Marechal Candido Rondon (Paraná)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Frauleinpre.jpg
Desciclopédia über alles in der Welt!!!

Esta arrtigö é alemön!!! Issö querr dizerr que ele suschtenta ö gerraçön interra com bratwurst e sauerkraut.

[[]]Cquote1.png Você quis dizer: Carretas RANDON??? Cquote2.png
Google sobre Marechal Candido Rondon (Paraná)


Stand do Marechal Rondon na Expo-Rondônia
Cândido Voltaire Mariano da Silva di Camargo & Luciano Rondon (1865-1965) ou Marechal Rondon foi o sertanista que descobriu Marechal Candido Rondon / Pr Rondônia.

Cquote1.png Rondon ficou muito decepcionado porque Rondônia não fez tanto sucesso quanto a cidade de Marechal Rondon / Pr Cquote2.png
porra veio gente até da Alemanha!
.

Cquote1.png Marechal Candido Rondon / Pr? Onde? Eu só cheguei em Rondônia Cquote2.png
Marechal Rondon

Cquote1.png EU NÃO CRIEI ISSO!! Cquote2.png
Cândido Mariano da Silva Rondon, o Marechal Rondon, sobre a cidade que leva seu nome

Marechal Cândido Rondon é um (pseudo-)município brasileiro do estado do Paraná. Fica nos Estados Unidos do Sul, onde todos são alemães e tomam chimarrão durante a manhã, indo para Haus Bier ou Solaris ou Patio Camilo durante o fim de semana para encher o cu a cara de chope linguiça e salsicha.

Xoga a sallxixa pro caxoro quele core core core esallta la no baranco e cai na serage! traduzido fica assim:

Joga a salsicha para o cachorro que ele corre salta o barranco e cai na serragem!

londrinense que fala porrrrta, e passou uns dias na cidade sacaneando os habitantes!


Brasão da Cidade


História[editar]

Bandeira da Cidade

A colonização do oeste do Paraná se deu quando o governo brasileiro resolveu roubar as terras que faziam fronteira com o Paraguai. Para tanto, recrutou o maior número de otários que encontrou, vindos principalmente do Rio Grande do Sul, para usurpar as terras da fronteira. A maioria dos imigrantes veio da cidade gaúcha de Berlim, fato que justifica a imensa população germânica da cidade.

Cultura Alemã[editar]

Nos anos 80 mais precisamente em 1987 deu-se a primeira Oktoberfest de Rondon, copiando descaradamente a ideia de Blumenau. Iniciava-se nos distritos terminando na última semana na sede da cidade. Em vista da baixa produção da mão de obra Rondonense e um mês inteiro de ressaca causados pela festa, a mesma foi reduzida a uma semana e mais recentemente a um mísero final de semana. Este fato causou séria queda nos índices de natalidade do município. A Oktoberfest é uma festa em que as biscates vão para dar para aqueles que possuem Vectra, Astra, Fusion mas no final acabam dando para quem tem um fusca ou uma brasilia, uma vez que os donos dos carrões vão estar bêbados caidos em um canto, sobrando apenas os "pés rapados"

Outra (in)expressiva forma de demonstrar a cultura local são as construções em estilo "enxaimel" que, além de poucas, não passam na verdade de uma meia dúzia de ripas colocadas na diagonal da fachada da construção, com o intuito de forjar uma suposta beleza.

Portal em falso enxaimel

Hábitos dos nativos[editar]

Além do chimarrão e chope também é nos fins de semana quando os agroboys saem de suas fazendas com a caminhonete que usaram a semana inteira para puxar pasto, colocam uma música de cowboy viado em um som parcelado no Paraguai e saem se achando gente.
O lago serve de local onde os coroas, as mulheres gostosas e as jovens vão relaxar, sendo que depois da meia-noite chegam manos para dar uma trepada, boyzinhos da cidade vão em alguma moita tomar noku Tererê e 100% das gurias retardadas do local vão em cima de um mirante que balança para tirar fotos com suas câmeras da Tekpix e colocá-las no Orkut.
Em Marechal todos sabem um da vida do outro (como toda cidade minúscula e parada) e as pessoas mais velhas vão passear todo dia e noite na casa de alguém para fazer fofocas.

Rondon Atualmente[editar]

Seguindo o costume da imensa maioria das cidades do Brasil, a Prefeitura local é a ferramenta mais fácil para o enriquecimento de uns poucos, que semanalmente fazem churrascos regados à muito chopp com o dinheiro do cidadão, que assiste à tudo isso maravilhado.

Recentemente, a cidade resolveu trocar seu único semáforo por uma rotatória, para entrar na onda de outras cidades da região. Empolgados com a ideia, decidiram que as rotatórios seriam o novo símbolo do estranho progresso rondonense. Ainda assim, decididos a manter o poderoso status de "município com semáforo", reutilizaram o antigo objeto em outra esquina supostamente movimentada, a fim de continuar confundido os já pouco habilidosos motoristas locais.

