Maripá de Minas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
A cidade costeira de BR, a que você já passou uma vez e viu um monte de gente emburrada, essa é Maripá

Maripá de Minas é uma cidade de Minas Gerais que devia ser uma vila mas por alguma razão que provavelmente envolve um boquete com o juiz e um salto enorme pulando a burocracia a cidade virou uma cidade, e não um distrito como deveria ser.

Historia[editar]

Surgiu em um jogo de truco, basciamente, o dono da fazenda do córrego, uma fazenda que de tão pequena cabe toda a população e pertences de Maripá acabou perdendo todo o seu dinheiro no truco. Quando sugeriram que ele saísse logo do jogo ele chegou com a melhor mão do jogo, um coringa e um onze, sim era a primeira vez que ele jogava truco.

Se sentindo com sorte ele aposta partes da fazenda, o parceiro, que não era idiota, foge do jogo, era tudo ou nada naquela hora.

É bem óbvio que ele perdeu os territórios e algo mais após ter mostrado seu jogo. Pois não se ganha o jogo com um coringa e um onze. AO fim de tudo, os territórios da fazenda acabaram passando de mão em mão e se dividindo criando os terrenos e casas da cidade. Apesar de tudo, só mendigos e caipiras miseráveis mesmo para escolher morar em um local como Maripá.

A cidade se emancipa e vira uma cidade velha que "existiu desde sempre", uma cidade velha e pequena.

Vida caipira[editar]

É o dia-a-dia do habitante de Maripá, geralmente consiste em, se você ter uma camionete, pegar seus amigos, ir no posto comprar uma cervejas, andar para um lugar bem movimentado com o som no máximo para se mostrar para os outros e acordar os idosos, ir na Igreja, jogar futebol na rua, e nem precisar se incomodar se um carro vai passar, os pais locais nem se preocupam se alguém sai na rua pois a polícia local nunca precisou agir mesmo.

Tirando a vida cotidiana de postar fotos no Orkut (como saber se a foto é de alguém de Maripá? Se apareceu a geladeira ou o vaso sanitário na foto, é um caipira de Maripá) e roubar dos amigos na fazenda feliz está um festival cultural nordestino em Minas Gerais que ninguém comparece.

É uma versão paraguaia de "bumba meu boi" só que "festival do boi laranja" em que reciclam as roupas e sacos plásticos dos mercados locais e fazer um boi laranja que está mais para amarelo mesmo.

Como já foi dito, quase ninguém comparece a não ser os organizadores da festa.

Economia[editar]

Como típica cidade de BR, só o posto e a churrascaria/hotel (e prefeitura, mas no caso de Maripá fica no manicômio mesmo) geram alguma renda e "turismo". A economia pode ser considerada falida em outras palavras.