Masaru Katou

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hitler curtindo um som do Fresno. Masaru Katou é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.


Cquote1.png To certo! Certo! Cquote2.png
Katou depois de tremer e antes de fazer bosta.

Cquote1.png 0 P0n70z, U/v\ \>I4 \/0<3 ch3g4 L4!(LOL) Cquote2.png
Gantz sobre a pontuação do Katou.

Cquote1.png Kei-chan! Cquote2.png
Katou sobre sua frase preferida.

Cquote1.png Que mundo é esse em que vivemos? Um mundo violento, triste, agressivo... Mas porque isso tem que acontecer? Cquote2.png
Katou em uma de suas crises existenciais emo

Cquote1.png O Kurono morreu, caralho! Cquote2.png
Katou sobre o fato do Kurono ter morrido (e talvez sobre o pênis do Kurono também!)

Cquote1.png Tem um cara que é lutador de boxe profissional e ele está de olho em você para te encher de porrada!E mais uma coisa, ele é viado e ele quer teu cu! Cquote2.png
Estudante figurante sobre Katou.

Foto 3x4

Masaru Katou é mais uma pessoa abduzida por Gantz, um garoto comum muito decidido, nobre, cuidadoso e amigável imbecil, que sempre pensa no bem-estar daqueles que lhe cercam. E luta com qualquer um pelos companheiros, apesar de quase sempre apanhar por isso, o excesso de derrotas só faz as pessoas o odiarem, pois ninguém quer um emo bancando o herói.

Como foi mandado para o Gantz[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Kyle Reese é o pai de John Connor, ou que os Skrulls vão invadir a Terra.

Spoiler3.jpg
Uma cena do primeiro dia no Gantz

Entrou no quarto de Gantz junto com Kei, depois de ser atropelado por um trem por de salvar o Jeremias, que estava bêbado e acabou se desequilibrando e caindo nos trilhos. Um ato de extrema nobreza viadagem. Katou se espelha em Kurono Kei, pela coragem e habilidade beleza e sedução, que Kurono já mostrava enquanto ainda era garoto. Acaba morrendo na missão dos Aliens Bundistas, oferecendo a Buda(digamos assim), mas é ressucitado por Yoshikazu , a mandato do Kei. Com a morte recente de Kei pelos vampiros, Katou torna-se o foco da história numa "segunda fase" do mangá, o que é bastante ridículo já que em grande parte ele só fica chorando e se perguntando porque o mundo é injusto.

Vida Social[editar]

Vive tendo problemas no colégio, porque sempre defende os nerds, noobs, emos e outras criaturas problemáticas de criaturas não menos problemáticas. Sempre que pode banca o héroi, até que um dia toda a galera do colégio se reúne para dar um corretivo nele, no final acaba que alguém dedura geral e Katou consegue resolver a situação. No outro dia, um lutador profissional ao descobrir diz que vai comer acabar com ele!

Katou fazendo cara de mau

O que deixa Katou muito nervoso, ainda que o cara fosse um africano de 2 metros (não se sabe o quê de 2 metros), Katou toma coragem, entrando na cabine do banheiro onde ser rival defecava. Depois disso se ouvem muitos gemidos gritos e o cara aparece caído na privada... Não se sabe o que aconteceu, alguns dizem que ele bateu no africano, já outros dizem que ele comeu o delinquente, outros ainda afirmam as duas coisas, o que é mentira já que ele é passivo emo.

No Gantz faz vários miguxox, revendo um velho amor amiga e conhecendo uma garota gostosa e peituda, que quer dar para ele... que rejeita sempre dando desculpas... Não se sabe o porquê disso!

Vida Familiar[editar]

Ele enquanto ainda era virgem criança.

Katou e seu irmão Ayumu são órfãos, tendo que morar na casa de parentes que os odeiam amam muito e sempre demonstram afeto. Os dois são expulsos quando Katou chega diferente em casa e bate em sua tia (que mereceu) e passam a morar em um apartamento de meio cômodo em um bairro violento isolado, da periferia de Tóquio. Enquanto esteve morto, Ayumu teve que arranjar um trabalho, virou garçom no bordel Senhoritas de Los Angeles, onde conheceu Kishimoto (a verdadeira), com quem acabou se casando 6 anos depois.

Estilo de combate[editar]

Por ser sensível ele se recusa a matar, mesmo que isto custe a vida dele ou a de outro figurante qualquer, só não pode custar a vida de seu primeiro e único amor: Kurono, é claro! Foi ele que inventou o apelido das armas, por não ter o que fazer mesmo, ele só usa a Arma Y, pois afinal matar não é nada fFeliIiXinhuUuU.

Katou abraçando um alien.

Para sua infelicidade, a arma nem sempre funciona contra o alien, por ela só capturar e não matá-lo...Quando isso acontece ele pede ajuda dos outros que explodem a cabeça do infeliz, ainda que não mate ninguém permite que outros façam isso, um dos paradoxos do anime.

Ele é um inútil-útil, faz a maior força para salvar os outros competidores, mas o que acaba acontecendo é uma das opções:

  1. os companheiros que o salvam.
  2. todos que ele tentou salvar morrem.
  3. os companheiros o salvam e morrem por isso.

Ainda que só de vez em quando, a arma de captura funciona. Nesses casos ele fica muito feliz.