Mato Queimado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg

Mato Queimado é uma cidade do Rio Grande do Sul (descobriu isso sozinho?) em que recebeu esse nome provavelmente por alguma crença ou alguma lenda urbana que dizia que o mato queimava quando estava irritado e que ele apagava quando estava calmo. Muitos associam esse evento com a queimação de rosca que há no município, algo que acontece muito em Erval Seco, só que lá há uma explicação menos gay para o acontecimento:

Cquote1.png Lá tem bastante erva seca... Que deixa a gente doidão... Cquote2.png
Explicação sobre a maconha que há em Erval Seco

História[editar]

Essa é a cidade capital de onde se queima a rosca.
60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Mato Queimado.

A história de Mato Queimado é que quando os colonizadores (de novo eles?) chegaram no Brasil, fundaram essa cidadezinha que seria chamada com a próxima coisa que acontecesse na cidade. Sim, é uma estratégia arriscada de ter uma boa etimologia para o nome da cidade, mas era um risco que todos devem correr pelo menos uma vez na vida. Mas como era algo prazeroso (ui!) para os italianos, eles faziam isso em infinitas cidades da região, o que explicaria o porquê de haver tantas cidades com nomes de pessoas por aí.

Quando os colonizadores tiveram que ficar cuidando das colheitas enquanto as suas esposas iam para as cidades vizinhas vender as mercadorias, eles estavam lá na colheita, trabalhando duro (ui!). Como sentiam falta das esposas, muitas vezes eles faziam pares para irem no matinho que tinha lá atrás e... Descarregarem a tensão. Como eles eram mais gays do que machos (italiano macho? HAHAHA!) eles gostaram da vida dupla e começaram a fazer isso todas as tardes, quando as mulheres iam para a vila vender as colheitas.

A cidade cresceu o suficiente para ter um escândalo: quando um dos integrantes das "surubas do mato" veio perguntar para um estrangeiro se ele queria participar também, ele olhou bem para ao cara e disse:

Cquote1.png Isso é uma bichona! GUARDAS! Cquote2.png
Estrangeiro sobre a proposta

Os guardas da cidade acabaram levando o estrangeiro para a prisão. Acusação: homofobia. Quando foi liberado contou para as esposas e a cidade virou uma zona.

Cquote1.png Como assim? Você faz sexo com homens!? Cquote2.png
Esposa enfurecida
Cquote1.png Nossos filhos viram você fazer isso? Cquote2.png
Esposa nervosa
Cquote1.png Vá se fuder! Cquote2.png
Esposa moderna

E a cidade apenas cresceu: na população de homens.

Atualmente[editar]

A cidade é cheia de homens, sendo considerada a capital dos Gayúchos... Digo... Gaúchos,lá eles tomam chimarrão o dia inteiro enquanto ficam fazendo seus afazeres. Dizem que o assédio por lá é enorme e é só um homem pisar no lugar que, pode ter certeza, não voltará o mesmo.

Ver também[editar]