Mass Effect 2

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png I WILL DIRECT THIS PERSONALLY! Cquote2.png

Virtualgame.jpg Mass Effect 2 é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, um Chefão faz mais uma vítima.


Ass Effect
MassEffect 2- Pope Harder.jpg

Mass Effect 2 Vatican Version

Informações
Desenvolvedor BioWare
Publicador Electronic Arts
Ano 2007
Gênero Sim date
Plataformas XBOX 360; PlayStation 3
Avaliação 80%
Idade para jogar Conteúdo adulto (sexo com aliens)

Efeito da Massa de Modelar 2 Cquote1.png I am assuming direct control! Cquote2.png é um jogo de relacionamento virtual com elementos de first person shooter e RPG que fez sucesso entre os nerds sem vida social do mundo por simular interações sociais.

Enredo[editar]

Cquote1.png DIRECT INTERVENTION IS NECESSARY Cquote2.png

Mass Effect 2 segue as aventuras eróticas e sem sentido do Commander Shepard após ter salvado a galáxia de ser devorada por gigantescas máquinas onívoras praticantes de necrofilia. O jogo começa com a destruição da nave espacial de Shepard por inimigos desconhecidos, lançando Shepard no espaço sideral para a morte certa. De alguma forma, o corpo de Shepard é resgatado e quase ressuscitado por cientistas supremacistas humanos que trabalham para o Illusive Man, um terrorista em Mass Effect 1 malvado que agora virou um cara gente fina que informa a Shepard que a humanidade está sob ataque, e todas colônias humanas estão sendo sequestrados por escravos descerebrados dos Reaper e ninguém dá a mínima para essa catástrofe. Tendo nada melhor para fazer e nenhuma, Shepard decide salvar a humanidade, e caso o jogador queira, comer ou dar a bunda para algum(a) alienígena.

Este é um jogo onde não há tabus.

Em vez de Shepard fazer a coisa mais sensata e inteligente que era explodir a base dos Collectors com a arma nuclear utilizada durante a missão de lealdade de Jack, os desenvolvedores pensaram que seria uma ideia melhor você gastar regozijantes 15 horas de sua vida perambulando em círculos como um idiota pela galáxia tentando recrutar membros novos para seu esquadrão. Aqueles que vão se juntando a você fazem isso por serem ainda mais estúpidos, pois todos eles têm as mesmas características (trabalham de graça). A missão é tão difícil que todo mundo diz que é uma missão suicida, no entanto você tem que ser um jogador muito deplorável para morrer e besta para deixar seus companheiros morrerem também, a taxa normal de sobrevivência é muito maior do que a Guerra do Vietnã ou qualquer outra guerra: 100%.

Uma vez que a equipe está pronta e Shepard se infiltra na base de collectors, descobre a verdade por trás das abduções humanas: eles estão sendo liquefeitos para que o seu material genético possa ser usado para criar uma nova raça de Reapers. Esta é uma ideia que tem muito sentido porque, como todos sabem, para ter o DNA de algo que você tem que primeiro matá-lo de maneira cruel e sem coração.

No final do jogo, para decidir o destino da humanidade, Shepard luta com um feto abortado gigante do Exterminador do Futuro.

Jogabilidade[editar]

Cquote1.png ASSUMING CONTROL OF THIS FORM! Cquote2.png

Os designers da Bioware, cientes das deficiências da trama de Mass Effect 1, decidiram escrever uma nova emocionante e envolvente história, ampliando os múltiplos finais (que na verdade é sempre o mesmo), aumentando o número de decotes e apelando para interações homossexuais.

O jogo é separado entre as missões principais da história, as missões de lealdade e as missões secundárias. As missões principais são a única parte decente do jogo. As missões de lealdade são historinhas para boi dormir onde Shepard ajuda algum companheiro acerca de algum drama, geralmente de natureza esquizofrênica, para então poder ter sexo com o personagem em questão. As missões secundárias consistem em ficar passeando em seu veículo espacial que você controla como um carro de controle remoto, e encontrar coisas interessantes para fazer em planetas diferentes, sendo a única desvantagem para estas missões é que não há coisas interessantes para fazer.

