Mercúrio (elemento químico)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Asogaaaaaa.jpg Este artigo contém VENENO!!

Este artigo... precisa de antídoto... Ele pode se tratar de... algum animal, pessoa, lugar... ou composto... Ele pode... conter materiais tóxicos... como lactose ou glúten... Chupe a picada ou morra... argh! (morri)

Metal story.jpg Este artigo é metálico!

Ele é revestido ou banhado a algum metal ou liga que se encontra na tabela periódica. Se você corroer este artigo, Mordekaiser vai exterminá-lo!

Mercúrio é um elemento químico metal de transição famosíssimo, é o mais conhecido metal líquido à temperatura ambiente. Por ser um dos metais mais venenosos, acredita-se que seja este o elemento que corre nas veias dos deuses.

Com o antimônio, é um dos itens da tabelinha maléfica cujo nome menos tem a ver com o símbolo. Seu símbolo é o Hg, mas o que diabos Hg tem a ver com mercúrio? Seria H. G. Wells? Você que colava nas provas de Química não deve saber!

História[editar]

Foto do Mercúrio (centro) e seus amigos Ouro e Chumbo nos seus tempos de juventude em Gotham City, quando eram super-heróis e gostavam de dar uns pegas na Platina.

Sim, o mercúrio foi um dos elementos descobertos pelos filósofos alquimistas da Grécia Antiga enquanto procuravam pela famosa pedra filosofal. Ao fazer misturas sinistras em seus caldeirões borbulhantes, descobriram umas substanciaszinhas que pareciam espelhos. Aristóteles ao saber disso abriu um comércio de espelhos, vidrinhos e cacos, e se tornou um dos filósofos mais conhecidos de toda a história.

O mercúrio se tornou conhecido nas civilizações chinesas e indianas como eficiente método de tortura, e foi encontrado no interior de tumbas egípcias, era o ingrediente usado pelas almas dos faraós para se misturar com vodka nos bares da vida após a morte.

Em grego foi chamado de hydro que significa água e argyros que era o nome da prata, os romanos nem se lembraram de procurar o porque daquele nome escroto e latinizaram para hidrargirium. Alguns dizem que é por isso que o mercúrio tem esse símbolo atômico Hg que confunde todo estudante de química, mas o motivo real os cientistas preferem nem saber.

Mais tarde acabou recebendo o nome de mercúrio em homenagem ao deus Mercúrio, o office-boy do Olimpo, e seu intestino mágico, que possuía uma fluidez que espantava toda a Grécia.

O Mercúrio é também conhecido com um bom transportador de eletricidade.

Características[editar]

O mercúrio é um dos mais famosos metais líquidos, se não o maior deles. Na temperatura ambiente, é inodoro, não é um peido, porém se for inalado causa irritação nas vias respiratórias, olhos, boca e intestinos.

Seu composto mais pop é o cinábrio, uma mistura do mercúrio com o maligno enxofre, ou seja, é uma útil mistura usada para tornar o que já era fedido ainda mais fedido. A ustulação desse composto (uma palavra impronunciável que representa apenas a mistura com o oxigênio) produz mercúrio (o rly?) e libera dióxido de enxofre, o que torna a produção do cinábrio bem mais difícil por conta do incrível odor liberado.

É insolúvel em água e solúvel em ácido nítrico, isso impossibilita o envenenamento de sogras por mercúrio.

Foi um dos primeiros elementos estudados e tem sido de interesse para os estudantes de química desde os dias da alquimia até a atualidade, o que é uma surpresa para qualquer ser humano.

Aplicações[editar]

Uma aplicação muito conhecida pela população cariada.

Seu uso mais antigo foi na fabricação de espelhos e outras frescuras, uso este que permanece até hoje, patricinhas convivem com o mercúrio diariamente e nem sabem. O que dizem ser o mais importante de todos os usos modernos para o mercúrio está na fabricação de instrumentos para laboratórios, como por exemplo aquelas maquininhas de dentista que te aterrorizam, e outras bugigangas que calculam o peso específico, fluidez, condutividade urinária, hemodiálise e Exame de Próstata.

O verdadeiro uso importante do mercúrio é que ele é aquele liquidozinho vermelho que fica dentro do termômetro que você usava quando contraía Síndrome de Vício em Jogos Eletrônicos, ficava 16 horas na frente do Super Nintendo e começava a esquentar e ter febre, um pouco antes de ter ataques epiléticos enquanto jogava Pokémon. Existem termômetros para quase tudo, como anemômetros, higrômetros, bolômetros, barômetros, bafômetros e outros que você nunca ouviu falar e com certeza nunca ouvirá em toda a sua vida.

Precauções[editar]

Uma cascata de mercúrio feita em laboratório
  • Cuidado com o mercúrio. Quem for intoxicado por ele pode apresentar pequenos sintomas, como: dor de estômago, caganeira, tremeliques, depressão, ansiedade, gosto de heavy metal na boca, apodrecimento dos dentes, gengivas sangrentas, insônia, falhas de memória, preguiça, chiliques, mudanças de humor, agressividade, dificuldade de masturbar-se, audições de pagode e até demência (de acordo com a Wikipédia).
  • O metal deve ser armazenado em locais frios, secos, bem ventilados, protegido da radiação solar e distantes da visão poderosa do Superman.
  • Intoxicações leves podem causar anorexia, depressão, portanto, deve-se tomar muito cuidado.