Maranhão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Maranhão
Bandeira do Maranhão
Bandeira do Maranhão
Brasão do Maranhão
Brasão do Maranhão
Localização
Localização do Maranhão
Região Quinto dos Infernos
Capital Nova Iorque Jegue City
Cidade mais importante Buriticupu, Complexo Penitenciário de Pedrinhas, Bom Jesus das Selvas, Bom Jardim
Estados limítrofes Acre, Júpiter, Fim de mundo qualquer
Características geográficas
População Políticos Ladrões hab. '
Densidade d = \frac{ m }{ v }
Clima Desértico não é. Frio muito menos.
Indicadores
Analfabetismo 120% 30/06/2016
Mortalidade infantil 15% 30/06/2016
Expectativa de vida 100 anos 30/06/2016
IDH -1,000 30/06/2016
PIB R$ 1,99 30/06/2016
1x10²³³³³²%% do nacional
PIB per capita R$ {{{pib_per_capita}}} 30/06/2016
Outros
Gentílico Pederasta


Cquote1.png Você quis dizer: Sarneylândia Cquote2.png
Google sobre Maranhão
Cquote1.png Experimente também: Capital da Bruxaria Cquote2.png
Sugestão do Google para Maranhão
Cquote1.png O Maranhão é tão atrasado que usa a Descilopédia pra campanha, pensando que é a WIKIPÉDIA Cquote2.png
Dr. Phinelius Pato
Cquote1.png A Roseana Sarney usa a Desciclopédia pra campanha isso não vale. Cquote2.png
Adversários reclamando de Roseanan utilizar a desciclopedia
Cquote1.png Eu uso para me satisfazer sexualmente na falta de homem. Cquote2.png
Qualquer mulher necessitada ou gay sobre "Maranhão"
Cquote1.png Bando de filhos da puta Cquote2.png
paraense sobre maranhenses
Cquote1.png Gostou? Fui eu quem fiz. Cquote2.png
José Sarney sobre Maranhão
Cquote1.png Não esqueça que eu também ajudei Cquote2.png
Edson Lobão sobre sua parte no Maranhão
Cquote1.png Izso No Ecziste Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Maranhão
Cquote1.png Plovtleredectsurubem! Cquote2.png
Ryu
Cquote1.png A terra do Sarney Cquote2.png
Única lembrança de um brasileiro desinformado sobre o Maranhão
Cquote1.png Qual é, qual foi, por quê é que tu tá nessa? Cquote2.png
Tiririca sobre Maranhão
Cquote1.png Quem manda no Maranhão sou eu! Cquote2.png
Guaraná Jesus sobre Maranhão
Cquote1.png Se enganou guaraná Jesus, quem manda no Maranhão sou eu! Cquote2.png
Bumba-meu-boi sobre Maranhão
Cquote1.png Na União Soviética, o guaraná Jesus BEBE VOCÊ!! Cquote2.png
reversal russa sobre São Luís
Cquote1.png Bando de Via... FILHA DA PU... Cquote2.png
Maranhense alienado após ter lido esse artigo sobre Maranhão
Cquote1.png Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá, os políticos que aqui roubam não roubam tanto como lá Cquote2.png
Gonçalves Dias sobre Maranhão

Maranhão do Norte, conhecido vulgarmente pelos nomes de Sarneylândia ou simplesmente Maranhão, é um pseudo-estado brasileiro cuja única função política é servir de curral eleitoral para políticos espertos. Apesar de fazer parte da Ditadura Democrática do Brasil, mas que ao contrário de seus entes na nação, é governado por meio de um regime bastante semelhante ao da monarquia, que há muito tempo foi extinto nas outras regiões do país.

Entre as cidades de destaque está a capital do Maranhão que é Goiânia, ops...São Luís, onde é possível observar os logradouros mais abandonados do Brasil em estado de precariedade. A cidade de Barreirinhas (leia-se uma "cidade fantasma com muita areia") ficou famosa por ter sido palco para uma novela da Glóbulo. Em que seus atores andavam calmamente pelas ruas, como se fosse tudo lindo. Devia ser... Sarney deve ter mandado segurança pra eles. O orgulho do estado foi o título dado a cidade de Codó de "Capital Brasileira da Macumba, do Térecô e afins".

História[editar]

Boa coisa não parece ser...

