Mamonas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura Se procura pela banda (também, quem ia querer procurar o artigo desse fim de mundo), consulte Mamonas Assassinas.


Nota: Se procura Ah sim! Se procura pela planta que deu o nome ao município, consulte Mamona.


Mamonas não é só um fim de mundo mas É o Fim do mundo, prova disso foi que eles deram o nome da cidade em homenagem à banda, para ver o que o analfabetismo do prefeito local não faz. Ele achava que ser prefeito era a mesma coisa que ser dono da cidade, também está perdoado já que prefeitos de cidades pequenas ficam 50 anos no poder.

Enfim, ele decidiu fazer o que bem entendesse com o nome da cidade e deu o nome de Mamonas para o município com o da banda. Tudo bem é uma grande banda mas os caipiras do município aceitaram o nome ou não fizeram nada.

História[editar]

Sorte que deram o nome de uma banda que presta para a cidade, imagina se dessem o nome de Restart para o município? Ou Glória?

A história de Mamonas começa justamente com essa planta. Conta-se que dois amigos estavam viajando pelo sertão nordestino para o Sul em busca de condições melhores, terras melhores, achar imigrantes italianas Gostosas entre outras coisas até que a Mula que os levava ficou assustada com uma Cobra e saiu correndo.

Ao voltarem falaram que era o Boitatá que os atacou sem motivo, enfim eles ficaram com tanto medo do Boitatá que ficaram na região e acharam que "tinham andado o suficiente e já estavam no sul".

Cquote1.png Zé... O sul não é bem como eu imagina, sô! Cquote2.png
O cara que fundou mamonas

Após uma janta de um Javali selvagem (que havia ainda na época no estranho estado de Minas Gerais) um dos exploradores decidiu "fundar" uma cidade no mato, ao ir se limpar não percebeu que em algumas folhas haviam algumas Mamonas esperando ele passar a folha na bunda para trollá-lo.

No fim, o explorador acabou fundando a cidade e ficou com a bunda super assada. Alguns otários que passavam por ali pararam para ajudá-lo e se perderam também, gradativamente a cidade começa a aumentar e virar a caipirolândia atual.

Cidade[editar]

Mamonas é uma cidade muito familiar e de tradição.

Sua agricultura é de subsistência (se bem que é quase impossível se manter com algo que é produzido aqui) e é muito familiar, que liga as pessoas entre si e forma um elo inseparável, evitando brigas entre famílias e fofocas que poderiam transformar o município em uma vila de fofoqueiras, a qual é não é.

Outro exemplo de como a cidade é de tradição e muito respeitada é a fábrica de cachaça local, a qual uma vez por mês os bêbados da cidade tentam pular a cerca e tentar invadir o seu paraíso proibido, quase sempre conseguem pois os seguranças contratados em Mamonas geralmente abrem as pernas muito facilmente ou são obesos.

Então a empresa contratou um pessoal de Águas Vermelhas pra ajudar na segurança, em troca eles ganhariam uma cachaça de graça por mês, e como tem o dobro de fábricas de cachaça em Águas Vermelhas mas eles não poderiam nem pensar nelas decidiram ir mais um pouco para o interior e fazer segurança nessas fábricas de cachaça.

O resto da população de Mamonas vive entediada, talvez isso por causa da maravilhosa Antena Parabólica Century que trouxe 0,01% a mais diversão e alegria ao município.

Após a Century ter chegado também quiseram eleger o presidente da empresa como prefeito da cidade, ele acabou ganhando sem sequer fazer um comício ou saber algo sobre a candidatura. A população espera pacientemente por suas antenas parabólicas century de graça.

Informações da Centurylândia[editar]

  • Distâncias:
    • Bel zonti: Como? Eu achava que Mamonas nem ficava no estado de minas.
    • Jiz di fora: Mais longe ainda? Tente de novo.
    • Sertão: ela fica no sertão.
    • Fim do mundo: 1 quilometro de Mamonas.