Matias Cardoso

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Matias Cardoso é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Quando o fim do mundo chegar, esta cidade não vai ser destruída.

Sciences de la terre.svg.png
Porto de Matias Cardoso aberto para receber barcos.

Matias Cardoso é o resultado de uma bebedeira de ano novo de 1992/1993, por isso a cidade hoje tem a maior concentração de cachaceiros do Brasil. A cidade teria nascido após o seu emancipador ter acabado caindo na cilada de assinar um contrato que constatava que ele seria o prefeito do novo município que teria o nome de Matias Cardoso. Quem era Matias Cardoso, o que ele fazia e o que ele tem a ver com a cidade ninguém sabe. Só acham que é um bom nome escroto para uma cidadela de Minas Gerais.

Distrito[editar]

Como distrito Matias Cardoso era algo bom. Fazia alguma coisa que nem mesmo os habitantes mais velhos se lembram. O fato é que os silos de cevada estão guardados até hoje sem alguma função, esperando que o sol esquente eles o suficiente para inundar toda a cidade e livrar o mundo desse distrito.

O movimento emancipador de Matias Cardoso estava revoltado, não só pelo nome que o distrito havia recebido mas também por eles não poderem decidir os rumos da região e não conseguirem fazer merdas por conta própria.

É aí que é armado o plano de emancipação.

Emancipação[editar]

A emancipação se deu no ano novo, na passagem de 1992 para 1993. Nesse ano, a cidade que possui Matias Cardoso tinha liberado a bebida já que isso não afetava a produção do distrito (que por si só não produzia porra nenhuma) e nesse ano novo, estavam esperando alguém que tivesse influência sob o distrito encher a cara e ensinar um tratado de emancipação.

E aí foi que nem cortar o próprio braço: o futuro prefeito assinou o documento e virou prefeito de Matias Cardoso no dia 1 de janeiro de 1993, após terem terminado a contagem de ano novo.

E é isso que chama de começar o ano com o pé esquerdo...

Nomenclatura[editar]

O nome "Matias Cardoso" foi escolhido para despertar atenção nos turistas que quando passassem por Minas iriam achar que se tratava de uma cidade muito diferente de Beagá ou qualquer merda do gênero. De qualquer forma eles iriam acabar se enganando e ficariam um dia até enjoarem finalmente da cidade.

Antes de ser município, o distrito tinha um nome que demonstrava dignidade: D01293. Não é defeito de seu navegador vagabundo, caro Anônimo. Aquilo era o verdadeiro nome da cidade. Se existe outra maneira de humilhar o prefeito de um distrito, é só colocar números no nome da cidade.

A emancipação deveria ser uma tentativa de vingança de Matias Cardoso contra seus opressores que sumiram do mapa até então. O que importa era que ambas as cidades (tanto o distrito quanto a antiga cidade possuidora dele) estão belamente ferradas e a emancipação só serviu para mudar o nome mesmo.

Relação com a cachaça[editar]

Matias Cardoso fica muito proxima da Vilabela, a maior fabricante de cachaça do Brasil, por isso a vida dos seu cidadãos gira em torno do álcool.