Não é de hoje que o Maranhão é um estado precário e abandonado, desde a colonização do Brasil já haviam, indícios de que os portugueses vagavam para a atual região do Maranhão, pois quando por lá chegaram avistaram apenas uma praia paradisíaca repleta de areia branquinha e belas paisagens, nada que pudesse dar dinheiro a eles, que então só não cederam a região para outra nação por mero capricho. Há indícios de que houve experimentos científicos e expedições militares fracassados (como França Equinocial, ocupação holandesa, e o foguete que caiu sem nem sair da atmosfera).

O fato é que esta região do país é bastante atrasada a ponto de ter sido uma das últimas a tomar parte na Independência do Brasil, só entrando no movimento depois de mais de um ano de atraso, conforme pode ser comprovado por qualquer pesquisador, menos talvez aqueles que visitem a Wikipédia por exemplo. Há informações de que isso teria ocorrido pelo simples fato de tal lugarejo estar entre o fim do mundo, o Acre e a casa do caralho, ficando assim no atraso, coisa que só foi corrigida com a Balaiada, movimento nativista que pregava a sua própria independência em relação ao Brasil, tornando a região um balaio de gato, como é nos dias de hoje.

Apesar disso, até o século XIX, o povo se orgulhava de a região ser considerada a "Atenas Brasileira" (devido ao grande número de poetas, escritores e etc...), gente que apesar de seus inegáveis préstimos, não foi capaz de conter a corrente do retrocesso que tomaria corpo nesse rincão esquecido, que fica em posição estratégica entre o matagal da Amazônia e a secura do semi-árido do nordeste.

Hoje a região é conhecida por ser "Apenas Brasileira", por causa do Reggae que profanou o estado, sendo que a região vive na mentira, sendo desconhecido do grande público até mesmo o nome do dono da capitania, sendo que dizem as más-línguas que um político norte-americano teria andado pelo Nordeste, na virada do século e comprado a posse de parte de tais terras de oligarcas locais, pendurados até o pescoço com dívidas impagáveis. Este senhor era chamado respeitosamente de "Sir Ney", sendo que o poder do cara era tamanho a ponto de os avós do futuro monarca desta capitania perdida no tempo colocarem o nome "Sarney" no nome do pai do mesmo, na intenção de conseguir com isso a clemência das impagáveis dívidas que tinham com este governador ianque.

O Maranhão orgulha-se de ser o único estado que oferece Bolsa-Puta.

Tanto fizeram que acabaram conseguindo com isso grandes porções de terras e de poder, que ao fim passaram de herança para aquele que ficaria conhecido como o Poderoso Chefão do Maranhão, que tem em sua certidão o nome de José de Ribamar Ferreira de Araujo, mas ao fim adotou do mesmo expediente do governante rei Lula, colocando o termo Sarney no nome.

Há teorias que o único a ter tido a audácia de enfrentar o poderio dos Sarneys teria sido o interventor Michael Jackson Lago, sendo que o mesmo no entanto não obteve muito exito em seus projetos de poder, sendo logo escorraçado pelos apoiantes da família real Sarneyzista, que controlam, dentre outras coisas, partes na Rede Globo, no SBT, em rádios, jornais e outros meios de comunicação de baixa qualidade que fazem uma verdadeira lavagem cerebral naquele povo.

No entanto, dominar os meios de comunicação, os nomes de logradouros públicos, os nomes de bairros e outros órgãos e até mesmo a mente dos seus eleitores conterrâneos não foram suficientes para Sarney conter uma derrota histórica para o comunista Flávio Dino da Silva Sauro, que tornou-se o novo governador e fez o estado saltar de última capitania hereditária para primeiro estado comunista do Brasil.

Vive em pé de Guerra com a Calypsolândia, para saber quem dança o melhor forró. E desde 1900 está em guerra declarada com a Jamaica, que tentou colonizar a cidade de São Luís, hoje conhecida como a Jamaica Brasileira.

