Metal Magic

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Capa03.jpg Este artigo se trata de um álbum

E a Carla Perez já completou o dela com figurinhas da copa.
Teletubbies-tinky-winky.jpg Este artigo pode levar-te para o lado rosa da Força!

E adora Brokeback Mountain.

Não o leia, exceto se você for macho, mulher ou está pintando as unhas de glitter.

Mágica Metálica
Metal Magic.jpg
Foto rara do Lupinus Boiolicus
Lançado em 1983
Gênero Glam metal
Gravadora Village People Records


Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: KISS versão baitola Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Metal Magic
Cquote1.png Esse disco non ecziste Cquote2.png
Padre Quev... digo, Vinnie Paul sobre esse disco
Cquote1.png QUE DIABO É ISSO? Cquote2.png
Seu pai sobre a capa do disco. Não, não é por ela parecer diabólica ou pornográfica, e sim por ser feia pra caralho mesmo.

Metal Magic é o disco de estreia da banda das espiãs, embora eles reneguem não só esse, mas os próximos três discos, por motivo de uma posteriormente adquirida alergia à purpurina. Mas no caso desse disco, até o mais baitola dos artistas, como Prince ou seu pai iria renegar, em especial pela capa horrível que é tão feia que sua mãe parece a Miss Brasil perto dessa capa. Pensando bem, talvez sua mãe seja mais feia, mas ok.

Nessa época a banda era só mais uma na onda de laquê e de comer muitas groupies de bandas como Mamãe Crua, Poção, Strippers e Ratazana, com uma única diferença simplória e talvez de somenos importância (ou não): nenhuma groupie queria dar pr'aquele bando de drag queens plagiadores.

O disco (o som, no caso)[editar]

Uma cópia mal feita do disco Distróier do KISS e nada mais. Exceto, talvez, pelas guitarras do Dimebag Darrell... ou melhor, Diamond Darrell, que na época era o nome de guerra da criatura nas boates texanas. Ah sim, nessa época o vocalista não era ainda o "machão" Phil Anselmo (tão machão que era macho até debaixo de outro, vide o artigo do quarto disco da banda para mais informações) e sim uma biba morfética chamada Terry Glaze, que continuou a espalhar sua purpurina na banda por mais dois discos com uma voz de taquara rachada inspirada por Edson Cordeiro.

Músicas[editar]

  1. Guie minha pica no meu próprio cu
  2. Eu tô benzão!
  3. Diz logo que você quer me enrabar
  4. Cabô o amor
  5. A parte maior do meu corpo (aquela redonda lá atrás)
  6. Magia Metálica (música em homenagem à saída do armário do Terry)
  7. Enviuvando
  8. Ninguém toca nossa música na rádio (também né, música ruim do caralho)
  9. Punheta Infeliz (não sei comofas, mas né)
  10. Desliga esse rock, porra!

Integrantes[editar]

  • Fox Terrier Glacê - Purpurina, laquê, pulos de David Lee Roth com diarreia e gritos histéricos
  • Diamante Dá Ré - Guitarras alienígenas e imitação mal feita de Ace Frehley
  • Pega Rex Marrom - Baixo inaudível de tão baixo
  • Vinicius Lombardi, nada de piadas internas com ex-descíclopes viados, por favor Paulinho - Tocador de punheta na piscina