Metéora

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Greece-flag copy.jpg "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele come churrasco grego, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.


Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Meteora? Cquote2.png
Google sobre Metéora
Cquote1.png Você quis dizer: Meteoro? Cquote2.png
Google sobre Metéora
Cquote1.png Eu gosto daquela música, Somewhere I Belong Cquote2.png
Alienado fã de Linkin Park sobre Metéora


Metéora foi a segunda tentativa grega de fazer um Vaticano só deles. Mas assim como o Monte Athos, foi um total fracasso. Fica próxima à Kalalabakaka, um local que ninguém conhece, a não ser os próprios gregos. Também abriga uma série de mosteiros que serviam de esconderijos secretos.


História[editar]

Um dos esconderijos mais humildes, difícil de ser achado né?

Acredita-se que Metéora surgiu durante uma das batalhas de Seya. Reza a lenda, que Seya estava apanhando igual a um condenado de seu adversário, e após sentir o cheiro de um baseado que um monge estava fumando, suas forças voltaram, e ele conseguiu, de forma espetacular, aplicar o seu famoso golpe, o Meteoro de Pégasus. Mas o golpe não saiu tão bom quanto o esperado, pois com o cheiro da parada que havia sentido, ele ficou igualmente grogue. Assim, o golpe foi um fracasso, e ao invés de matar seu adversário, a única coisa que Seya conseguiu foi fuder com o lugar onde estavam brigando.

Após o surgimento das montanhas, alguns fanáticos religiosos que não assistiam Cavaleiros do Zodíaco, imaginaram que Deus era quem tinha feito aquela obra de arte para que eles pudessem se refugiar dos seus inimigos, os Outrosmano, e assim, começaram a construir seus esconderijos secretos no topo das montanhas.

No total, foram construídos 20 esconderijos, mas com após a batalha das 12 Casas do Zodíaco, 14 esconderijos foram destruídos, restando assim apenas outros 6. Os esconderijos eram nomeados de acordo com a capacidade espiritual de seu morador, então, os esconderijos destruídos foram os dos que tinham o espírito mais fraco, devendo assim, morrer todos.

Eis que surge a questão: Como chegavam até as casinhas? Eis que também surge a resposta: Por serem monges e automaticamente serem melhores que um ser humano comum, eles não precisam de guindastes, bondinhos, cordas ou da nuvem voadora de Goku. Eles simplesmente vão subindo nas copas das árvores, igual ao filme O Tigre e o Dragão, até chegarem em suas humildes residências. Simples, não?

Características da Região[editar]

Reconstituição fiel que retrata como Metéora surgiu.

A região é habitada por muitos animais selvagens, extintos ou não. Foram encontrados vestígios de que uma família de dinossauros habitou o lugar há muito tempo. Depois de anos e anos de escavações e buscas, foi descoberto que esta família era composta por cinco componentes, eu que provavelmente, se tratava da Família Dinossauro.

O clima varia de acordo com o humor dos monges. Quando um tá puto da vida com alguma coisa, ele faz a dança secreta para chamar chuvas e tempestades. Quando está bonzinho, ele lança pétalas de flores ao ar, e tudo parece como nos filmes de fadas e veados. E por aí vai.


Principais Mosteiros[editar]

  • Mosteiro do Santo e Grande Meteoro - Pelo nome, já dá pra imaginar que era o maior, mais caro e mais poderoso mosteiro e esconderijo secreto construído.
  • Mosteiro do Santo Palavrão - Um mosteiro que só tinha nomes impróprios para serem publicados até na Desciclopédia.
  • Mosteiro da quase Santa Rosana - Era o esconderijo uma quase santa por não conseguir se abster dos prazeres da carne, principalmente do sexo brutal e selvagem.
  • Mosteiro de Santo do São Santos - Ao contrário do que o nome diz, esse mosteiro era um puteiro, onde os monges poderiam descarregar toda a sua raiva e atraso.
  • Mosteiro de Santo de São Estevão da Costa - O dono era chamado Estevão, mas este foi apedrejado quando fazia uma viagem para conhecer Jerusalém. Provavelmente tenha sido assaltado.
  • Mosteiro da Santíssima Trindade de Três - Este mosteiro era vago, e até hoje está. De acordo com os mais antigos, ele pertence a um tal de Jeová que disse que um dia ele voltaria.