Geografia[editar]

As fronteiras do Maranhão, uma coisa que muitos não conseguem lembrar porque pensam que sabem tudo. É lógico que a Wikipédia sempre diga que o Maranhão faz fronteira ao norte com o Oceano Atlântico, a oeste com o Piauí a noroeste com o Pará e a sudoeste com o Tocantins, mas ninguém liga para a verdade nem seriedade, todos sabem que o Maranhão faz ao norte fronteira com Massachusetts (já a sigla é uma confusão idiota causada pela indisponibilidade de informação sobre geografia dos estados brasileiros nos anos 1990, quando ainda tínhamos Internet discada e as informações eram todas em inglês na época pré-Wikipédia), ao sul com a província argentina de Chubut, a leste com Angola e a oeste com o Havaí. Quando a Wikipédia nos faz pensar que o Maranhão faz fronteira com Piauí. Então, o Maranhão é uma espécie de estado estrangeiro dentro do Brasil, não porque são que nem os Estados Unidos do Sul, é porque Maranhão se confunde com Massachusetts só por causa da sigla mesmo. Não tá gostando do Maranhão? Então, vá de avião com o teu passaporte pra Itália, Estados Unidos, Países Baixos, sei lá.

Lembrando que Piauí e Maranhão fazem fronteiras juntamente grudados, quem é que vai dar a pior bandeira quando vocês estiverem estudando geografia em sala de aula durante o bullying? Hein?

Tal qual a costa da Noruega, o Maranhão também é repleto de fiordes, por isso o litoral maranhense é um dos menos prestigiados do Brasil, todo mundo se perde naqueles lugares, sendo conhecido apenas por ser local de inúmeros casos de naufrágios misteriosos (Batevento que afundou indo pra Alcântara).

Clima[editar]

No Maranhão pode começar a chover e parar de chover a qualquer momento, ou seja, tudo no Maranhão é mentiroso, inclusive o céu e a chuva.

No Maranhão há a predominância de três estações do ano: Verão, Calor e Mormaço. O verão é quente e seco, a estação do calor é quente e molhada, e o Mormaço é um quente mais ou menos, que não está nem seco, nem molhado.

As vezes neva e as vezes chove no meio-dia, e quando faz aquela terreira de sol quente dos infernos que só serve pra aumentar os catarrentos do estado. Também tem a nuvem de esgoto, pois com tanta merda correndo pela rua que quando seca entra em casa e te faz sentir o aroma inconfundível deste lugar. Uma mistura de bosta com água de bunda o que eles mais sabem fazer na vida, cagada. Quanto mais tomam banho, mais bosta e sujeira tem nas ruas, as casas lançam seus esgotos por toa a rua, não existe nem fossa, valetas a céu aberto regam o solo durante todo o dia para que ao beber água de poço você se foda com uma diarreia crônica ou uma hepatite!

Economia[editar]

A pesca é uma das atividades econômicas muito presentes no cotidiano econômico do Maranhão.

De acordo com pesquisas oficiais, o estado é responsável por fornecer 90% dos bandidos e prostitutas do brasil. Não existe um puteiro em qualquer capital brasileira que não tenha sequer uma maranhense. São sempre as mais fogosas, mais baratas e estranhamente adoram apanhar.

No Maranhão encontra-se facilmente o babaçu. Então podemos dizer que no Maranhão, o Babaçu abunda. Os maranhenses sobrevivem também vendendo um líquido cor-de-rosa que chamam de guaraná.

O Maranhão é, ainda, depois da Bahia, Rio de Janeiro e Pernambuco o maior produtor de artigos para macumba, por sua grande quantidade de pessoas descendentes de africanos, e dessa afro-religião. A cidade de Codó é conhecida nacional e internacionalmente pela fabricação destes aparatos.

No Maranhão as escolas de idiomas estão entre as maiores prestadoras de serviço, uma vez que o povo só sabe falar português mesmo, os africanos que colonizaram as terras maranhenses não sabem nem de onde saíram na África e na verdade acham que "África" é um país, os árabes que são o segundo maior grupo de estrangeiros do Maranhão, haja visto a grande quantidade de Murad, Maluf, Zaquel, Coldebella, Farah, Rabani, Dualibe, entre outros com essa onda de atentados e terrorismo nem querem falar que são descendentes de terroristas...o E para fechar o restante é descendente de português mesmo, e só falam a língua de Camões.

Atualmente, lidera com orgulho a segunda colocação no ranking dos estados mais pobres do Brasil, perdendo apenas para o estado do Alagoas, e por pouco, e olha que Alagoas é do tamanho de São Luís. Sempre após o pleito eleitoral, existe a esperança que o estado reine absoluto no 1º lugar.

