Matantei Loki Ragnarok

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Matantei Loki Ragnarok
MatanteiLokiRagXP.jpg
Loki é poser
Gênero Hentai para criancinhas
Mangá
Autor Sakura Kinomoto Kinoshita
Divulgação Quem divulga é a mídia, oras...
Onde sai Midgard
Primeira publicação 2001 depois de Cristo Odin
N° de volumes Volume? Fica por conta da comissão de frente da Mayura.
Anime
Dirigido por Xuxa
Estúdio Projac
Onde passa Atualmente? Só no Acre.
Primeira exibição 2004 depois de Cristo Odin
N° de episódios 26 mesmo.
Filmes Filmes pornôs-hentai, mas eram tão picantes que foram proibidos.
OVAs Nem de peixe... Njörd que o diga...

Cquote1.png Você quis dizer: Ragnarok Online Cquote2.png
Google sobre Matantei Loki Ragnarok

Cquote1.png Ragnarok? Eu jogo! Cquote2.png
Retardado sobre Matantei Loki Ragnarok

Cquote1.png Por quê diabos o Loki tá tão bonzinho neste animê? Cquote2.png
Membro da Associação de Proteção e Preservação de Mitologias sobre Sakura Kinoshita
60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Matantei Loki Ragnarok.

Cquote1.png Foi ele quem me trancou no espelho! Cquote2.png
Cristina sobre Loki
Cquote1.png ... Cquote2.png
Vale a pena ver de novo sobre spoiler feito acima
Cquote1.png Rosas são vermelhas, violetas são azuis... Cquote2.png
Sküld tentando profetizar algo, mas infelizmente ela é pior que o demente do Nostradamus

Mythical Sleuth Loki (nome lançado para nós, do ocidente) ou Matantei Loki Ragnarok (nome lançado no... adivinha???) é mais uma criação que utiliza a Mitologia Nérdica como base da história. Foi reprisado mais de 8 mil vezes pelo canal Animax e ficou muito popular entre os otakus que já jogaram Lagnarok Online, sendo elogiado por todos aqueles que adoram animês incoerentes. Foi criado por Sakura Kinomoto Sakura Kinoshita, que caprichou na qualidade gráfica do animê e, pelo excesso de perfeccionismo, ficou exausta e não aguentou fabricar mais do que 26 episódios.

História[editar]

Você poderia pular tranquilamente para a próxima sessão deste artigo, pois não há muito o que se falar da história. Basicamente, Loki é dono de uma agência de detetives fábrica de espelhos chamada Enjaku, que fabrica diversos tipos de espelhos. Tem com moldura, sem moldura, verde, azul, com formato de coraçãozinho, sem formato de coraçãozinho, enfim, para todos os gostos.

Graças à sua magia VERLILOVADILOKI (WTF?), ele consegue criar espelhos gastando apenas 24 de MP de cada vez, e recupera isto comendo auras malignas potões de Danoninho. Desta forma, ele vai fabricando espelhos e mais espelhos, e só aceita vale refeição Danoninho como pagamento. Por quê Danoninho? Simples: o objetivo de Loki é crescer e ficar forte para poder retornar ao mundo dos deuses, de onde foi banido por Odin.

Incoerências do animê[editar]

Eita, são tantas que nem sei por onde começar.

A falta de lógica já começa na abertura, que mostra Loki (Deus do Fogo) brincando de tomar banho em um marzinho esgoto à céu aberto, sendo que ele deveria ter fraqueza à qualquer coisa molhada. Sinto muito, mas aquilo não era água limpa: a sujeirada toda estava encoberta pela escuridão da noite.

Note que ele estava tão fumado que esqueceu de tirar a roupa antes de se banhar. Note também que seu olho já estava ficando vermelho e infeccionado... Isso que dá ficar nadando numa fossa suja daquelas... Em alguns episódios, Loki se mostra averso à água, mas depois daquele tsunami de água podre que aguentou na abertura, acho que ele suportaria qualquer coisa...

Loki carrega um báculo com formato de Lua. Teria mais lógica se fosse do Sol, não acha? ¬¬. A Lua é um símbolo noturno, não tem nada à ver com o Sol e nem com o fogo. A Lua também é, segundo à algumas religiões esquisitas, um símbolo relacionado à água, pois ambas são refletoras de luz.

A única forma de vida inteligente em Matantei Loki Ragnarok (obviamente que não estou falando do Loki
Enfim, tá tudo ao contrário ¬¬. A criadora do animê talvez tenha a fama de quem não gosta de tomar banho e assim tentou aliviar a sua barra mostrando subliminarmente ao mundo inteiro que ela adora água, transformando o próprio Deus do Fogo no próprio Deus da Água. Curiosamente, ela nem citou o nome de Njörd (Deus da Água) em todo o animê, direcionando toda sua capacidade em alienar mitologias ao Loki mesmo, coitado.

