Miðgarður

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Viking dinamarca.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Cquote1.png Você quis dizer: Terra Média Cquote2.png
Google sobre Midgard

Cquote1.png Você quis dizer: Mannheim Cquote2.png
Google sobre Midgard
Cquote1.png Como essa terrinha de formigas está em cima da gente na árvore de Yggdrasil?! Cquote2.png
Muspelheim e Niflheim sobre Midgard
Cquote1.png Se não fosse as minhas partes Midgard estaria desprotegida! Cquote2.png
Ymir sobre Jormungard
Cquote1.png Que raio de árvore gigante é essa aí no meio? Cquote2.png
Qualquer Midgardense sobre Yggdrasil
Cquote1.png Não vai subir ninguém! Cquote2.png
Jormungard sobre algum marinheiro folgado que tenta entrar em Midgard

Rune Midgard

Midgard segundo a mitologia nórdica da escandinávica europa nortista era onde habitavam os homens ao menos parecidos comigo e com você, porém, na verdade, contudo, entretanto, todavia era um bando de berserker sem rumo. Depois de mais de 8000 traduções livres, passando por Aramaico e Latin até os dias de hoje, o lugar passou a ser conhecido como Terra do meio do cu Média, por que para os nórdicos eles eram o centro e o centro fica no meio. Ah vá?

Midgard era porque hoje o que tá lá é o gelo finlandês cercada por uma árvore de nome dificil pra caceta, mas que o autor desse artigo teve a inteligência de usar control c control v pra poder passar pra você, caro leitor. O nome da árvore de nome difícil pra caceta era Yggdrasil, mas ninguém sabe que fim levou essa árvore, mas com certeza ela deve ter sido cortada por algum lenhador barbudo dos montes canadenses pra serem feitas com sua madeira um lápis de colorir.

Midgard seria um reino cercado de água, ou seja, além de estar no meio de tudo era intransponível, pois além das águas turbulentas, havia uma criatura esquisita e gigantesca, que parecia o Monstro do Lago Ness, mas nenhum ser nórdico teria um nome tão escroto, logo essa criatura se chama Jormungard que é um nome bem mais foda. Ela toma conta das águas ao redor de Midgard, abana o rabinho pra fazer maremoto e fica comendo e dormindo, se não fosse um monstro marinho poderia muito bem ser um cachorro.

História[editar]

Esse é Ymir, o falecido.

Se for pra contar a história, que a façamos direito. Tudo começou quando Ginungagap, o grande vazio nórdico tudo é deles, cuspiu do atrito entre Muspelheim, o lugar mais nordestino de lá, e Niflheim, o lugar mais russo de lá, o primeiro grandalhão da existência, seu nome era Ymir, finalmente um nome fácil não? Esse Ymir então, foi a primeira criatura viva da história que se alimentava do leite da única vaca existente Auðumbla, apelidada pelo gigante que tinha um neurônio e meio Já que numa briga bem nórdica um neurônio guilhotinou o outro no meio com um machado de batalha chamava a vaquinha mimosa de Mummu. Logo, o Ymir resolveu ir fazer uns coopers por Ginungagap e de tanto ele suar, do seu suor se formaram todas as criaturas do universo, inclusive alguns deuses. Algo engraçado a se relatar, é que alguns não tiveram paciência de sair pela testa e saíram pela suvaqueira do gigante mesmo. Vale comentar ainda que para tirar o cheiro de suor véio gelado do corpo os deuses omavam banho de rio 37 horas por dia. Dentre esses deuses cutâneos se encontrava Odin. Isso mesmo, o todo foderoso Odin é um Deus Cutâneo, só não se sabe por onde ele saiu. Daí começou aquele bacanal que só deuses sabem fazer. Era uma putaria desmedida. Era irmão comendo irmã, pai comendo filha e vice-versa.

Odin, o vileiro.

