Mar de Barents

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!


Mar de Barents é um mar lá na casa do caralho (aka Oceano Ártico) banhando o reino élfico de Svalbard, a Lapônia, a Noruega e as dependências da Casa do Papai Noel.

Geografia[editar]

Uma norueguesa morrendo de frio mostrando um pequeno filhote do Caranguejo Rei Vermelho comum no Mar de Barents.

O mar recebeu seu nome como homenagem ao navegador Willem Barents que foi o português naturalizado norueguês que descobriu uma nova rota para as Índias Orientais, que nem Vasco da Gama e nem Fernão de Magalhães imaginaram. Essa inovadora rota passava pelo então Mar de Barents, pelo Polo Norte, pela puta que pariu, pelo Estreito de Bering e finalmente chegada na Índia.

O Mar de Barents tem uma profundidade média de 230 metros, e uma fina camada de gelo de 230 metros de profundidade.

Além de gelar um bando de lhas vikings e suas respectivas cervejas, o Mar de Barents também é responsável por contribuir com o clima hostil de Murmansk e Vardø, as famosas cidades onde o Sub-Zero treinou durante a infância.

A biodiversidade local é formada exclusivamente por plânctons, krakens, caranguejos carnívoros assassinos gigantes e submarinos nucleares russos.

História[editar]

O Mar de Barents foi descoberto pelo pai dos cornos Leif Eriksson, o primeiro viking que usou chifres e fugiu para o mar de tanta vergonha de sua terra.

O Mar de Barents também foi palco de muitas das aventuras heróicas de Erik, o Machado Sangrento, famoso viking por explorar nadas.

Em 1939 o Mar de Barents foi palco de batalhas da Guerra do Inverno, quando Hilda de Polaris decidiu derreter os glaciares e afundar o planeta inteiro, mas graças aos Cavaleiros do Zodíaco seus maléficos planos foram impedidos.

Recentemente, o Mar de Barents é evitado até pelo Papai Noel devido ao surgimento do Reino dos Caranguejos Vermelhos de Svälbårnnøåwa que devoram qualquer humano que passar por perto como nos filmes do Resident Evil.