Mariano Moro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg

Mariano Moro é uma das cidades mais entediantes do norte do Rio Grande do Sul. Antigamente, a cidade que era um mero distrito de Rio Grande foi criada apenas com a finalidade de abrigar todas as festas de caixas de som que eram organizadas pela cidade e pelos adolescentes barulhentos que incomodavam a ordem da cidade. Quando aceitaram a emancipação, o motivo mais provável foi se livrar da dor de cabeça que era a cidade Mariano Moro. Mariano Moro adotou esse nome devido a um termo que um dos manos, Mariano teria dito após ter assinado a emancipação e virado o primeiro prefeito de lá:

Cquote1.png Meu nome é Mariano, morô? Cquote2.png
Mariano e sua quote

E assim nascia mais uma cidade inútil no estado.

História[editar]

Uma das habitantes de Mariano Moro mandando os cães atacarem o estrangeiro que não gosta de funk e pancadão.

A cidade foi construída originalmente para suprir as demandas de camisinhas que os habitantes de Rio Grande tinham, pois quando se trata de um povo muito tarado, eles não gostavam de usar as camisinhas usadas, tal como se fazia naquela época de tempos difíceis.

O povo era muito fresco e Mariano Moro estava aí para isso:aumentar a frescura que eles tinham criando mais camisinhas para eles. O distrito funcionou bem, mas no dia em que Rio Grande percebeu que podia fazer camisinhas o suficiente para seus habitantes tarados, Mariano Moro perdeu o objetivo.

Aquele distrito ficou largado por 50 anos até surgirem as primeiras caixas de som para carros. Os adolescentes não gostavam mais de camisinhas e preferiram virar playboys virgens que ouvem suas caixas de sons para ver se as garotas se impressionavam. Mas como só era permitido usar essas caixas de sons no distrito de Mariano Moro, as garotas nunca iam para lá, o que fazia os playboys ficarem cada vez mais playboys... E virgens. A cidade estava cansada de pagar as contas de Mariano Moro, tanto que aquele lugar se parecia com Silent Hill de tão abandonado que ficou. A música ecoava pelas ruas, e os mendigos seriam os monstros que fariam a festa com os adolescentes.

Porém, a palavra emancipação ecoou e prevendo que eles poderiam fazer festas intermináveis.

Atualmente[editar]

Após terem se emancipado, os adolescentes se mudaram imediatamente para Mariano Moro. A cidade não tem economia, os habitantes apenas ficam ouvindo som de seus carros e ficam assaltando Rio Grande para sobreviver.