Como se já não bastasse, a nossa magnífica Sakura Kinoshita ainda fez o Loki parecer bonzinho demais na trama, distorcendo todos os atributos originais que fizeram dele o Deus das Travessuras, Deus da Mentira, Deus das Trapaças, entre outros. Existe um capítulo onde Loki chega à reclamar com Mayura sobre uma mentirinha boba que ela havia contado para ele. Até parece que Loki nunca mentiu na vida, né? ¬¬

Cquote1.png O teu passado te condena. Cquote2.png
Ürd sobre Loki

Resumindo, esta tal de Sakura Kinoshita é tão confiável quanto a Desciclopédia para falar sobre mitologia.

Personagens[editar]

Todos os deuses nórdicos foram transformados em crianças burras e chatas ao virem para a Terra. Veja só o Heimdall, o grande Deus das Estratégias, neste animê ele só fala besteiras e protagoniza cenas ridículas com o Frey, o Deus da Agricultura (da agricultura? WTF?). O único que não fala besteira é o Ecchan (claro, ele não sabe falar). Veja abaixo a lista de aberrações que a nossa "querida" Sakura Kinoshita criou:

Loki[editar]

É o protagonista da série. Levou ban da Desciclopédia do mundo dos deuses por Odin, o Moderador Malvado manda-chuva de lá, vindo parar aqui no mundo dos humanos.

Loki é também um cozinheiro. Foi ele quem cozinhou com seu fogo um presunto chamado Balder, naquela cena clichê da Santa Ceia. Mas Sakura Kinoshita não sabe disto.
Na série, Loki se mostra "o coitadinho"; "aquele que foi banido sem vandalizar nenhum artigo, nem nada sem motivo"; e "aquele que apenas luta pelo bem dos demais"; mas a realidade é outra, caro leitão leitor! Segundo a mitologia, Loki é um emo perverso que já, inclusive, cortou os pulsos dos outros! Odin também não é flor que se cheire, mas, em relação ao Loki, ele fede menos.

Sinto muito, mas se você é uma daquelas fãzinhas de personagens kawaiis e cutes, saiba que o Loki original é mais feio que o tiririca. Olha só que porcaria:

LokiFeioso.jpg
Tá vendo? Ele é feio. Não tem salvação. O autor deste artigo nem precisou fazer fake desta imagem, ela é verdadeira mesmo, pode olhar no nosso clone mal-feito.

Ele é seguidor do lema "comer, comer... comer, comer... é o melhor para poder crescer!"; e quer obter devolta seu corpo de adulto, para assim fabricar espelhos melhores e mais resistentes à fim de vencer o CAFÉ (Concurso Anual de Fabricação de Espelhos, que ocorre anualmente (O RLY?) no Mundo dos Deuses). Aliás, foi também por conta deste concurso que Loki foi banido de lá (Eliminação da concorrência, sabe?)

No final do animê, ele decide ficar no planeta dos humanos e não retornar ao mundo dos deuses, simplesmente porque ele não poderia mais brincar com a Mayura lá eles não vendem Danoninho.

Mayura Daidoji[editar]

É a puta-paga de Loki. Para o animê não perder a censura 12 anos, este tema não foi tratado explicitamente e as cenas picantes de sexo foram todas cortadas. Além do que, Sakura Kinoshita ficou com medo de ser processada por estimular a pedofilia. Então, depois de tantos cortes e censuras, Mayura acabou virando um trocinho sem graça que só serve para pentelhar e falar merda o tempo inteiro. Típico personagem enchedor de linguiça.

Não seguiu as regras básicas de toda prostituta e tascou vários beijos na boca de Loki, apaixonando-se por ele. Mas isso também foi cortado... Enfim, ela foi cortada tantas vezes, que seu QI foi junto, se transformando em uma guria retardada. Se você consegue rir das trapalhadas dela, meu amigo, você nem precisa fazer teste de QI, pois o resultado já é óbvio. Mais uma prova de que Loki está bonzinho demais neste animê, e com uma santa paciência também... Ver seu barato sendo cortado fora e ainda aguentar essa menina gritando e só falando merda o dia todo não é para qualquer um, não.

Narugami[editar]

Ele é o Pikachu da Mitologia Nórdica, ou seja, o Thor. Mas, infelizmente, Sakura Kinoshita, já pós-graduada em destruição de mitologias, resolveu transformar a Mjolnir (conhecida mais por ser um martelo) em uma espada (muito mixuruca ainda por cima).

Thor a usa para cortar carne, pocar ovos para fritar, bater massa de bolo, coisas deste tipo. Infelizmente, você não vai ver muitos raios saindo desta arma, pois este animê, mesmo sendo ruim, ainda consegue ser melhor do que Pokémon (onde os bichanos soltam raios à troco de nada toda hora, para no final do animê não acontecer nada vezes nada de útil).

Bom, enfim, Narugami é mais um personagem para encher linguiça. Troca de emprego toda hora e ainda por cima considera sua Mjolnir como amuleto da sorte... Se fosse mesmo, ele já teria conseguido um emprego fixo há muito tempo.

Frey[editar]

Irmão da Freya. Aff, sinto muito, mas não vou perder meu tempo escrevendo sobre ele. Ele é o enchedor de linguiça profissional do animê. Ele, inclusive, encheu sua linguiça para tentar dar de presente à Mayura, mas ela não dá muita bola para ele, pois já está prestando atenção nas bolas do Loki.