Logo nasceram os deuses normais, vindo do ventre da infeliz da deusa que teve o azar de nascer fêmea, pois na hora da suruba foram elas que se deram mal. Então um dia Odin quis parar com essa patifaria em Ginungagap, então fez uma ganguizinha lá que ele batizou de Æsires e caiu pra trocação com o Ymir e como era ele sozinho contra um monte de deus vileiro, tenho que adimitir que foi uma puta covardia, ele abotou o paletó de gelo, naquela época madeira tava em falta, e assim Odin se tornou o dono daquele distrito inteiro. Com as partes de do gigantão caído ele, com ajuda de uns deuses secundários aí, construiu o que viria a ser Midgard. Ele rebatizou Ginungagap para Midgard porque achava o nome muito brega e cafona. Com os restinhos do saco de Ymir, Odin criou a serpente que guardaria os mares de Midgard, pra nenhum pirata safado que viria pra saquear essa terra sagrada pudesse passar e nenhum ser corvade que habitasse Midgard pudesse escapar. O nome dessa criatura era Jormungard, um nome bem nórdico para a serpente que era tão grande que dava a volta em Midgard inteira e ainda mordía a própria calda Ui!

Segundo o Apocalypse dos nórdicos, também conhecido como Ragnarök, que traz vários acontecimetos de caos e destruição que todo mendigo adora anunciar por aí, além de falar das mortes dos figurões Odin, Thor, Týr, Freyr, Heimdallr e Loki, conta que Jormungard vai dar uma de rebelde e vai ficar do lado dos mauzinhos e vai lascar com Midgard inteira. Vai balançar o seu rabinho um pouco mais forte e vai submergir Midgard inteira, fazendo com que o mundo inteiro ficasse como Antlântis, alguns nórdicos dizem que é pra nivelar a estrutura e talvez fazer com que Atlântis volte a superfície junto com o resto do mundo. Agora quem garante que se Midgard inteira for submersa, que vai emergir denovo? Hein? Hein? Mas vamos supor que isso seja verdade, após o caos instalado pelo Crepúsculo dos Deuses, Midgard viveria um tempo de paz e tranquilidade sendo quase como o Jardim do Éden, do cristianismo. Algo muito clean, sem putaria, nem nada. É claro que se aparece um monte de deuses vileiros de novo a história é outra.

Jörð[editar]

Jord, a Mãe Terra

Tá certo! O local pode ter sido construido com as partes Ui! do Ymir, só que o bicho grande morreu, se não nem existiria Midgard, e como Odin tava sem saco pra tomar conta daquele lugar todo sozinho designou a sua mulher pra tomar conta daquele bagunça, como se ela fosse uma faxineira, e foi embora com os outros deuses criar um restaurante pra comer carne de porco e beber a cachaça destilada pelas valquírias, que eles chamavam de Hidromel, mas na verdade elas só misturavam água com rum pra fazer a bebida. Esse lugar hoje é conhecido como Valhalla o salão dos bêbados de Asgard, só entra lá quem já matou um monte de condenados em batalha e morreu em batalha também. Se morreu de doença na cama você não pode comer a carne sagrada de porco que só é oferecida em Valhalla, o restaurante dos heróis. Mesmo se voce estivesse batalhando mas antes de ser morto por seu inimigo escorregou, caiu, bateu a cabeça numa pedra e morreu, esqueça, pois isso não conta também.

Pelo que parece, Jörð, a mulher de Odin, tomava conta de Midgard igual a venta dela. Pois deixava todo tipo de desastre natural acontecer e fingia que não tava vendo nada. Ao menos parece que ela tomou vergonha na cara e canalizou tudo para apenas um lugar, o Japão. Agora só lá que acontecem todos os tipos de desastre simultaneamente. Como Jörð era lá das banda do norte, lá pela Noruega e tal, ela não tava nem ligando se uns nego do olho puxado estavam morrendo afogados ou se a larva de um vulcão estava caindo na testa deles. Enquanto a Escandinávia estivesse tranquila não tinha problema. Alguns dizem que Jörð era uma deusa que mantinha uma relação secreta e incestuosa com seu irmão Njörðr, ou seja a deusa que tomava conta de Midgard era uma mulher da vida fácil.

Vígríðr[editar]

Vigrid antes de ir pro saco, mas já tem umas nuvens escuras alí atrás.

