Mascote

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Massacote Cquote2.png
Chaves pesquisando no Google
Cquote1.png Você quis dizer: Mascote Cquote2.png
Google sobre Chaves

Mascote (ou massacote, em portunhol chavista) é o nome dado a um animal (seja um bicho, ou um pobre ser humano) humilhado por megacorporações, equipes e eventos esportivos, ou grupos de escoteiros ao ceder a sua imagem à um desses grupos.

O correto é mascote ou massacote?[editar]

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Mascote.
Ser mascote pode ser um saco.
Sonho de qualquer mascote, nunca realizado.
Futuro emprego do mascote.

Segundo o Professor Pasquale, a palavra mascote vem do latim: masquius (mas que) + coitus (coito), significando que aquele que se prestava ao ridículo de ser mascote de algo não estava menos do que ferrado. Nesse contexto, o correto seria mascote.

No entanto, argumenta a o linguista (e linguiça) Professor Girafales, desde a instituição do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, é facultativo o uso de massacote.

Como se tornar um mascote[editar]

O simples fato de estar aqui lendo a Desciclopédia já faz de você um sério candidato a mascote.

Tradicionalmente o mascote de uma marca ou empresa, assim como o gandula de uma partida de futebol, ou o juiz de qualquer esporte, escolhe-se por mérito. Ou, sendo mais claro, pela falta de mérito.

Eu exemplo clássico é o mascote de times de futebol americano escolar. Na tentativa de se tornarem mais populares, minorias como gordinhos e nerds (ou ainda gordinhos nerds) se inscrevem nas seletivas para o time de futebol da escola. Na grande maioria das vezes, o capitão do time promete uma "vaga" para o coitado, que só na hora de seu primeiro jogo, descobre que será o mascote, usando uma roupa suja, soada e nojenta feita de pelúcia durante horas sob um sol escaldante, ou sob chuva, que o deixa com uma aparência ainda mais vexatória.

É fato que tais mascotes acabam interagindo com as famosas líderes de torcida, mas com a fantasia, passam longe de conseguir sequer tirar uma casquinha. Nem ao menos reconhecidos são, na maioria das vezes.

O futuro de um mascote como esses é restrito a apenas duas opções: ou o indivíduo desenvolve uma sede de vingança, dedica toda a sua vida a vencer na vida, fica multi-milionário, e contrata 99% do time de futebol de sua antiga escola (incluindo o astro do time, que acaba tornando-se um macaco sub-empregado), ou deixa-se vencer pela baixa auto-estima e, quando não se suicida ou comete algum tipo de atentado terrorista, contenta-se em seguir usando sua fantasia de mascote para vender algodão doce e pirulito pela rua, ou na praia.

Mascotes de eventos esportivos[editar]

Mascotes de eventos esportivos costumam ser escolhidos de forma aleatória e sem sentido, sendo batizados com nomes totalmente incompreensíveis.

Bonecos desses mascotes são produzidos à rodo, e normalmente encalham nas prateleiras das lojas após o fim do evento. Nomes ridículos são a forma de dizer às pessoas que mascotes não precisam fazer sentido, e nunca farão. Mas isso não é problema, afinal de contas os mascotes serão mesmo esquecidos em menos de um ano.

Alguém ainda lembra qual era o mascote da Copa do Mundo de Futebol na África do Sul? Não, não era Jabulani... esse era o nome da bola!

Mascote da Copa de 2014[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Mascote da Copa de 2014

A Copa do Mundo de Futebol Masculino de 2014, se ocorrer, será um tatu-bola.

Seguindo a tradição de nomes ridículos, o animal deve ser batizado com um nome bem bizarro. As opções atualmente em disputa são:

Mascotes mais ridículos da história do Brasil[editar]

Espetacular mascote do Itabaiana. Uma cabeça de cebola

O mascote por si só já é uma entidade completamente ridícula. Mas é óbvio que ninguém nunca se dá por satisfeito, e sempre há uma forma de se superar. Segue lista dos mascotes mais ridículos da história do Brasil: