Matão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mazzaropi02.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Macarraopre.jpg PORCA MISÉRIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Cquote1.png Você quis dizer: Mato Grande Cquote2.png
Google sobre Matão
Cquote1.png Você quis dizer: Cidade da Laranja Cquote2.png
Google sobre Matão
Cquote1.png Big Grass Cquote2.png
Google Tradutor sobre Matão
Cquote1.png Porquê Matão? Tem muito mato? Huahuahuauha Cquote2.png
Guria retardada sobre Matão
Cquote1.png Este é um dos piores desafios que eu ja recebi, é muito dificil sobreviver aqui ! Cquote2.png
Bear Grylls sobre Matão
Cquote1.png Eu nunca vi... Cquote2.png
Stevie Wonder sobre Matão
Cquote1.png O matonense que não sabe usar um torno mecânico não é digno de viver aqui. Cquote2.png
Professor do Senai sobre Matão
Cquote1.png Nem eu! Cquote2.png
Ray Charles sobre Matão
Cquote1.png É, meu filho, a Matonense, no final dos anos 90, jogou a primeira divisão paulista, inclusive contra Palmeiras, Corinhians, São Paulo e Santos... Cquote2.png
Pai matonense sobre S. E. Matonense
Cquote1.png Nós conseguimos perder pra eles! Cquote2.png
Corinthians sobre S. E. Matonense
Cquote1.png Nós também! Cquote2.png
São Paulo F. C. e Santos F. C. sobre S. E. Matonense
Cquote1.png Chuva??? Ih, lá vai o rio encher de novo... Cquote2.png
Cidadão matonense sobre Rio São Lourenço em dia de chuva
Cquote1.png Você traiu o movimento punk, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre hino da cidade.
Cquote1.png PASSAPUCIMADELEEEEEEEEEEEES, MEIRMÃO! Cquote2.png
Menina Pastoura Louca sobre a vegetação característica da cidade
Matão, ou Mato Grande para os forasteiros desinformados, ou ainda Big Grass para os estrangeiros, nome esse dado devido aos brilhantes esforços de observadores da época que correlacionaram os altos matos presente na região, e resolveram homenageá-la de acordo, é uma cidade cravada no cu do mundo, na região central do Estado de São Paulo. Faz divisa com 7 outras cidades: Araraquara, Gavião 'Embraer' Peixoto, Itápolis, Ibitinga,Taquaritinga, Dobrada e Nova Europa. Fica a 330 km da capital paulista.
Obs.: Não esquecer de São Lourenço do Turvo, distrito pertencente ao município de Matão, mais conhecido como Recanto das Sapas Machas. Sua população estimada é de 11 velhos(as), 2 crianças e 38 botas.

População[editar]

Matão tem aproxidamente 80.222 habitantes segundo o IBGE, curiosamente matão tem 80.222 habitantes a várias décadas, sendo que metade deles são tiozões italianos que ficam na praça enchendo o saco divertindo a população. A outra metade são os desempregados de outras cidades que vão pra lá para continuarem desempregados.

História e Fundação[editar]

Durante os anos de 1880, aborígenes, ex-habitantes da já existente e totalmente antiquada Araraquara e por carcamanos vindos da maledeta Itália, decidiram se estabelecer nessa região, após diversas mortes por animais selvagens, dengue e febre chikunguya, descobriram que morar no matagal a céu aberto não era uma boa ideia, então decidiram construir diversas choupanas pela região, se tornando um verdadeiro favelão local para se viver de nome ARRAIAL DO SENHOR BOM JESUS DAS PALMEIRAS. Após algum tempo, um verdadeiro pensador e filosofo matonense, e encorajado pela forte ascensão do iluminismo nos EUA, vulgo José Innocêncio da Costa fez uma brilhante e minuciosa descoberta, a região era coberta por enormes matagais, e assim foi dado o nome hoje conhecido por Matão.

Foi então que grandes senhores feudais começaram a se instalar na região, surgindo assim diversas fazendas com plantações de ervas café, o que trouxe grande prestígio e riquezas para a cidade. A população do distrito descontentes com o fato de toda a população gastar todo o seu dinheiro no comércio Araraquarense, resolveu lutar pela independencia sendo essa obtida em 1898 após o time Bocha do Distrito ganhar da equipe Araraquarense por 3 sets a 0.
Com o crescimento do número de corinthianos na cidade o nome Bom Senhor Bom Jesus do Palestra Italia começou a trazer revoltas e depredações. A fama de povo violento se espalhou sendo que todos os visitantes eram alertados: "Cuidado que eles matão!". Foi assim que nasceu no nome Matão que trouxe a paz ao município.
Matão nasceu e cresceu nas mãos de colônias italianas, que perpetuam na cidade até hoje, o que torna Matão uma cidade extremamente atrasada e parada no tempo .

Campo de futebol normal em Matão

Bairros[editar]

Alguns bairros da cidade exemplificam como Matão fica longe de tudo:

  • Nova Cidade:

É tão longe, que é começo de uma "nova cidade"...

  • Jd. Esperança:

Sim, pois a esperança é a última que morre.

  • São Judas Tadeu:

foi onde São Judas perdeu as botas...

  • Paraíso:

Só se chega depois de morrer. Morrer de andar... E anda, hein! E acaso chegar, também morre...

  • Monte Carlo:

Há expeculações de ser o monte onde Moisés subiu para ter com Deus e receber os seus 10 mandamentos.

  • Vila jandira:

É o bairro mais violento de toda a cidade, dominado pelo trafico e a prostituição de mendingos.

  • São José

Muito conhecido graças a citrosuco, dominado pela prostituição e principalmente por gangues de caminhoneiros.

  • Nova Matão

A Nova Matão foi criada com a intenção de gerar uma nova cidade longe do cheiro da laranja, mas falhou lá vivem os tiozões italianos e um pouco da alta elite da cidade do mato(ou laranja).

Outros bairros :

  • Centro

No centro existem as lojas(onde ser atendido é um favor que o vendedor te faz), as patricinhas torrando a grana do pai e as tiazonas

Hidrologia (existe essa palavra?)(deve ser hidrografia... certamente essa anta é matonense)[editar]

Matão é cortada pelo Rio Bosteiro São Lourenço. Esse rio corta uma das partes mais importantes da cidade de Matão, o Centro. Quando chove, o rio enche, transborda de bosta e transforma a cidade de Matão na verdadeira Veneza brasileira! Após as grandes inundações, os comércios em frente ao rio sempre fazem uma super promoção, para vender produtos cheios de bosta dar uma injeção de ânimo aos munícipes.

  • O Lago:

Especula-se que o lago da Praça Alfredo de Paiva Garcia (decorei o nome porque tudo acontece nessa porra de praça) era uma gigante fossa a céu aberto onde os colonos davam suas cagadas matinais, ao longo do tempo o cheiro de laranja bagaço de cana e bosta se tornou insuportável e decidiram jogar água na fossa e construir a tal praça. Rica em biodiversidade marinha, hoje em dia a principal função dessa praça é:

acobertar os maconheiros na pista de skate. ser um excelente ponto de venda de drogas e bebidas. (Segundo especialistas, o tráfico de drogas naquela região junto com o do paraíso, quarto centenário, jardim brasil e jardim bom jesus movimentam uma bagatela de até 2 milhões de reais por ano; o equivalente a 13% do PIB matonense) e ver algumas vagabundas mirins que andam por la no anoitecer.


Hino[editar]

Matão possui como Hino Municipal a mundialmente conhecida "Saudades de Matão" composta pelos matonenses Tunico e Tinoco. Todos os matonenses com algum senso de autopreservação fogem da cidade assim que aprendem a fazer Miojo sozinhos. Porém, sempre são acometidos pela tal saudade, quando percebem a falta danada que a macarronada da mama ou da nona faz nos domingo. Por isso todo matonense longe de casa passa o domingo cantarolando tal hino.

Dialeto[editar]

Os matonenses (e outros pouquíssimos povos superiores povos ) são os únicos a conjugar perfeitamente as letras T e D com a vogal i, formando assim, silabas fonéticamente superiores. Embora não seja dada muita importância para essa habilidade, ela se torna em um importante fator de união e identidade nacional, além de fazer com que todas as outras pessoas do mundo, inclusive as do Acre, riam dos matonenses. Exemplo:

Você diria: da de dji do du.
Matonense : da de di do du.
(note que "Di" é completamente diferente de "Dji", provando a incompetência de sua professora do primário).

