jogo, não vai ser ninguém, especialmente se começar usando um daqueles decks cagados pré-prontos, pois quem tem o deck mais antigo vai ter acesso às cartas antigas apelonas do caralho.

Então, se alguém que joga a mais tempo, jogar contra você, você irá cagar ao ver as cartas fodas dele, e vai logo querer comprar as cartas antigas, que valem por volta de muitos reais.

Vendo isso, você quer continuar como um imbecil jogador de Magic, irá ter que gastar muito dinheiro com essa coisa inútil e de nerd comprando cartinhas. Com o tempo, o vício irá subir à sua cabeça e a aura demoníaca desse jogo vai se apoderar da alma e você irá gastar muito mais dinheiro ainda, e a cada ano aparecem mais cartas novas onde você continuará gastando nessa inutilidade num ciclo sem fim.

No final das contas, você irá ver que poderia comprar uma moto e dar entrada em uma BMW apenas com o que gastou com Magic. Sem contar com os fins de semana que você passara jogando com outros nerds, enquanto poderia estar namorando. E na hora que você for vender suas cartas, não haverá nenhum idiota o suficiente para comprá-las por mais de 5 reais.

Definitivamente não vale a pena, lembre-se: Magic = Dinheiro.

Como conseguir cartas boas facilmente[editar]

Esse Tutorial é para as pessoas que precisam de cartas boas, mas não querem gastar dinheiro, então vão as dicas:

  1. Tenha uma quantidade razoável de cartas para que você possa trocar com os outros; Assim, você pode trocar 500 cartas ótimas por 1 rara que você quer.
  2. Seja Feliz e faça o Deck dos seus sonhos!!! (Gastando assim muito dinheiro.)


Obs 1: Outro método é roubar as cartas de pirralho, ou mesmo extorquir.
Obs 2: Vá a alguma loja de sebo, lá sempre terá alguma carta rara e barata.
Obs 3: Você pode imprimir as cartas boas da Internet com uma impressora a laser, e colar em cima das cartas fudidas usando Super Bonder.
Obs 4: Apenas um pirralho cairia na Obs 3. E se estiver jogando com um pirralho, utilize Obs 1.

Estratégias[editar]

Também chamadas de Estrategie ou Strategik.

  1. Compre pés de coelho e ferraduras pois SORTE é a melhor estratégia para esse jogo.
  2. Também é possível o efeito contrário. Jogue macumba ou juju-ruim em seu adversário para que ele tenha azar e compre 25 terrenos um atrás do outro.
  3. Tenha uma carta fodona. Como não é possível uma mágica instantânia que custe 0 de mana e tenha o efeito: "Você ganha o jogo" ou "Seus oponentes perdem o jogo" há muitas cartas que chegam perto e só não utilizam uma dessas frases pra não ficar muito óbvio.
  4. "Embaralhe" seu deck de maneira que você SEMPRE tenha essa carta fudida na mão no começo do jogo.
  5. Tenha diversas cartas com um texto gigante e confuso que você fica lendo uma semana para entender o que ela faz. Com isso seu adversário nem vai saber se o que você está fazendo está dentro das regras, desse jeito você pode roubar a vontade.
  6. Se você possuir uma carta em japonês, chinês, turco, russo, árabe ou outro idioma de rabisco, a regra acima também se aplica.
  7. Se você tem um baralho com cartas ruins vá em direção à rampa mais próxima e chore.
  8. Essa é a estratégia utilizada pelos mais experientes que se recusam a utilizar a primeira estratégia listada. Acredite no coração das cartas.
  9. Invente regras. Ninguém conhece todas as regras desse jogo, se você fizer uma pequena alteração e transmitir confiança, ninguém discordará.
  10. Esconda cartas no bolso e manga da camisa. Utilize estas cartas quando for conveniente.
  11. Utilize menos cartas do que o mínimo permitido. Ninguém confere se seu baralho tem o mínimo suficiente.
  12. Não seja imbecil ao seguir a regra acima. Um baralho com 5 cartas no total não vai enganar nenhum idiota, apenas a sua mãe.
  13. "Esqueça" de virar as manas para jogar as cartas. A maneira mais fácil de ter mana infinita.
  14. Use fetchlands, se você não tem, você sempre pode trocar sua casa, família ou rins por uma ou duas copias.

Ver também[editar]