Microsoftianismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Microsoftianismo é a teoria segundo a qual o mundo inteiro deve se curvar perante Bill Gates e agradecer pela criação da Microsoft e seus produtos.

História[editar]

O grande lider do Microsoftianismo

O Microsoftianismo surgiu por volta de 1343 quando o Rei da Inglaterra William W. Gates decidiu colonizar as terras longínquas que ficavam na beira do mundo. A Inglaterra não tinha, naquele momento, nenhum navio disponível, mas o Rei não se importou. Fez amizade com o Rei da Dinamarca e roubou um de seus navios. William W. Gates mandou alterar o navio, para que não fosse descoberto e o enviou na grande travessia. No meio do caminho o navio sofreu algumas avarias, mas a tecnologia daquela época era precária e o sistema operacional apenas avisava que havia ocorrido um erro desconhecido e que o navio deveria voltar para a Inglaterra para poder continuar a viagem. Dessa forma, a viagem que deveria durar duas semanas acabou levando oito meses para ser concluída. No meio tempo, no navio, fizeram anotações sobre a vida marinha e patenteou todas as espécies, enviando exemplares a seu Rei para que fizessem parte do grande acervo.

O navio, assim que chegou, foi recebido com grandes homenagens. Os nativos do novo mundo não sabiam o que era aquilo, como funcionava, mas achavam tudo muito colorido, um navio lindo, cheio de janelinhas. Os nativos então batizaram o navio de Windows, que em tupi-guarani significa janelinhas. Logo os nativos foram totalmente tomados pelas ideias microsoftianas trazidas pelos colonizadores. Muitos tiveram obesidade, febre, tendinite, impotência e outras doenças terríveis. Os que sobreviveram se viram subjugados pela nova ideologia.

Em pouco tempo o microsoftianismo passou a dominar não somente o novo mundo, mas o velho, o jovem, o bebê, enfim, todo mundo. Alguns pinguins e raposas tentam, há uma década, acabar com o poder do Rei e sua ideologia destrutiva, mas são ainda muito poucos. Calcula-se que em mais uma década os seres humanos estarão completamente escravizados, sendo obrigados a usar produtos da Microsoft até mesmo para ir ao banheiro. O Microsoftianismo deixará de ser uma ideologia para se tornar uma forma de governo.

Mandamentos do Microsoftianismo[editar]

O Microsoftinismo ao seu implantado como substituto do capitalismo irá impor as dez condições:

Ver também[editar]