Memorial de Kul Tigin

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ezde ardigo é Durco!
Bandeira
Bandeira do Império Otomano (1299–1923).png

Ele come kebab, louva Atatürk e jura que é europeu.
Não confunda com um árabe e muito menos com um grego
.

Lembre-se, o Genocidio Armênio nunca aconteceu!
Mongol warrior.jpg
Khan Khan Khan Khan!!! Este artigo é da Mongólia!!!

Ele mora em um Yurta, é pobre, vive no meio do nada, escreve com
alfabeto cirílico e nunca quer ser confundido com chineses!!!

Se você traiu Genghis Khan, CAIA FORA DAQUI!!!

Mongolia.jpg

O Memorial de Kul Tigin é um complexo de pedras, cuja pedra principal está localizada sobre os tesouros do rei Kul Tigin, o tártaro.

A obra[editar]

Esta pedra grande é o monumento principal do memorial

O complexo do Memorial de Kul Tigin é dividido em 23 partes: 22 pedras pequenas espalhadas pelo chão (que seriam ruínas de uma outra pedra grande) e uma pedra maior, que guarda os tesouros secretos do importante rei Kul Tigin. Antes da erosão, o monumento era formado por 2 pedras grandes, mas uma destas pedras se partiu em 22 pedaços. Esta pedra que foi destruída guardava os restos mortais do rei Tigin, que agora estão perdidos, enterrados em algum lugar nas estepes.

O memorial fica localizado no Vale de Orkhon, perto de outras pedras, ruínas e destroços. O memorial do rei Kul Tigin fica muito próximo ao memorial de um outro rei, Bilge Khan, cujo grande memorial foi reduzido a uma pedra quadrada e feia. Kul Tigin teve mais sorte e ganhou uma pedra a mais, que depois se transformou em várias pedras.

As pedrinhas que formam o memorial possuem dimensões variadas. A menorzinha tem 16 centímetros de altura e 20 de largura e pesa 6 quilos. A grande pedra fálica possui 2 metros e meio de altura (da base ao topo), quase um metro de largura e o peso é desconhecido pois a pedra não pode ser removida.

Veja o Artigo Principal[editar]