Você diria: ta te tchi to tu.
Matonense: ta te ti to tu.
(note que "Ti" é completamente diferente de "Tchi", reafirmando a incompetência de sua professora do primário).

Então ao pense duas vezes antes de assistchir à Turma do DjiDji, tomando uma latchinha de guaraná em sua kitch-netch!

Esportes[editar]

Os esportes que comandam Matão são a bocha, a maia e o truco, principalmente o truco jogado nas Igrejas pelos velhinhos italianos*. Além disso, existe a gloriosa S. E. Matonense, que hoje habita as profundezas da quarta divisão paulista. Mas já disputou a elite do campeonato estadual. Além disso, ante a enorme quantidade de suicídios ocorridos naquela localidade, agora eles dispõe de novas e inovadoras modalidades esportivas: O Salto do Pontilhão e Auto-Laço!

  • um a menos, por semana.

Festas e Tradições[editar]

Todo anos várias festas tradicionais são realizadas na cidade, como por exemplo as quermesses promovidas pelas igrejas, com a finalidade de arrancar dinheiro alheio arrecadar donativos em prol da paróquia.

  • Corpus Christi

Tem também a grande festa de Corpus Christi, conhecida pelo país inteiro, que inclusive é transmitida ao vivo pela Rede Globo. Nesta festa, todo o enorme potencial dos municipes em consumir bebida alcoólica é convertido em cacos de vidro, os quais são utilizados para fazer desenhos nas ruas da cidade em louvor ao Jesus Negão.

  • Camelô

Com a vinda do corpus christi, tem o camelô, muito aguardado pelos matonenses, para a compra de roupas e eletrodomésticos novos com descontos absurdos, todo o ano milhares de pessoas gostam de ser encoxadas participar desta linda festa, e ouvir um bom som de índios bolivianos tocando suas flautas, para quem vai a festa de corpus christi é indispensável dar uma passada por lá.

Lazer[editar]

Existem varios locais de lazer na cidade, como:

  • Clube Sorema

(Sociedade Recreativa Matonense), tal clube é frequentado pela classe média da cidade playboys e piriguetes filhos de chefes da citrosuco que dirigem um honda civic.

  • Clube A.M.E.L.

(Associação Matonense de Esporte e Lazer), o clube fica localizado na curva(Vila Jandira) e é frequentado por classes mais baixas da aldeia, famoso pela sua equipe de natação, das piscinas rasas do mato, a equipe possui 5 atletas exclusivos da cidade inteira.

  • Marginal:

(não isso não é sobre um criminoso), marginal é o nome dado pelos abitantes da cidade de Matão a uma avenida que fica as margens do Rio Bosteiro---- a atividade exercida nessa rua é:

1º Ficar dando voltas na rua com um carro, para atrair as fêmeas.
2º Parar com um carro e ligar o som no alto ouvindo um sertanejo de raiz,(Tunico e Tinoco Greatest hits)e conseguir a fêmea.
3º Levar a fêmea para a praça da abolição, composta por 72% de mata virgem,(virgem é a mata),e acasalar.

Bares E Boates[editar]

aqui você tem a lista doa bares mais famosos e agitados de Matão's City.
Bar da Milú a palavra bar é apenas a fachada para uma boate ou popularmente conhecida como Zona.
Bar do Tuta esse é famoso pelas partidas de Truco, o esporte oficial da cidade.
Bar do Sandro é um bar perigoso porque é composto por ladrões, mendingos (essa doeu) e traficantes locais.
Bar do Mané apesar de intilulado como Mané, seu proprietario é um matematico que aumenta sua conta sem você perceber.
Casa da Cerveja o nome ja diz tudo.
Zona do periquito popular zona local, famosa por desvirginar a população macusulina.
O Caçapão é um bar imundo onde o objetivo do visitante é jogar bilhar e beber até cair.
Gerarda's a mais popular zona(boate) de todos, frequentada por quase todos os maridos da cidade.