Meu Vizinho Totoro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Isso parece Shoujo! '-'
Hentai?
Meu Vizinho Totoro é algo relacionado a Kodomo

Esse artigo contém altas doses de mascotes que podem ou não falar pra caralho.
PS:Não vandalize. Senão, você será abduzido pra outra dimensão
com pessoas que você não suporta e será obrigado a salvar o mundo.
Meu Vizinho Totoro
となりのトトロ
Anime-my-neighbor-totoro.jpg
Os personagens principais: O Totorão, o Totorinho, o coelho estranho e as meninas
Gênero Fantasia
Mangá
Autor Hayao Miyazaki
Divulgação Não
Onde sai Não
Primeira publicação Não
N° de volumes 0
Anime
Dirigido por Hayao Miyazaki
Estúdio Studio Ghibli
Onde passa Passou nos cinemas... do Japão!
Primeira exibição 1988
N° de episódios 0
Filmes Isto é um filme
OVAs Bem, está disponível em DVD VHS

Meu Vizinho Totoro é um filme de animação do cineasta japonês Hayao Miyazaki, realizador de A Viagem de Chihiro. Fala sobre 2 meninas que possuem amigos imaginários grotescos sendo um deles o tal de Totoro que dá nome ao filme.

Sinopse[editar]

As criaturas que aparecem no filme. Eis o motivo de milhares de criancinhas japonesas mijarem na cama

2 irmãs, Satsuki e Mei, e seu pai, tiveram que se mudar por causa da mãe doente. A mãe doente estava hospitalizada em um hospital no meio do mato, que diziam as más-línguas ser melhor que os hospitais que ficavam na cidade, com todo o equipamento necessário para uma pessoa doente.

As meninas, entediadas pra caramba, resolveram cheirar uns gatos japoneses que viviam pelo mato. Bastou uma chierada para as meninas começarem a ver bichinhos pretos formados por poeiras. Isso motivou a pequena Mei a cheirar mais gatos. Inicialmente, na primeira cheirada, Mei começou a ver uma espécie de criatura inexistente, mistura de gato com coelho, de cor branca, que andava de um lado pro outro. O coelho gato ficou com medo e começou a sair em disprada, igual o coelho branco da Alice no País das Maravilhas. A propósito, várias referências Carroliana aparecem.

Após se perder na mata, Mei acabou encontrando uns bichos estranhos, todos parecidos com gato. A cheirada nos gatinhos fez um efeito enorme na mente da menina. Os bichos encontrados foram o Totoro (amigo imaginário do criador desse filme), o Mini Totoro, que é uma espécie de Totoro com nanismo, o gato branco fugitivo que morivou essa suruba toda e um gato-ônibus sorridente, parecido com o gato invisível da história da Alice no País das Maravilhas. Esta é outra referência usada pelo Hayao Miyazaki. Bem, a história é igualmente nonsense então não faz muita diferença.

Depois de Mei, Satsuki também começou a ver os animais estranhos na floresta. Após longas conversas com os animais, que apenas emitiam um ruído, acabaram fazendo amizade com esses animais. Certamente o Totoro só queria dar uma de Michael Jackson com as meninas.

Após várias confusões, visitas à mãe, interação com os Totoros, brigas, chuvas e outras coisas, Mei e Satsuki acabam plantando uma árvore com a ajuda do Totorão e do Totorinho. Pode parecer idiota no começo mas depois que você entende o filme, percebe que era mais idiota que você imaginava. Ao menos, para elas terem uma vida completa, só faltará escrever um livro e ter um filho porque a árvore elas já plantaram.

Como não há algo que possa ser chamado de vilão no filme, a história termina bem e todos viveram felizes para sempre.

Criação[editar]

Totoro versão capitalista

Famoso por criar histórias nonsenses que deveriam ser historinhas para crianças, Hayao Miyazaki resolveu ir além. Ao criar o roteiro para seu próximo filme, Miyazaki resolveu contar sua própria história no roteiro. Com a permissão de seus amigos imaginários, Miyazaki criou a história de Totoro, uma criatura gigante e gorda, metade gato e metade urso, com uma boca enorme. Além de Totoro, Miyazaki inseriu outros personagens no roteiro.

Para não dar muito na cara, Miyazaki substituiu ele mesmo por 2 meninas. Miyazaki gastou toda sua criatividade lisérgica no roteiro e não conseguia pensar em nomes para as garotas. Resolveu colocar o nome de suas vizinhas. Miyazaki também não conseguia pensar em um nome para o filme. Como ele havia usado o nome das vizinhas para as personagens principais, resolveu usar a referência vizinhográfica no título. O filme passou a ser chamado de "Meu Vizinho Totoro".

Personagens[editar]

Este era o Totoro na concepção de Miyazaki. Ele teve que mudar algumas coisas
  • Mei: A irmã mais nova e a principal personagem desse filme. Ela que se perde na floresta, ela que encontra os Totoros, ela que enche o saco do Totoro, ela que foge de casa e ela que dá o tom dramático para a história. Se Hayao Miyazaki fosse um cara sensanto, o filme se chamaria Mei e Totoro.
  • Satsuki: É a irmã mais velha. Uma espécie de escada para a pequena Mei aparecer. É a irmã que briga, mas depois abraça. Não tem uma importância tão grande no filme.
  • Pai: É um tipo de pai que não briga com os filhos, mesmo que elas tragam um bicho de 42 toneladas para sua casa. É um pai que jamais deu umas chineladas nas filhas. Enfim, é outra espécie que Hayao Miyazaki inventou para a história.
  • Totoro: É um monstro gigante, pesado, que quando fala faz a floresta todo tremer. Ele é vizinho das meninas. Ajuda as garotas em algumas partes do filme, mas sempre querendo algo em troca. Satsuki teve que coçar suas costas.
  • Micro Totoro: É uma versão encolhida do Totoro. Não faz nada de relevante no filme mas ainda sim é um Totoro.
  • Coelho branco: Graças a ele que Mei se perdeu e encontrou as criaturas.

Os demais não são importantes para a história. Tem a mãe que só foi colocada na história pra dar um motivo pra história existir, a velhinha doida que é a empregada, o gato-ônibus e outros figurantes.


v d e h
Este artigo fala sobre um anime.