Martin Luther King

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
M fidel 6635.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg


60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Martin Luther King.

Cquote1.png Yo, Martin! Estou muito feliz por você. Eu vou te deixar terminar, mas a padaria Veron tem um dos melhores sonhos de todos os tempos! Cquote2.png
Kanye West sobre Martin Luther King
Cquote1.png Eu tenho um sonho! e eu estava voando nele, foi muito foda! Cquote2.png
Mathin Luther King sobre o Efeito de drogas
Cquote1.png Eu tenho um sonho! De nata, creme e doce-de-leite Cquote2.png
Vendedor ambulante de sonho sobre sobre Martin Luther King
Cquote1.png Foi um dos maior nêgo preto que já existiru! Cquote2.png
Jesus Negão sobre sobre Martin Luther King
Cquote1.png Eu tenho um sonho! Que o povo negro o povo branco e ate mesmo o povo chinês possam jogar juntos com fichas do mesmo valor Cquote2.png
Jogador de poker sobre Martin Luther King
Cquote1.png Vamos nos unir e matar todos os brancos do planeta no dia 10/10/2010 Cquote2.png
eu sobre Sobre esse artigo

Martin foi uma das primeiras pessoas a comprar o Dreamcast, ainda em 1998.
Cquote1.png Quem não tiver essa altura não vai entrar no Parquinho dos Negão Cquote2.png

Martinho Luther King Kong foi um líder negro (e preto) dos Estados Unidos dos Quintos dos Infernos na década decaída. Tentou criar uma padaria no seu bairro, mas não deu muito certo pois só tinham sonhos, resolveu então iniciar um movimento rebelde-revoltado contra o preconceito da Klu-Klux-Klan, da CNN e do desenho Comichão e Coçadinha, onde quem sempre morre é o gato preto, recebendo apoio de grandes intelectuais negros (ou não), como Michael Jackson e Snoop Dogg.

Sobre[editar]

Seu lema era: "Brancos filhos-da-puta, vou comer seus c*s!", e através destas palavras de ordem gerou reações em cadeia de fast-foods e fazendas de algodão em todo o país.

O ápice de suas manifestações foi o lendário discurso de 11 de setembro de 2001 com a presença dos grandes líderes negros (e pretos) Colin Powell, Condollezza Right, Edson Arantes do Nascimento, Asamoah e Grande Othelo, no topo do recém-inaugurado World Trade Center ("Centro do troca-troca").

Morreu assassinado quando o mataram (?), senão estaria vivo até hoje. Dizem que foi obra de um rato azul racista, mas a Polícia Investigativa Graduada ("P.I.G.") dos Estados Unidos até agora não encontrou uma loja de rosquinhas abertas para finalizar o relatório.

A tabela abaixo é oriunda de uma infeliz frase que este negão pronunciou! "O que mais preocupa é o silêncio dos bons..." , confirmando a sua incompetência de não conseguir as coisas. E ficava jogando a culpa nos outros, principalmente os bons.

Ver também[editar]

  • Rosa Parks, a velhinha negra que criava caso até pra sentar na porra do banco do motorista no ônibus - só branca podia sentar no colo deles à época.
  • Malcolm X, a versão islâmica terrorista do Martinho.
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Martin Luther King no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Martin Luther King no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg