Região do Transtorno do Distrito Federal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

O Entorno do Distrito Federal brasileiro é um brejo no Centro-Oeste do Brasil e integra uma das mais importantes regiões do país, a região metropolitana de Brasilia. O local é um grande exportador de sanguessugas da espécie Puliticus Brasiliensis que infesta a política do distrito vizinho. O local é conhecido também conhecido como a Venezuela do Centro-Oeste tamanha a ignorância de seu povo e pela região onde falta de tudo, mesmo próxima a um dos centros com maiores desvios financeiros e IDH do país.

O Entorno é uma região que nem o governo de goiás e muito menos o governo do distrito quer tomar conta, então permanece sendo esse grande bolsão do que há de pior na vida urbana contemporânea. Por isso, é costumeiramente chamada de Região do Transtorno, já dessa região só as piores merdas são exportadas.

Economia[editar]

O Entorno de Brasília não tem economia própria (a não ser pela prostituição e tráfico de drogas), mas impacta diretamente as economias goianiense e brasiliense. Apesar disso, o único papel desse imenso favelão no centro do país é fazer remessas diárias de empregadas domésticas, grileiros, foragidos da polícia além de milhares de camelôs que infestam o centros dessas cidades.

Boa parte dos produtos que circulam nestas cidades são produtos "arrumados" nos centros urbanos vizinhos. Na verdade, o que ocorre ali são pequenas receptações, sendo boa parte da população condizente com a prática bandoleira de seus amiguinhos.

Demografia[editar]

A população destas regiões são compostas de vários goianos, daí dá pra saber que coisa boa não deve ser. Outra pequena mas representativa parcela da população é formada por nordestinos que vão tentar a sorte em Brasília, dão de cara com o preço do aluguel vão morar em alguma kitnete nas satélites e mesmo assim não conseguem continuar morando lá, restando a opção de ir morar desse imenso chiqueiro.

Vale fazer uma menção ao município de Luziânia que é um dos maiores currais eleitorais do país, perdendo apenas para a sarneylândia. Principal reduto e o cu que cagou Roriz ao mundo (para o azar dos mamadores brasilienses), este é o município mais populoso, com maior número de cabeças de bagre que votam em troca de alguma esmola de político.

Transportes[editar]

A população mostrando sua interijenssia queimando ônibus para pedir mais ônibus.

Diferentemente do restante do feudo goiano o transporte mais usado pelos locais são os interestaduais, no caso, entre essa microzona e o detrito federoso. Como 100% da população trabalha (ou faz porra nenhuma da vida) no DF, então fica fácil para a ANTT extorquir esses incautos cobrando uma passagem caríssima, chegando quase ao dobro do que se paga na região vizinha. O bom que o governo não precisa se preocupar, porque a população dessa região é tão idiota que protesta contra eles mesmos fechando algumas pequenas vias la na baixa d'egua e causando transtorno a no máximo alguns poucos trabalhadores na região.

Municípios[editar]