Maria da Fé

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Stop crap.png AVISO DE MONTE DE BOSTA!
Esta página é um monte de bosta. O autor reconhece isso.
Serjão entrevista.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Maria da Fé.

Cquote1.png Você quis dizer: Maria das Fezes Cquote2.png
Google sobre Maria da Fé

Cquote1.png É lá que mora a tal da Ana Marcia que tem um time de futeborrr! Cquote2.png
Mariense contado sobre sua cidade

Cquote1.png Votei no sinhô e não estava na manifestação, to precisanu de um saco de cimento pra terminar minha cazinha, tem jeito do senhor me arrumar? Cquote2.png
Mariadafedense acima um dia depois do protesto popular

Cquote1.png Bah tchê,vou pegar um bronzeado neste verão! Cquote2.png
Gaúcho macho tirando onda com o frio do mês de julho na cidade

Cquote1.png Se chegar mais um gaúcho na cidade vai nevar! Cquote2.png
mariense sobre a frescuragem dos gaúchos

Cquote1.png Você quis dizer: Maria dos Manos Cquote2.png
Google sobre Maria da Fé

Cquote1.png Essa merda non écziste. Cquote2.png
Padre Quevedo sobre a existencia da cidade

Cquote1.png Vo lah pegar umas mina. Cquote2.png
Itajubense comentando sobre seu final de semana lá

Cquote1.png Vamu dá facada certu Cquote2.png
Mariense esperando o Itajubense acima

Cquote1.png Maldito Hip Hop. Cquote2.png
Cidadão mariense sobre os manos da cidade

Cquote1.png É o massulino de novo tah no meio do povo... Cquote2.png
mariense humilde em epoca de eleição

Cquote1.png Essa Maria eu nunca fui. Cquote2.png
Thalia sobre suas personagens

Cquote1.png Eu preferia a Maria do Bairro msm. Cquote2.png
Telespectador do SBTsobre seu mal gosto televisivo

Cquote1.png Nem tá tão frio hoje... Cquote2.png
Morador de Maria da Fé sob uma temperatura de 0°C

Como Deus criou essa bobagem chamada Maria das Fezes

Localizada no conhecido Vale da Merda, o qual ainda engloba 3 buracos: Itajubosta, Maria das Fezes e Santa Rita dessa Porcaria, é uma grande cidade com um total de 24 habitantes,sendo estes 95% manos,76% travestis (sendo que desses 50% são assumidos e 50% são o resto dos moradores), e 1% você. Possui ampla estrutura turística com praças, praças grandes, praças pequenas e pracinhas. É mundialmente conhecida por ser a cidade mais fria da America do Sul, já que no inverno a temperatura atinge uns -35°C e no verão sempre neva.

A cidade é com certeza de primeira, porque quando vai passar para segunda marcha você já saiu da cidade...


História[editar]

Tudo começou quando uma nobre senhora se debandou pelas altas terras da Mantiqueira a cavalo, já que ficar em casa sendo paparicada pelas amas já estava lhe deixando enfadada. Chegando ao alto da montanha, apiou do cavalo, armou a barraca e mandou celebrar uma missa e um forrozão ao som do fado português aos nativos do local. Meses após sua emigração mandou cartas à Corte portuguesa, anistiando japoneses, que trouxeram as tais cerejeiras, portugueses que se dedicaram à produção de azeite de oliva (porém só depois de 200 anos é que esse tal azeite passou a ser produzido e custa mais caro que o óleo de argan) e como não podia deixar de faltar um povo brigão que ficou próximo ao cemitério, sendo nomeado aquele bairro o mesmo da revolução: Canudos. Tudo ia muito bem, até que um padre que achava que as mariafedenses eram muito atiradas, rogou uma grande praga: o pasto de éguas. Maria da Fé já teve fábrica de doces, hoje não tem mais. Maria da Fé já teve laticínios, hoje não tem mais. Maria da Fé já teve mulher bonita, mas esse é um fato a ser especulado mais profundamente. Maria da Fé já teve até ator famoso: um tal de Paulo Gorgulho, que arrotava ser de São Lourenço. Desde a praga do padre até os dias atuais a única coisa que cresce em Maria da Fé é o número de aposentados do Estado de SP, professores (lá todo mundo é professor) e de mães solteiras.