Reia[editar]

Freya, a deusa da beleza a deusa da puteza, resolveu virar ladra de corpos e identidade. Ela, imitando personagens como Paulina Martins, decidiu usurpar o lugar da pequena diarReia e tomou sua forma de criança pura e inocente. Isso foi uma tentativa desesperada dela própria para voltar à ser virgem e assim agradar aquele que ela queria que fosse seu marido, o Loki, pois Loki não queria uma puta oferecida como esposa.

Mas não deu certo, pois toda vez que ela via todo o fogo disponível de Loki, ela acendia também, e se transformava em Freya novamente.

Heimdall[editar]

Esse aí é o grande Deus das Estratégias! Ou melhor, era para ser, já que a sonsa da Sakura Kinoshita bebe demais antes de desenhar.

Planos? Matar o Loki. Por quê? Porque ele achou que Loki tinha algo à ver com o sumiço de seu olho vermelho. Olho vermelho... Essa história de olho... Já ouvi ela aqui, aqui, aqui e aqui e... aff... Um etc cai bem nessas horas onde o assunto é clichê. Você não entendeu ainda do que estou falando? Dos olhos de salsicha, é claro.

Odin[editar]

Cquote1.png Nunca vi, nem comi, eu só ouço falar Cquote2.png
Zeca Pagodinho sobre Odin

Ele não mostra as caras o animê inteiro, mas foi o carrasco de Loki que o mandou ao mundo dos humanos. Odin estava com receio de perder o concurso CAFÉ e fez de tudo para eliminar toda a concorrência. Sendo Loki um fabricante de espelhos muito melhor que ele, ele não tinha outra alternativa. Odin não gosta de Loki por muitos motivos, mas o principal é justamente o fato de Loki sempre owná-lo e ser campeão invicto neste concurso.

Embora a mitologia trate com muito mais complexidade a relação entre Odin e Loki, Sakura Kinoshita, nossa assassina de mitologias preferida, fez questão de simplificar a coisa toda em seu animê, erroneamente dando à entender que a rivalidade entre os dois se resumia em ciúmes e inveja. Agora eu pergunto: Inveja de quê? Está mais que comprovado que os genes de Loki não são muito bons... Basta dar uma olhadinha na Hell, a filha dele:

Hell[editar]

Hell, a Deusa da Morte. Sakura Kinoshita está tentando conquistar este posto matando mitologias por aí.

Hell é mais uma vítima de depressão. Ela é pobre e até hoje não arrumou grana para pagar seu tratamento. Ela não vai a um psiquiatra pois seu pai, o Loki, não dá dinheiro para ela pagar a consulta e isso deixa ela puta da vida nervosa.

Ela não tem uma boa relação com seu pai, pois ele torra o dinheiro todo que ganha com Danoninho e ela não aceita isso. Ela queria uma parte do dinheiro para comprar seus tarjas-preta, mas Loki é muito pão-duro pau-duro, e precisa pagar os serviços da Mayura para cessar seu fogo. Mas, sendo ele o Deus do Fogo, fica meio difícil que seu fogo cesse. Resultado: a Mayura fica sobrecarregada e já tá toda rasgada, coitada e a Hell fica mais louca à cada dia fica sempre sem seus remedinhos.

Poucos sabem, mas Hell é a mãe da Samara. Hell não consegue ser uma boa mãe, pois não teve o carinho do pai, o Loki, e transfere isto para a pobre Samara. Aí, já viu, né... A Samara, pela falta do carinho da mãe, ficou revoltada e resolveu ir trabalhar em um filme onde mata pessoas. E a Hell, por falta de dinheiro e carinho paterno, resolveu sequestrar a puta-paga de Loki para ver se ela era boa assim mesmo e, de quebra, passar a mão na carteira dela.

Esta brincadeirinha de Hell custou o último neurônio de Mayura, que foi perdido por causa de todo este susto, mas Hell encontrou um vibrador de ouro dentro da bolsa de Mayura e resolveu vender, usando o dinheiro para comprar finalmente seu tarja-preta. Infelizmente, Hell exagerou na dose, e acabou morrendo (mas é claro que isto não deu em nada, pois ela já é a Deusa da Morte, esqueceu?).

E o Ragnarok?[editar]

Como todos já sabem (ou não), Ragnarok é um termo de significado equivalente à Apocalipse.

Falou-se deste tão temível fato durante todo o animê, mas o final terminou sem um desfecho decente. Qualquer pessoa que assistir vai pensar "Ah, deve ter uma segunda temporada, é lógico!", mas eu digo que não, caro otaku, são só 26 episódios mesmo e sem um desfecho. O anunciado Ragnarok não aconteceu, pois Loki decidiu ficar mais tempo no mundo dos humanos, e aí, fim. Chato, né? Esta técnica de dar finais inconclusivos é muito velha, é mais um clichê... (Este artigo também termina aqui, caro leitor, com um final inconclusivo, só para você ficar com mais raiva.)

v d e h
Este artigo fala sobre um anime.