Vígríðr é a planície, que fica em Midgard, onde vai rolar a pancadaria toda dos deuses contra os gigantes e uns deuses safados que escolheram trair sua classe (Vide Loki). Vígríðr sempre foi um lugar calmo habitado por algumas criaturas que gostam de mato alto, como por exemplo borrachudos, mosquitos dengosos e os Elfos que não gostam de viver cercado de árvores. Esses elfos parecem que se deram mal, porque tiveram que conviver com as subsequentes picaduras de mosquito em todas as partes dos seus corpos. Hmmmmm Boiola! Esses elfos que viviam lá formaram uma sociedade, não a do anel, mas alguma outra qualquer por aí que o autor desse artigo não teve coragem de pesquisar direito, uma sociedade que vivia aos moldes dos homens da caverna, não em sua aparência, pois eram elfos, logo eram cheios de frescura, mas viviam em função da caça de cervos de 3 chifes e 8 patas conhecidos como Hjörthümp e íam até a beira do mar pescar uns Krakens pra janta. Era um jeito bem básico de se viver e assim foi até o fatídico ultimo dia.

E depois que o pessoal chegou pra festa ficou assim.

Logo a paz dos Elfos frescurentos que residiam em Vígríðr estava ameaçada. Thor baixou por aquelas paragens mandando todo mundo arrumar a mala por que o couro ía comer alí, dalí a poucos dias teria um torneio de luta-livre, que eles chamaram de Ragnarök (Porque chamar de alguma sigla já tá ficando batido... Bababa Hein ow? Me ajudae, pô!) e o terreno precisava estar livre. Se tivesse gente alí no meio eles não íam querer nem saber e iam esculachar todo mundo na martelada, se não corresse com certeza ía parar no Niflheim. Dias depois começou a guerra chamada Ragnarök e tudo que era bonito em Vígríðr... Se estrepou. Virou tudo cinza fosco e céu bonito virou um céu carregado de nuvens negras, tão negras quanto uma jabuticaba preta. Tudo alí virou lama do barro mais nojento existente, aí sim pode começar a pancadaria, porque pancadaria em campo de batalha cheio de frescuras não tem a mesma graça. Então começou o Ragnarök, foi toda aquela coisa que você já sabe. Era Æsir caindo de um lado, era Vanir tombando do outro, até que Jormungard acorda com o barulho da algazarra e acaba com a festa tacando um copo de água do seu acervo especial bem no meio de Midgard. Depois disso ela volta a dormir de novo e deixa lá Midgard pra secar sozinha. MWAHAHAHAHAHA!

Seres Mitológicos[editar]

Explanarei agora um pouco das criaturas e seres mitológicos que habitam Midgard, ao menos algumas, por que eu não sou obrigado a lembrar de todas. Como Midgard seria a terra perante a visão amalucada dos nórdicos, algumas criaturas talvez não façam o menor sentido, mas não se preocupe, todos nós sabemos que isso tudo é uma bela de uma viajada dos nórdicos, mas se você acredita nisso, não se preocupe você não tem nenhum problema.