Outra grande obra que está sendo realizada pela prefeitura é o teatro municipal, que será de grande importância no futuro como um depósito de caixas e outros lixos. Como toda obra realizada na cidade, está tambem teve a tal da pedra fundamental, que como o nome já diz é fundamental para que o prefeito e seus capachos tirem milhares de fotos.

A Economia da cidade gira em torno do turismo, possui muitos atrativos turísticos como por exemplo o Portal de entrada, A praça Willy Barth (canteiro de obras) e o lago municipal, que tornam Marechal Rondon uma prioridade por turistas do mundo todo, sendo muitas vezes comparada com Paris.

A cidade, por ser tão bela e divertida, é considerada maravilhosa por todos os moradores, que em momento algum pensam em morar em outro local.

Características[editar]

A cidade de Marechal Candido Rondon também é conhecida por seu número insano de zonas, onde os colonos vão comemorar que terminaram de colher ou plantar algo. O número de zonas chega perto do número de lojas, a cidade tem em torno de 7 zonas por bairro, sendo que algumas são um ponto de diversão e outras uma cadeia de bares onde se praticam esportes como bilhar.

A cidade tem um número relevante de gostosas por metro ao quadrado, logicamente quase todas são alemães, e não é menos lógico que mulheres feias não tantas, principalmente depois da quinta jarra de chope.

Segundo moradores basta ter um carro e parar na frente da Unioeste apertando buzina que as marias que estão no cio do colegial entram no carro.

Todos da cidade são bêbados ainda que ninguém admita, em Marechal existe até uma fábrica de chope que não consegue produzir para outras cidades, pois quanto mais produz mais os cidadãos consumem o produto, sendo assim um comércio muito rentável.

Oktoberfest e eventos sociais[editar]

Típica cena de uma Oktoberfest em Santa Catarina. Nada deste tipo será encontrado nessa cidadezinha aqui.

A Oktoberfest de lá é uma das maiores do Paraná, lá é onde vão todos os tipos de pessoa para encher a cara e comer mulher. No estacionamento da festa tem diversos casais ou grupos transando a noite na hora da festa e até dentro do Centro de eventos se vê gente procriando.

Típica gracinha que você não vai comer durante a Oktoberfest.

A Festa Municipal é outra comemoração em que o povo se une para beber. Ali é onde se reúnem pessoas de todas as idades cidades e todos tão a fim da mesma coisa. As gostosas vem de outra cidade para festa em busca de homens que tem carros Astras Vectra, mas acabam ficando com caras que estão a pé mesmo. Os agroboys nesta festa compram 50 fichas para garrafas de cervejas, se encostam em um poste e ficam lá a noite toda até cair de bêbado, no final não conseguem nenhuma mulher, alguns desistem outros ficam com a versão genérica.

Língua Alemã[editar]

Até hoje é possível encontrar pessoas utilizando um dialeto pseudo-alemão pela cidade, dialeto esse que somente é inteligível pelos próprios habitantes. Muitos acreditam ser um código secreto de comunicação nazista, e que o extermínio das demais raças da cidade está sendo encaminhado.

Perfil das estudantes da cidade, por colégio[editar]

A atual Miss Marechal Candido Rondon, ela está fazendo suas unhas.
  • Frentino - saem com qualquer um que tenha uma moto, ou bicicleta, pode até ser patinete se for uma segunda-feira;
  • Eron - Estabelecimento com maior concentração de estudantes grávidas por m² da cidade. "ESTUDANTES" dessa escola fingem estudar vigorosamente mas na verdade só estão pensando na hora que vão sair do inferno flamejante colégio para dar publicamente oferecer seu amor incondicional à marmanjos de 40 anos montados em bicicletas de 30 cm.No final de cada aula são reunidas todas as melhores gladiadoras damas do colégio para decidirem lutando até a morte conversando quem vai ficar com qual mané.
  • Ceretta - só saem com quem tem carro e dinheiro, são a personificação de putas pagas e biscates ambulantes.
  • Martin - são todas patys que apenas conseguem boyzinhos de cidades vizinhas.
  • Cristo Gay- ou estão estudando ou a mãe não deixa sair, são assexuadas.
  • Monteiro Lobato - la estudam as vagabundas da cidade.....vivem dando no banheiro da escola com uns mano que entram de intruso.Fumam maconha a luz do dia...e quando engravidam voa estudar no eron pois as meninas de la tem experiencia nessa area.
  • Rui - garotas ramperas, mas disfarçam bem (ou não).
  • Marechal - Têm um gosto estranho por maconheiros.
  • Apae - E o lugar onde muitos dos "estudantes"da cidade deveriam estar,principalmente a sua mãe, seu nerd punheteiro desocupado Filho da puta

As gurias fogosas da cidade sentam em bancos de praça, a espera de qualquer idiota que não vive na cidade para as satisfazer e então aplicar o Boa noite Cinderela.