Política[editar]

Exemplo de prefeita que deu certo no Maranhão, a ponto de ficar conhecida nacionalmente.

A propaganda política no Maranhão é algo revolucionário no mundo, realizada de modo velado, executando uma perfeita lavagem cerebral:

  • Para nascer, Maternidade Marly Sarney;
  • Para morar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola Sarney ou Roseana Sarney;
  • Para estudar, há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney e José Sarney;
  • Para pesquisar, apanhe um táxi no Posto de Saúde Marly Sarney e vá até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior universidade particular do Estado do Maranhão, que o povo jura que pertence a um tal de José Sarney;
  • Para inteirar-se das notícias, leia o jornal O Estado do Maranhão, ou ligue a TV na TV Mirante, ou, se preferir ouvir rádio, sintonize as Rádios Mirante AM e FM, todas do tal José Sarney. Se estiver no interior do Estado, ligue para uma das 35 emissoras de rádio ou 13 repetidoras da TV Mirante, todas do mesmo proprietário;
  • Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Murad Sarney (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor);
  • Para entrar ou sair da cidade, atravesse a Ponte José Sarney, pegue a Avenida José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney. Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas 'maravilhosas' rodovias maranhenses e aporte no município José Sarney.
  • Não gostou de nada disso? Então quer reclamar? Vá, então, ao Fórum Desembargador Sarney Costa, procure a Sala de Imprensa Marly Sarney, informe-se e dirija-se à Sala de Defensoria Pública Kiola Sarney...

Existe ainda um modelo para se eleger eternamente prefeito em qualquer cidade do Maranhão, que consiste em

  1. Deixar a maioria sem emprego, e se sustentando à base de quebrar coco babaçu para ter dinheiro apenas para comer farinha de mandioca com sei lá o quê. Aí de quatro em quatro anos oferecer uns R$ 100,00 para um miserável comer por uma semana algo diferente. Aí ele vota em ti.
  2. Teu pai é eleito presidente no voto indireto, indica vários ministros da Justiça que tem cargo vitalício, aí eles ficam te devendo favor. Sai dando concessão de TV pra uns bacana, aí ele ficam te devendo favor e não divulgam tuas maracutaias. Se alguém usar a máquina estatal e ganhar a eleição aí teus ministros cassam o otário e tu volta ao poder, a constituição é interpretada a teu favor pra tu ir direto pro poder sem precisar de nova eleição porque se tiver tu não ganha. E assim tu ficar no poder até morrer.

População[editar]

Típico maranhense junto a dois típicos veículos maranhenses.

O sonho de todo maranhense é morar em Goiás e ganhar na mega sena, é esta a mentalidade do povo que por lá vive.

O estado do Maranhão é as vezes estranho, porque é muito louco mesmo e as outras vezes também, sendo que há informações que o mesmo seria movido por um guaraná cor de rosa que é feito de chiclete ploc chamado Jesus, que dentre outras coisas, teria o poder mágico de tornar os seus consumidores vulneráveis a hipnose promovida pela família real do Maranhão, além de fazer com que os mesmos não sofram do banzo, que acomete os habitantes de outras regiões do país.

O Maranhão já é considerado um dos estados com mais indies do Brasil, só perdendo para o Ceará e Rio Grande do Sul, sendo que alguns dizem que o povo maranhense são os que mais falam o português correto, sendo que somente os argentinos falariam português mais fluente.

Quando você for ao Maranhão e lhe oferecerem Jesus para beber, aceite, até porque você não é obrigado a comer biscoito Maria todo o tempo.

Basicamente há sempre inúmeras pessoas desconhecidas te observando e cochichando sobre a tua vida, há escotilhas que conduzem a subterrâneos misteriosos (Fonte do Ribeirão e galerias da Beira-Mar);

Transportes[editar]

Conservação de uma rodovia estadual.

A educação é algo que os maranhenses mais prezam em suas vidas. Diferente de estados do sul do Brasil, o povo é extremamente cortês em tudo... principalmente no trânsito. Se você for atravessar a rua a pé, fique tranquilo, você certamente será atropelado, pois eles miram em você! Depois disso o maranhense irá buzinar e gritar pela janela te xingando enquanto você tiver no chão! É um gesto que simboliza a amizade! Já no elevador, sempre dê "bom dia", "boa tarde" ou "boa noite", pois apesar de eles não lhe responderem, certamente eles vão guardar a gentileza.

