Mappy (jogo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Megaman-nes megaman run.gif
Mappy (jogo) é da época da Velha Guarda dos Games

Mobile é o caralho! Portátil de verdade é Game Boy, porra!


Mapi
Mappy-arc titlescreen.png

Tela de abertura original do jogo

Informações
Desenvolvedor Namco
Publicador Namco
Ano 1983
Gênero Plataforma
Plataformas Arcade
Avaliação 10 para as crianças,
0 para os adultos
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Você quis dizer: Mupy Cquote2.png
Google sobre Mappy (jogo)
Cquote1.png Experimente também: Mapa Cquote2.png
Sugestão do Google para Mappy (jogo)

Char32p mappy-arc mappy.png

Mappy é um jogo infantil com personagens bonitinhos em forma de animais. Poderia até ser considerado educativo, se não fosse tão ruim.

Sobre[editar]

Mappy é um rato policial que tem a missão de recuperar cinco objetos valiosos que foram roubados pelos gatos Mewkies. Os artefatos estão escondidos na casa dos bichanos, uma humilde mansão de seis andares cheios de portas e corredores por onde Mappy terá que passar se quiser cumprir sua missão com sucesso. Basicamente, é quase um Pac-Man em versão furry, só que levemente mais complexo e tosco.

Tal qual o jogo da bolinha amarela comilona, Mappy também foi originalmente lançado pela Namco no Japão, mas quem trouxe o game para o ocidente foi a Midway, que sabe-se lá por quê, decidiu mudar o nome dos vilões (se é podemos chamar assim).

Jogabilidade[editar]

Cada item recuperado por Mappy tem um valor diferente, portanto, é bom você manjar alguma coisa de matemática se quiser se dar bem nesse jogo.

ITEM VALOR
Rádio 100 pontos
Televisão 200 pontos
Computador 300 pontos
Mona Lisa 400 pontos
Cofre 500 pontos
O elenco de Mappy!

São dois itens de cada tipo, e se o jogador conseguir recuperar todos eles na ordem correta e sem morrer nenhuma vez, o que é praticamente impossível, diga-se de passagem; a pontuação de cada objeto recuperado será multiplicada de acordo com o número da fase em que estiver.

Como eu já sei que você é burro e não deve ter entendido porra nenhuma, vou explicar melhor. Se tiver recuperado os dois rádios na fase 2 de forma invicta, ao invés de obter 200 pontos da soma total do valor de 100 que ambos possuem, a pontuação final vai ser: 100 (valor do rádio) + 100 (outro rádio) x 2 (fase). Se o item recuperado nas mesmas condições tivesse sido o cofre enquanto jogava na fase 6, o cálculo final ficaria sendo 500 (valor do cofre) + 500 (outro cofre) x 6 (fase). O grande desafio é obter a pontuação máxima final de 8500. Agora quem ficou sem entender nada fui eu.

Os inimigos de Mappy são sempre todos iguais. Durante as fases, os Mewkies ficam enchendo o saco, mas é só bater com a porta na cara deles que os mesmos despencam andar abaixo, o que demonstra o quanto este jogo é enrustidamente violento e estimula as crianças a maltratarem os animais. O chefão também é sempre o mesmo em todas as fases, um gato gordo chamado Nyamco (trocadilho horrível com Namco e a palavra nyanko, que significa "gatinho" em japonês).

Personagens[editar]

  • Mappy - Um rato policial que nas imagens de divulgação do game é branco e bem desenhado, mas nos gráficos do jogo é um amontoado de pixels cinza que mais parece um elefante. Ele é o herói e protagonista do jogo, o que é bem óbvio, já que o mesmo leva seu nome. Também é o único personagem jogável dessa bosta.
  • Mewkies - São pequenos gatos cor-de-rosa que usam gravata borboleta e possuem tendências homossexuais cleptomaníacas. Roubam coisas que não têm a menor utilidade para eles, já que são ricos e moram em uma mansão. Eles são infinitos, e todos têm exatamente a mesma aparência.
  • Nyamco - O chefe dos Mewkies, é um gato vermelho que, embora seja obeso, consegue correr pra caralho. Não é tão violento quanto seus comparsas, mas é um tremendo filho da puta, já que volta e meia se esconde atrás dos objetos que Mappy precisa recuperar e pega o ratinho de surpresa.

Ver também[editar]

v d e h
Mappy logo.png