Personagens jogáveis[editar]

Cquote1.png ASSUMING DIRECT CONTROL!! Cquote2.png

  • Commander Shepard - Como já estabelecido, você é Deus. Você tem autoridade legal ilimitada sobre qualquer um, e pode passear pela Terminus como se ela fosse de ninguém. Infelizmente, você sofre de esquizofrenia, um minuto você está salvando trabalhadores da fábrica de um incêndio, e no próximo você está extinguindo toda uma raça de formas de vida inorgânicas num genocídio em massa. O motivo do personagem ter tantos fãs, é que Shepard se adapta ao grau de imbecilidade de seu jogador, seguindo os caminhos que desejar.

Personagens pegáveis (ou não)[editar]

  • Legion - Um geth que se junta as suas forças contra os Collectors. Legion se esforça para compreender os mistérios da vida orgânica, tais como os sentimentos de amor, saudades, coragem, tristeza, também os movimentos de dança da década de 70, e o prazer de uma bela punheta bem feita.
  • Samara - Uma milf Asari que possui poderes ultracabulosos similares aos do Mewtwo, mas na hora das missões é a primeira a morrer e ter que você ir lá ressuscitá-la com uma Phoenix Down.
  • Tali'Zorah Vas Neema Banana Bana Bo Beema Fanana Fana Fo Feema Fee Fi Fo Feema Neema Normandy - A alienígena que é a maior vítima da punheta dos fãs perturbados desse jogo, tem uma participação discreta no jogo. Quando o rosto de Tali não foi mostrado durante a climática cena de amor com Shepard, toda a comunidade dos fãs de Mass Effect de punk criou tumultos em todas partes do mundo e suicídios em massa, fato que levou poucas pessoas a terminarem o jogo antes que Mass Effect 3 fosse lançado. Os jogadores que sobrevivem a decepção traumatizante e não foram presos por atos violentos contra os desenvolvedores do jogo receberiam anos de tratamento psiquiátrico.
  • Mordin Solus - Um salarian louco que você que já não entende porra nenhuma de inglês, ainda mais com ele falando rápido daquele jeito (que mais parece que foi dublado pelo Eminem), não tem nem ideia do que fez ou faz da vida.
  • Garrus Vakarian - O seu principal homem caso você seja mulher ou um viadinho. Ele é especialmente popular entre as mulheres, embora eu não sei quando umpunk alien com cara de pássaro tornou-se atraente.
Miranda é uma personagem realmente profunda.
  • Grunt - Criatura similar ao Wrex, mas não tão impressionante e muito mais chato. Ele também está napuberdade, e por isso sua cabeça juvenil está repleta de dúvidas sobre os prazeres da vida. Fica evidente no final do jogo seu interesse sexual por Miranda.
  • Kasumi Goto - Seria considerada pelos fãs a personagem mais legal se fosse possível transar com ela, fato este que inevitavelmente levou uma multidão de fãs babando escreverem milhares e milhares de fanfics mal escritas sobre essa hipotética relação.
  • Thane - Um alienígenas lagarto vítima de algum tipo de cancro do espaço que não pode ser curado. Ele também tem um filho, mas ele é um completo idiota.
  • Jack - Uma punk metida a machona, e é logo a única que não é lésbica - para a fúria das únicas jogadoras de Masas Effect (que são lésbicas) -

Personagens não-jogáveis[editar]

  • Illusive Man - Homem com um poder financeiro ilimitado, ele essencialmente é seu dono no jogo. Passa os dias cagando olhando para uma estrela gigante super-maciça. Seu dinheiro é oriundo de uma rede de fast-food criada na época primitiva dos 2000.
Harbinger, esse fanático é perigoso.
  • Harbinger - Um maníaco com cara de caranguejo de quatro olhos (como o ET Bilu) que gosta de assumir o controle de tudo diretamente e resolver as coisas pessoalmente, e acha que intervenção direta é necessária.
  • Liara T'Soni - Desde que perdeu Shepard, seu amor platônico, ela passou a ter uma crise de identidade e agora pensa que ela é uma combinação da CIA e sua mãe. Ela passou dois anos procurando pelo corpo morto de Shepard depois que seu vibrador quebrou. Não pode ser comida, o que gerou ainda mais insatisfação dos fãs.
v d e h
Masseffectlogo.png