Política[editar]

O abominável homem do gelo.

O regime é baseado no revezamento dos prefeitos, que ganham a eleição numa espécie de par ou impar, o próximo prefeito talvez seja o Professor Girafales ou o dono de um bar qualquer. Para ser prefeito, basta arrumar um rolo com o atual, separar uns R$ 7,00 pra comprar votos e dizer que é contra a prefeitura e a favor do povo. Depois que vence, faz a mesma mierda que o anterior. Assim, o anterior arruma um rolo com o atual, separa uns R$ 7,00 pra comprar votos e diz que é contra a prefeitura e a favor do povo, ele ganha e a roda da fortuna mariense segue sempre girando. Não se esqueça, pra ser prefeito em Maria das Fezes, precisa arrumar R$ 7,00 pra comprar votos.

Economia[editar]

A uns 67 anos, o dinheiro da cidade vinha de vender batatas, porem, com a invenção da Ruffles, os mariadafedenses (como chamam os coitados da cidade) tiveram que investir em outro empreendimento, então 136% dos habitantes foram trabalhar na Mahle.

Transporte Público[editar]

Com uma área de pouco mais de alguns centimetros quadrados (somados a vários milhares de quilometros quadrados de zona rural), as pessoas da cidade se locomovem em carroças, que chamam sabe-se lá porque de carros e se orgulham do potente (?) som que compraram dividindo em 876 prestações na Loja Cem, mesmo sendo todos a base de toca fitas, pois o cd ainda não chegou por aqui.

Maria da Fé (que deu origem ao nome), umas das personagens da Thalia, junto com Maria do Bairro, Maria Mercedes e Marimar

Habitantes do Sexo Feminino (mulheres de verdade)[editar]

As habitantes do secso feminino de Maria das Fezes são mundialmente conhecidas pelo grande interesse por homens (?) turistas que moram fora da cidade (mesmo que a casa deles se encontre a 5 kilometros das fronteiras do município. Porem, se algum mariadafedense homem quiser sonhar em arrumar uma pombinha para dá uns pega, deve seguir os seguintes passos: 1-comprar algo que ande sobre 4 rodas e cheire gasolina, 2-colocar um toca fitas, 3-dar 67 voltas na rua do meio (que por sinal é a única existente), 4-passar alguns anos apenas dando carona e ouvindo historias sobre os caras de fora.

locais públicos[editar]

Típica imagem de uma tarde quente de verão.

Como toda grande cidade, Maria das Fezes tem uma praça no meio e uma mega lanchonete (concorrente do MC Donalds) que serve ração para os mariadafedenses. Existem também alguns 46 bares, nos quais joga-se sinuca e bebe-se pinga com groselha. Grande atração nas prassas da cidade são os Mano da Quebrada, os quais o principal passatempo é filar a bebida dos boy e contar as peripécias aprontadas que os levaram à cadeia. Passado algum tempo eles "viram amigos" e alertam os boys que se "precisar é só dar um tok".

<Festas>[editar]

Abomineve Homem das Naves, um dos ilustres habitantes deste vilarejo

Basicamente tudo se resume à ir a praça tomar cachaça. Porem, em ocasiões muito especiais, a cidade entupida de manos e a população triplica, esses dias são conhecidos como carnaval. Também existe um grupo de feios e gays que se acham os caras só porque fazem algumas festinhas para 20 pessoas e se orgulham disto (coisa de viadinho mesmo!), chamados de sabe-se lá porque de Turma do sem Moral. Para outros tipos de gosto, existe a Scandal, mundialmente conhecida como o seu point dançante em Maria da Fé. E ainda, para populares, o charmoso Forró do Zé Raimundo, local que revelou astros como Falamansa e Zezé di Camargo. Por isso quem está perdendo o tempo em ler este artigo está convidado a conhecer Maria das Fezes e seus adoráveis bairros..