Maria Lúcia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Mais falsa que nota de quinze reais! Cquote2.png
Marcelo Arantes sobre Maria Lúcia, aquela menina falsa pra quem João do Santo Cristo jurou o seu amor
Maria Lúcia era uma menina linda que recebeu de João de Santo Cristo o coração como promessa.

Biografia[editar]

Nascida no meio do morro dos macaquinhos, Maria Lucia teve uma infância pobre, onde passava a mão em livros de português para viver seu sonho de torturar ensinar criancinhas em aulas de português, aos 6 anos foi para a escola onde começou a aprender a arte da porra louquice educação. Aos 12 anos aprendeu a mexer nos bagulho durante uma aula de química na primeira escola municipal do Rio de Janeiro, aos 15 anos, teve seu primeiro macho namorado chamado Craudir, um negão da obra que morava com ela no quitinete no meio do complexão do Alemãozão. Casou-se com ela aos 18 anos e estima-se que fez 28 filhos (não tinha nem televisão na casa). Aos 19 anos, com a ajuda de uma macumbeira, conseguiu seu primeiro cargo numa escola pública, onde fez um alter ego intitulado Titia Monique.

Juventude[editar]

João do Santo Cristo dando seu coração para Maria Lúcia. Note o crucifixo no pescoço da moça, mostrando sua devoção.

Não demorou muito e a pequena Maria Lúcia tornou-se uma bela de uma safada. Apesar disso Maria Lúcia sempre teve uma queda por "homens santos". Quando ainda era uma "mocinha inocente" conheceu um cara que dizia que era crente, mas não sabia rezar. Uma vez que este suposto crente não sabia rezar. Com o pretexto de receber aulas de Maria Lúcia Jeremias (era seu nome) pôs a moça de joelhos e fez o serviço.

Foi em sua juventude que Maria Lúcia conheceu João de Santo Cristo, que pensou ser santo, julgando pelo nome. O rapaz era, no entanto, um ex-presidiário que sofrerá "violência e estupro de seu corpo" enquanto encarcerado, e prometera dar (ui) o troco naqueles homens fortes e másculos homens maus.

Carente, João prometeu a moça seu coração, mas o que ela queria mesmo era outra coisa. Essa outra coisa João não prometera, pois estava muito ocupado pensando nos presidiários e em como voltar pra lá vingar-se deles.

O pacto com a macumbeira Rute[editar]

Em um dia andando pela rua, ela viu a banca da Madame Zulu, onde entrou e conseguiu fazer um pacto com a Macumbeira Rute, o pacto consistia em ter uma vida fodástica em troca da sua beleza (ela não tinha nenhuma). Em troca de disso, ela ficou com -10% de beleza não existente, ficando assim mais feia do que já era (algo quase impossível) após o toque da varinha de sabu goza (sim é isso mesmo que você está pensando). Titia Monique virou a maior professora porra louca e doidona do Brasil.

Carreira além da escola[editar]

Pode ser algo impossível, mas Titia Monique já gravou um CD, um livro, um filme pornográfico e tudo mais que ninguém nunca ouviu na história. Veja abaixo algumas coisas sobre ela:

CD I Am... Titia Monique Fierce[editar]

1. Se eu fosse o Negão;

2. Ralo (História do seu cabelo pichain);

3. Olha o Docin de Leite (tempo em que ela trabalhava como vendedora de docinho de leite);

4. Titia;

5. Negô;

6. Video Lá Nos Meu Phone.

Livro: Contos de uma veinha safada[editar]

O livro de sacanagem menos comprado no Brasil, com apenas um exemplar, nem o Orkut conseguiu alcançar esse filme.

O filme[editar]

Era tanta sacanagem que até o diretor morreu ao tentar falar disso.

Ver também[editar]