Perfil O que é Descrição
Jormungard.jpeg Jormungard Como já citado acima, Jormungard toma conta das águas ao redor de Midgard, abana o rabinho pra fazer maremoto e fica comendo e dormindo, se não fosse um monstro marinho poderia muito bem ser um cachorro. Mas além disso, ela tem um papel fundamental no Ragnarök, que é o de fuder com tudo. Ela mata o Thor, o herói comelão da história e depois abana mais uma vez seu rabinho pra destruir toda Midgard.
Fenri.jpg Fenrir Não sei como, mas é o filho de Loki com uma gigante aí que chama Angrboda e é o filho de criação de Odin, o vileiro, que foi preso, acorrentado, em Niflheim para ser solto no Ragnarök e sair matando e comendo, nos dois sentidos, tudo o que ele ver pela frente. Nessas ele acaba comendo, sem malícia rapaz, o seu pai de criação Odin, mas como se ele estivesse muito ligando continuou a matar todo mundo do recinto, até aparecer o prodígio do local, Vidar, e lhe matar com uma facada no coração que estendeu até o pescoço, fazendo-o morrer como um verdadeiro lobo mau.
Cubone.jpg Ratatosk É um esquilo que poderia ser comparado à aquelas tias que ficam na frente da casa fuxicando sobre a vida do personagem da novela e sobre a vida dos famosos em geral, só que como não existe novelas em Midgard, Ratatosk se contenta fazendo intrigas entre a águia Hraelsveg, que fica no topo de Yggdrasil e o dragão Nidhogg que fica lá na rabeira, quase no inferno. É também conhecido por ser o X-9 pessoal de Odin, contando tudo que tá rolando lá em Midgard pra ele.
Picstoppic.jpg Elfos Esses eram os delicadinhos de Midgard. Quando não estavam praticando sua pontaria em arco e flecha em alguma orquídea ou curando algum de seus feridos com magia branca, estavam cuidando de seus cabelos com loções e shampoos especificos para os seus couros cabeludos, isso incluia os homens-elfos, pra falar a verdade eram mais os homens-elfos que faziam isso. Eles tinham ainda duas divisões, os Elfos da Luz, que são esses frescurentos aí, e os Elfos da Escuridão, que tinham um pouco menos de frescura, não passavam loções, só o shampoo específico para seus couros cabeludos.
Gnomo.jpg Gnomos São criaturas de estatura infima, pequenos mesmo, já viu uma largatixa? É desse tamanho aí. Eles vivem em cavernas e lugares onde o sol não bate, para evitar a fadiga a luz do mesmo, até hoje não se sabe o porque de tamanha viadagem. Eles tinham a habilida especial de penetrar Ui! em qualquer lugar sólido, como por exemplo uma montanha e arrancar lá de dentro areia alguns minerais preciosos que eles usariam pra fabricar armas ultra-mega-blaster foderosas, que concerteza mais tarde seria roubada por algum elfo malandrinho.
Anao.png Anões Anões pra começo de conversa, tem a barba maior que eles próprios, coisa não muito dificil, já que eles tem quase a mesma estatura de um Gnomo, ou seja, a de uma lagartixa. Essas foram as criaturas mais privilegiadas na hora de seu surgimento. Você me pergunta, nasceram do braço ou das pernas de Ymir? Eu lhe respondo, lógico que não. Tá maluco? Foi de um lugar muito mais legal. Eles nasceram dos vermes que corroiam o cadáver de Ymir. Quer maior privilégio que esse? Eu não saberia qual. Esses tem um motivo pra viverem no subterrâneo e não saírem a luz do sol sem proteção de magia. Se eles saírem a luz do sol, automaticamente aparece uma Medusa e transforma eles em pedra.
Vafthrudnir.gif Jotuns Esses ao contrário dos Anões e dos Gnomos, não foram agraciados com a falta de estatura, tendo o tamanho de uma serpente python caranguejeira adulta. Pode-se afirmar também que ele tomavam Cavalo Power com Biotônico Fontoura, pois eram muito fortinhos e crescidinhos. Alguns deles não eram tão burros quanto pode-se pensar de um gigante, embuchando algumas deusas por aí e sendo também embuchadas também, por que não? Gigantas existem, são feias como o diacho, mas que existem, existem. Mas eles tinham o mesmo costume dos baixinhos Anões e Gnomos de viver escondido do Sol, mas ele tinham que viver em algum caverna ao pé de alguma montanha se não eles não cabiam dentro. MWAHAHAHAHAHA!
Hugin-munin1-300x300.jpg Hugin e Munin Hugin , que significa pensamento, e Munin, que significa mente, logo fica caracterizada uma redundância aí, são os corvos que sobrevoam Midgard e como Ratatosk, são uns x-9's desgraçados. Alguns dizem que eles são os próprios pensamentos e mente de Odin fazendo com que esse além de Deus, fosse categorizado na ala dos Shamans também. Mas alguns arquiólogos congoleses dizem que tudo isso é balela e que Hugin e Munin eram apenas os passarinhos X-9's de Odin, mesmo. Mas quem acreditaria em arquiólogos congoleses? Por isso nessa parte vai ficar a incógnita.
Nornas.jpg Nornas Mais uma controvérsia da Mitologia Nórdica se mostra agora. As Nornas, apesar dos nórdicos não acreditarem nisso, controlam a tua sorte, o teu azar e o teu destino, assim como a dos Deuses também, todo mundo se estrepou. ALém disso, elas tomam conta para que tudo que os deuses, os humanos, os elfos, e etc vejam seja real. Logo nada de psicodelia e Raul Seixas no departamento delas meu jovem. Como niguém nessa mitologia nasce normalmente, as Nornas nasceram da fonte de Urð que fica alí na rabiela das raízes da árvore Yggdrasil e é por lá mesmo que elas moram. Elas são Urð que significa o passado, ou seja é velha, ela só olha pra trás, pra ver se não tem ninguém encaixando nada indevido por aí. Tem a Verðandi que significa presente, é a virgem do grupo, ela olha sempre pra frente e a anciã mais velha que teu passado é a Skuld que quer dizer futuro.
Yggdrasil1.jpg Yggdrasil Yggdrasil era a árvore que comandava todo o pedaço e Midgard estava bem em seu tronco, lá pela meiuca. Em Yggdrasil era encontrados os nove mundos da mitologia nórdica, Midgard, Asgard, Vanaheim, Helheim, Svartalfheim, Ljusalfheim, Jotunheim, Niflheim e Muspelheim. Agora fala tudo 4 vezes bem rápido sem errar. Há um mito de que as frutas de Yggdrasil são muito ziconas e comelonas do pedaço, porque nelas, se traz todo o conhecimento que pode ser adiquirido. Se Odin soubesse disso antes ele não tinha perdido um olho.(sic) O conto ainda fala que as folhas de Yggdrasil podem ter o mesmo efeito de uma pedra filosofal e trazer pessoas de volta de suas catacumbas e as frutas podem curar qualquer ferimento ou doença. É isso aí, elfo da luz pra que? Só que essa parte da árvore é protegida por Valquírias designadas especialmente pra isso. Elas treinaram no exército israelense o Krav Magá e foram pra Coréia aprender Tae Kwon Do, além de irem aos montes chineses para aprender o mais puro e refinado Kung Fu, já podendo até entrar no UFC. Eu teria medo delas.

Concluindo[editar]

É isso que vai gorvernar Midgard? Sou mais a mãe terra.

Midgard é o reino que foi feito pra ser destruído por tudo e todos, não vai sobrar badarosca nenhuma pra contar a história. Bom, foi até aí que eu falei, não quer dizer que acaba aí. MWAHAHAHAHAHA! É que depois dessa parte vira um porre abissal. As coisas voltam a ser como eram no começo. Uma paz e tranquilidade de dar agonia.

Ninguém tretava com niguém. Os gigantes ficavam tranquilos em suas cavernas, os elfos não roubavam armas dos gnomos mais e quem tava tomando conta do pedaço agora era Baldr, o Deus cagão que tinha medo de todo mundo e foi morto por um visco. Sim, um visco dos diabos conseguiu acabar com um deus, se bem que foi mais uma das tramas macabras de Loki pra matar o rapaz que vivia angustiado e fez todas as criaturas da terra jurarem que não o matariam. Quando Loki descobriu que o visco não tinha jurado, ele soltou um grande HÁÁ! IÉIÉ! SALCI FUFU! e foi logo dando uma flecha enrolado com o visco na mão do irmão cego dele, o Hodr pra liquidar a fatura.

...e isso porque era parente, hein? Imagina se fosse só um chegado da família... Ou você. Logo, sendo governado pelo deus mais bonzinho de toda Asgard, Midgard viveu tempos tranquilos pra sempre. Viu? Não falei que o fim era um porre? Mas seria pior se você entro nesse artigo pra ver se conseguia ver alguma Valquíria de biquini por aí. Aí você se deu mal, até porque as valquírias não usam roupas! MWAHAHAHAHAHA!

Veja Também[editar]