Magrebe

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
SheikYerbouti.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Se você confunfir árabes com persas, terá a casa varrida do mapa por um 747-400.


60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Magrebe.
Magrebe, na parte palmeirense da África.

Cquote1.png Você quis dizer: Saara Cquote2.png
Google sobre Magrebe
Cquote1.png Experimente também: Magrelo Cquote2.png
Sugestão do Google para Magrebe
Cquote1.png Alá seja louvado! Cquote2.png
Pessoal do Magrebe sobre religião.
Cquote1.png Ali não era a África Ocidental? Cquote2.png
Você na sua aula de geografia.
Cquote1.png Malditos cartagineses! Cquote2.png
Romanos sobre Magrebe.

Magrebe é mais uma região da África sumariamente ignorada por qualquer outro ser de um continente distinto, o Magrebe é a fusão da África Ocidental com o norte da África, já que eles são quase a mesma coisa, malditas subjetivas classificações regionais. O Magrebe é a pior das partes da África, afinal é a mais próxima de Portugal.

Local e povo[editar]

Habitante mal-encarado.

A região é algo meio esquecido por todos, de vez em quando rola uma novela da Glória Perez por lá, mas nada que torne obrigatório que você saiba onde o Magrebe fica, se é que para alguém isso é útil, se bobear até o pessoal de lá está pouco se lixando para todo esse papo geográfico.

O povinho da região é todo devoto de Alá, isto é, eles usam véus, gostam de odaliscas e rezam virados para a gloriosa Meca, mas o que chama a atenção deles é a baixa concentração de homens-bomba se comparados a outros locais mais civilizados próximos ao templo de peregrinação islâmica.

Economia[editar]

Um comércio da região.

A região não é tão pobre quanto o resto da África subsaariana, afinal retiraram muito dinheiro do pessoal da Ibéria na época em que vendiam açúcar para a Europa Medieval, com esse dinheiro no banco rendendo juros esses países conseguiram ficar acima do nível de pobreza médio da África.

Atualmente esse pessoal anda vendendo véus e pulseiras para todo o mundo, por mais dura que seja a competição com os produtos dos malditos chineses.

Política[editar]

Indo de uma cidade a outra.

A grande mudança dos países daqui para os da África restante é que os ditadores em vez de serem promíscuos e terem haréns de garotinhas, bem o pessoal de lá, também é assim, contudo eles possuem a bênção de Alá, já os outros se conformam com as bençãos de Jesus Negão, mas no final, o que interessa, é que a população é cruelmente fodida do mesmo jeito em ambos os inóspitos lugares africanos.

Clima, hidrografia, qualquer coisa[editar]

Hotel de luxo da região.

A região é um desertão, com direito a dunas gigantes, tempestades de areia violentas e dromedários de duas corcovas, entre outras coisas típicas de desertos como lagartinhos e peixes. A água por lá só não é mais escassa que cristãos, que acabam sendo deixados na areia para virarem caveiras.

A vegetação é tão densa quanto a vegetação da careca do seu pai, sendo composta pelos galhinhos perdidos no caminho e pelos restos de repolho azedo que o pessoal usa para não cair no escorbuto, ficando com os dentes mais bonitos que os do Tiririca.

Ver também[editar]