Comunicações[editar]

Devido a localização geográfica desprivilegiada, O Maranhão só tem acesso a este artigo e a internet em geral pela televisão apresentada pela filha do dono, Roseana Sarney.

Possui um dos maiores grupos de comunicação do país, o Sistema MENTIRA (Também conhecido como MIRANTE). De propriedade, é logico, do Sr. Sarney e sua família, engloba inúmeras televisões e rádios. Possui como princípio as ideias de propaganda nazistas, onde uma mentira dita 1000 vezes torna-se uma verdade. Foi usada principalmente no período em que Roseana Sarney governava o estado, passando a ideia para o povo de que seu estado na verdade era o paraíso na terra. Pena era que quando se desligava a TV, o povo percebia que na verdade vivia no meio do esgoto mal conservado.

Cultura[editar]

Na medida que o maranhense tornou-se um ser anencéfalo, cultura no Maranhão tem se extinguido pouco a pouco. O mais perto de cultura é um festival chamado Bumba-Meu-Boi, uma espécie de ode à cachaça e zoofilia.

Há ainda no folclore local a lenda da existência de um monstrão que persegue todo mundo, o "Sarneyzilla"! Todo mundo vive suado e com a cara cheia de óleo fugindo desse monstro.

Os maranhenses encontram sexuais duplos sentidos em tudo o que veem. Basta fechar a mão que alguém já diz "ûuummm, esse caboco deve ser qualhira", encontrando a semelhança entre seu braço e um "Pênis".

Gastronomia[editar]

O Maranhão é dominado pelos seguintes pratos típicos:

  • Juçara com Farinha, peixe e camarão. (Juçara é o Açaí do Maranhão)
  • Guaraná Jesus
  • Pandu de farinha
  • Chibé
  • Cacto
  • Calango (quando alcançado)

Idioma[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Maranhês.

Apesar de ser um estado do Nordeste, o Maranhão tem fortes aspirações de ser do Norte, e com isso absorve para seu idioma diversas gírias do Pará, onde o "égua" ou "éguas" indica espanto, conformação, concordância, até surpresa.. O mesmo que o "ôxe" pro pernambucano, o "valha" pro cearense, o "urra meu" pro paulista e assim vai.

A primeira lição do maranhês é utilizar o vocativo "rapá" no início de absolutamente qualquer frase, até mesmo aquelas referidas à mulheres.

A utilização d aletra "R" para substituir diversas letras é também bem comum, como por exemplo a expressão "tu rais" que significa "tu vais", cuja resposta deve ser "ramo!" que quer dizer "vamos!".

Tal qual o português de Portugal pode gerar mal entendidos constrangedores com o português do Brasil, no Maranhão a palavra "chana" ou "xana" é totalmente inofensiva e quer dizer apenas "gatinho". Enquanto boceta é chamada no maranhês como "xiri".

Outra palavra importante do dialeto maranhês é "qualira", que são indivíduos do sexo masculino que não gostam de se relacionar com indivíduos do sexo oposto ao seu. Este nome surgiu em homenagem a um grande pederasta da região que na idade média tocava uma lira mágica para encantar mancebos e manter com eles coito. "Com a Lira" virou "Co'a lira" e finalmente "Qualhira". Com o surgimento das sapatonas, este nome não tinha sentido pois quase não existem sapatos no Maranhão, então os seres de sexo feminino amantes da colação de velcro são denominadas no maranhês como "saboeiras".

Turismo[editar]

Casal faz xixi numa das poças dos Lençois Maranhenses (ou você já viu algum banheiro público por lá?

O Maranhão é o principal destino turístico para desavisados. Pessoas ludibriadas que foram enganadas de que o Maranhão é um paraíso, mas que ao chegarem lá só se deparam com sujeira, pedintes, bandidagem e logradouros completamente abandonados. O terror já começa pelo Aeroporto Internacional José Sarney, um dos mais mal aparelhados do mundo.

Talvez as únicas atrações realmente dignas desse estado sejam seus puteiros repletos das raparigas consideradas as menos frescas da América Latina, e as dunas dos Lençóis Maranhenses, uma vasta paisagem de tédio dominada por turistas playssons.

v d e h
SARNEYLÂNDIA MARANHÃO
Bandeira do Maranhão.png